Dívidas da prefeitura já repercutem na região

Dívidas da prefeitura já repercutem na região

Líder político de ponte Alta acha que última administração ainda ouviu muito pouco desaforo pelas armadilhas e o pesado fardo financeiro que deixou.

 

ERON Portal, Lages/SC – Esta semana, a convite de um amigo, fui jantar no Galpão Capão do Cipó, conhecer o famoso e saboroso prato da casa: Filé de Tilápia à Galponeira. O motivo principal foi meu aniversário, comemorado nesta segunda, 30.

Também me encheu de satisfação reencontrar meu velho amigo (que também já pode ser chamado de “meu amigo velho”), Herbert Zart, filho do ex-prefeito Culberto Zart, de Ponte Alta.

O Herbert estava acompanhado da esposa Fernanda e do Casal Franssielly Buock (ela, agora lojista na Praça Joca Neves) e Rogério Risson (vivente que importamos do RS). A garotinha no centro é a Júlia, filha da Franssielly.

Como não poderia ser diferente, não faltou política na sobremesa. O Herbert me questionou: “Como é que pode? O saudoso Renatinho deixou em torno de R$ 30 milhões em dívidas e saiu carimbado com tudo que é adjetivo, entre eles, o mais pesado para um homem público. Agora deixam mais de R$ 120 milhões e receberam muito pouco desaforo e críticas até agora. O Toni, que foi responsável pela entrega da gestão passada, saiu até sob aplausos. Se bem que ele não teve muita culpa no cartório, apesar de que foi coadjuvante na administração Elizeu Mattos, finalizou o Herbert. Confesso que foi difícil eu dar uma explicação convincente ao Herbert.