INAUGURADA REFORMA DO COLÉGIO INDUSTRIAL – Investimento foi de mais de R$ 8 milhões

INAUGURADA REFORMA DO COLÉGIO INDUSTRIAL – Investimento foi de mais de R$ 8 milhões

A cada inauguração de escola é uma inauguração a menos de presídios. Esse deveria ser o pensamento de todo administrador. Mas existem quilômetros de distância entre o discurso e a prática. A prioridade da Educação nunca desce do palanque. Ainda bem que também vemos inaugurações e reinaugurações de escolas!

Também seria preciso reinaugurar o interior dos muros e das paredes das escolas. Nas condutas e nas práticas, tanto de alunos como de professore e profissionais da área, por exemplo. Se já é bom, pode fiar melhor ainda.

Nesta manhã, às 08h30 min. (15/2/18), o governador Raimundo Colombo inaugurou a reforma da Escola de Educação Básica Industrial de Lages. A escola também é conhecida como Colégio Industrial.

Essa foi a primeira reforma geral da instituição em mais de 50 anos de existência. O diretor Armando José Duarte explica que a reforma for realizada em etapas para não prejudicar o andamento do calendário letivo.

Ao todo, o Governo do Estado investiu mais de R$ 8 milhões nessa reforma, que contaram com obras nos 10 mil m2 de área construída. Espaços reformados: as 28 salas de aula, os banheiros, os laboratórios, setores administrativos e alas dos cursos técnicos.

O Colégio Industrial atende 1,6 mil alunos nos ensinos regular e técnico (Cedup). O prefeito Antônio Ceron, o deputado estadual Gabriel Ribeiro, a deputada federal Carmem Zanotto, a secretária da Educação. Elza Moretto, entre outas autoridades, prestigiaram o evento.

Pergunta da Redação aqui do Portal: Já imaginou o professor Armando como Secretário Municipal em qualquer município? Revolucionaria como revolucionou em todos os estabelecimentos por onde passou!

Mas, é mais fácil o professor Armando chegar a Ministro da Educação que secretário de certos municípios vizinhos. Seus administradores só chegam ao poder através de conchavos.  Daí só preenchem os cargos com quadros dos partidos com os quais fizeram esses conchavos. Aí vai para o espaço a verdade de que há cargos que devem ser preenchidos com profissionais.