PREFEITO CERON FAZ RELATO A EMPRESÁRIOS SOBRE SUA GESTÃO

PREFEITO CERON FAZ RELATO A EMPRESÁRIOS SOBRE SUA GESTÃO

Uma das missões da Associação Empresarial de Lages é acompanhar de forma permanente o que está sendo executado em nosso município e, quando necessário, cobrar ações que tragam mais qualidade de vida para sociedade, assim, sempre tem em sua pauta um agente público para relatar suas atividades. O convidado da reunião desta segunda feira, 12 de março, foi o Prefeito Antonio Ceron, que falou sobre obras, projetos, investimentos.

Ceron iniciou relembrando que assumiu a prefeitura com o compromisso de trabalhar com menos de 5 mil funcionários. “No mês de fevereiro fechamos com 4.750 funcionários e passamos de 428 cargos comissionados para 299. E por determinação do Ministério Público tivemos que demitir quase dois mil contratados”.

Uma das ações citadas pelo prefeito é com relação ao vendedor ambulante que atua de forma irregular na cidade. Muitos destes vendedores não são daqui. “Esta é uma ação que estamos fazendo para combater o ambulante de fora de Lages, que não geram emprego, não pagam imposto. Precisamos da polícia para realizar estas ações, só o nosso fiscal não dá, tem que ter a polícia junto”, relatou.

Sobre as obras em andamento, informou que o Complexo Araucária está com 99,5% da obra pronta e deverá ser concluída nos próximos meses. Com relação a Avenida Ponte Grande explicou que está faltando fazer toda a parte de esgoto e o asfalto que compreende o trecho entre a BR 282 e o Caça e Tiro e que deverá ter licitação aberta em breve. Relatou ainda que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Universitário, está com 60% da obra pronta e terá 2.185m² de área construída.

O Prefeito comentou que a revitalização do Centro está em fase de licitação e já possui recurso disponível, e a revitalização do mercado público teve a licitação aberta nesta segunda feira (12/03), e também já tem parte dos recursos liberados. Quanto aos investimentos, enfatizou que foram aplicados na saúde e na educação R$ 40 milhões, além dos valores determinados por lei. “É grande a demanda da população, mas saúde e educação são prioridades e vamos continuar investindo”, finalizou.