SUCESSÃO ESTADUAL- Últimas noticias das eleições executivas e legislativas

SUCESSÃO ESTADUAL- Últimas noticias das eleições executivas e legislativas

Preso, deputado federal catarinense está cada vez mais abandonado e distante da reeleição. Até seu partido o abandonou.

O último golpe que o deputado federal João Rodrigues recebeu foi dado pelo seu próprio partido, o PSD. A liderança acaba de substituir o parlamentar na comissão de reforma do Código de Processo Penal. O partido se viu numa saia justa ao manter um membro que está preso nessa comissão.

Cada vez mais abandonado, João Rodrigues vive um inferno astral. Foi condenado por delitos cometidos quando era prefeito no Oeste Catarinense. Como tinha foro privilegiado sempre conseguira recorrer em liberdade e proteger o mandato. Só que chegou ao último recurso sem sucesso e foi obrigado a iniciar o cumprimento da pena.

……..

SUCESSÃO PRESIDENCIAL E ESTADUAL – Últimas noticias

Agora os destinos do País e dos Estados estará nas mãos dos eleitores

Este ano teremos eleições em nível federal e em nível estadual. Serão eleitos: o presidente e o vice-presidente da República, os governadores e vice-governadores, senadores, deputados federais e estaduais. Para o Senado serão duas vagas.

Graças à estabilidade nas instituições, houve a interrupção de um mandato presidencial, o Congresso deu posse ao vice-presidente, Michel Temer, e este vem conduzindo o País, dentro da normalidade, na travessia até a eleição de um novo presidente da República.

Agora a responsabilidade estará nas mão dos eleitores para a escolha dos novos mandatários que tomarão posse em janeiro próximo. Não há justificativa para escolher mal os novos ocupantes de mandatos eletivos. Além da campanha na rua, haverá o chamado “palanque eletrônico” – o horário eleitoral – os noticiários jornalísticos com isonomia entre os partidos políticos e candidatos e a internet, com todas as plataformas de comunicação eletrônica, as redes sociais.

museu_historico_santa_catarin

Eleições em Sana Catarina

Aqui em Santa Catarina serão eleitos o governador, o vice e os 40 deputados estaduais. O palácio do governo funcionou no prédio acima, o Palácio Cruz e Souza, até 1984. A partir daí, foi transferido para o prédio de propriedade da CELUS/CELESC, em frente à Assemblea Legislativa. Mas, no governo Luiz Henrique da Silveira, passou para o Centro Administrativo de hoje, onde era a sede administrativa do BESC – Banco do Estado de Santa Caterina – que foi incorporado pelo Governo Federal.

Como curiosidade, o nome Cruz e Souza do antigo palácio do governo, hoje museu e sede cultural,  é o do maior poeta e escritor catarinense, o Cruz  Souza. Ele é de Lages/SC, nascido no Bairro da Brusque. Chegou à Capital bem criança, como filho de uma funcionária do governador. Foi durante o mandato de um dos governadores lageanos. Lá, Cruz e Souza teve oportunidade de crescer num berço melhor e estudar em bons colégios. Foi o poeta e escritor maior de Santa Catarina.

O hoje Palácio Cruz e Souza, usado mais para abrigar a História e a Cultura, foi construído em 1785 e serviu como casa do governador e centro administrativo até 1984. Nesses anos ocorram diversas modificações e restaurações. Atualmente, nos fundos, com entrada ao lado desse palácio, há um edifício onde, às vezes, funcionam secretarias. Quase sempre são instalados lá outros órgãos públicos.

ELEIÇÕES FEDERAIS

O SONHO DE TODO POLÍTICO É CHEGAR A UM DOS PRÉDIOS ABAIXO.

NO Brasil, o Poder está dividido em: Executivo, Legislativo e Judiciário. Pela ordem, do maior para o menor, são estes os cargos que comandem alguns desses prédios abaixo: presidente da República, presidente do Congresso (quando se reúnem, conjuntamente, o Senado e a Câmara), presidente da Câmara, presidente do  Senado e presidente do STF.

O cargo mais cobiçado é o de presidente da República. Uns o cobiçam por vaidade pessoal e por apego ou gana pelo Poder; uns poucos, no entanto, sonham ou cobiçam esse cargo por espírito público ou pela vontade mudar e futuro do Brasil.

Nos Estados, os cargos mais importantes são: o de governador, o de presidente da Assembleia e o de presidente do TJE-Tribunal de Justiça do Estado.

No plano federal, a linha sucessórias e esta: presidente, vice-presidente da República, presidente da Câmara, presidente do Senado e presidente do STF.

No plano estadual, a linha sucessória e esta: governador, vice-governador, presidente da Assembleia e presidente do TJE – Tribunal de Justiça do Estado.

………………..