PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS DE ALTA COMPLEXIDADE – Filas devem diminuir

PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS DE ALTA COMPLEXIDADE – Filas devem diminuir

Um problema crônico é a falta de vagas para cirurgias de alta complexidade. A fila já é longa.

Esse é um assunto que preocupava, devido às filas para os procedimentos complexos de cirurgia. Em reunião com a presença de 13 prefeitos da Amures, foi oficializada a Habilitação da Cirurgia Cardíaca pelo Sistema único de Saúde (SUS), no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres (HNSP), em Lages. O ato ocorreu na manhã desta segunda, 23, no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Lages (CDL).

Veja mais, logo abaixo, em conteúdo disponibilizado pela Assessoria de Imprensa da Amures, através do jornalista Onéris Lopes.

…………….

ANEXO:

Participaram da solenidade, a deputada federal Carmen Zanotto, o Secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, deputado Jorginho Mello, o superintendente do HNSP Fábio Lage, entre outras lideranças políticas da Serra Catarinense.

A portaria habilitando o Nossa Senhora dos Prazeres a realizar os procedimentos cardiológicos foi publicada no Diário Oficial da União no dia 28 de março. Com isso, os pacientes da Serra Catarinense que precisavam realizar tais procedimentos não irão se deslocar para outros centros de referência.

Os casos emergenciais já estão sendo atendidos na unidade hospitalar. Além disso, o valor de R$ 3. 245.474,20 milhões será incorporado ao teto financeiro de Lages que irá repassar ao Nossa Senhora dos Prazeres.

De acordo com Carmen Zanotto, a habilitação é uma conquista de todos os serranos. “Estamos há muitos anos trabalhando para que os pacientes de Lages e da região pudessem contar com os serviços na cidade. Com a autorização todos os procedimentos, desde cateterismo até cirurgia cardíaca serão realizados aqui. Diminuindo o tempo de espera dos pacientes”, afirmou.