Coluna Eron J. Silva – 07/12/17

Coluna Eron J. Silva – 07/12/17

 

Lages prepara mais um top evento

Assim como os JASC, o Natal Felicidade deverá fazer história. Tem tudo para ser o maior de todos os tempos. A abertura já foi um termômetro. Até parecia coisa de grandes centros. Outro ponto positivo foi manter o nome: Natal Felicidade. As cidades deveriam eleger os nomes de seus principais eventos como marcas registradas. Assim como a marca da cidade que deveria ser a mesma, independentemente de quem estiver no poder. Pode ter certeza de que as imagens e o som da abertura do Natal Felicidade já marcam em vários pontos do Estado e brilham nos olhos de visitantes potenciais.

Foto 2

O 1º investimento turístico em Capão Alto

Como primeiro resultado da pavimentação da Estrada da Vigia foi o início simultâneo da construção de um Hotel Fazenda em suas margens com 52 mil m2, 40 apartamentos, 10 cabanas, restaurante típico, espaços para eventos, campos esportivos, heliporto e outros. Logo após o lançamento da Ordem de Serviço do asfalto, a comitiva do governador Raimundo Colombo e do prefeito Tito Freitas participou do Lançamento da pedra fundamental do empreendimento. Na oportunidade, o governador autorizou o projeto do trevo de acesso. Esse é o primeiro resultado prático da estrada e que anima o prefeito Tito e sua a equipe que do setor de finanças que já conseguiu equilibrar as contas e fazer economia. O secretário de Pereira de Jesus aplaude como bem vindo o investimento.

Foto 3

Tem gente que já sabe perder eleição

Historicamente em SC há dois lados: o da antiga ARENA e o do antigo MDB. Sempre que um destes lados sai rachado ou outro ganhou. Então, se o lado que ensaia em sair junto com Esperidião Amin a governador sabe ganhar, também sabe jogar a vitória no colo do PMDB. Parece que Amin estaria querendo se tornar o gás da última coca cola num deserto. Se isto for verdade, estará fazendo Mauro Mariani encomendar logo o terno de posse. Pode fazer o PSD ficar onde está e sair com um nome ao Senado, dar a vaga a governador ao PMDB e deixar a vaga de vice para outro partido, o PSDB, talvez. Neste caso, até o governador Colombo poderia ficar no Centro Administrativo até o fim do mandato.