Canteiros de flores são replantados por conta da intensa estiagem

Canteiros de flores são replantados por conta da intensa estiagem

Horto das Flores produziu cerca de 20 mil mudas em 45 dias, as quais já foram replantadas e florescem nos canteiros de praças e avenidas da cidade.

A forte estiagem de verão avariou os canteiros de flores em praças, avenidas e logradouros públicos, provocando o aumento da demanda no serviço de replantio e repovoamento das espécies que embelezavam a cidade. Para isso, a Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente teve de fazer uma semeadura de emergência no Horto das Flores, onde elas são cultivadas. “Foram produzidas, num período de 45 dias, cerca de 20 mil novas mudas e o replantio contempla canteiros de flores em todas as áreas urbanas”, afirma o secretário Euclides Mecabô (Tchá Tchá).

O secretário explica, ainda, que, “durante a forte e prolongada estiagem foi praticamente impossível regar todos os canteiros existentes no perímetro urbano, serviço que precisa ser feito dia sim, dia não. Desta forma, milhares de flores secaram, havendo a necessidade do replantio.”

Entre as várias espécies produzidas através do sistema de semeadura, as quais já foram replantadas e florescem nos canteiros de praças e avenidas de Lages, estão tagetetagetemix e sunpatiens.