Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Nenhum banner para exibir

Anunciar Empresa
VEJA PARTE DA HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA ESTRADA CORVO BRANCO/sc – “Estamos tingindo de preto as asas brancas do corvo”.

VEJA PARTE DA HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA ESTRADA CORVO BRANCO/sc – “Estamos tingindo de preto as asas brancas do corvo”.

ESSA CONSTRUÇÃO FOI MAIS UM DOS DESAFIOS DA ENGENHARIA À NATUREZA. ELA PASSA POR UM SANTUÁRIO ECOLÓGICO DE GRÃO PARÁ.
FÓRUM PARLAMENTAR/SC FOI À ANTT DISCUTIR CONCESSÃO DA 101 – Amin e FECAM integraram essa comitiva.

FÓRUM PARLAMENTAR/SC FOI À ANTT DISCUTIR CONCESSÃO DA 101 – Amin e FECAM integraram essa comitiva.

O senador Esperidião Amin participou da reunião do Fórum Parlamentar Catarinense com a Diretoria da ANTT, em Brasília. Objetivo foi
UM SONHO DA SERRA DO RIO DO RASTRO – UM TELEFÉRICO LIGANDO SIDERÓPOLIS AO MIRANTE DE BOM JARDIM..

UM SONHO DA SERRA DO RIO DO RASTRO – UM TELEFÉRICO LIGANDO SIDERÓPOLIS AO MIRANTE DE BOM JARDIM..

PENSADO NO GOVERNO CATARINENSE PASSADO, O PROJETO INTERESSOU A INVESTIDORES EXTERNOS. MAS AGORA ESTÁ FORA DA PAUTA DO TURISMO DE
OBRAS DAS RODOVIAS CATARINENSES TEM AS DIGITAIS E AMIN – BR 282 e Esterada da Serra do Rio do Rastro foram seus desafios.

OBRAS DAS RODOVIAS CATARINENSES TEM AS DIGITAIS E AMIN – BR 282 e Esterada da Serra do Rio do Rastro foram seus desafios.

GOVERNADOR POR DUAS VEZES, O ATUAL SENADOR ESPERIDIÃO AMIN SEMPRE FOI UM APAIXONADO POR RODOVIAS. DESDE OS TEMPOS DE SECRETÁRIO
A MULHER NA POLÍTICA – A força da bancada do batom continua em alta em Santa Catarina.

A MULHER NA POLÍTICA – A força da bancada do batom continua em alta em Santa Catarina.

URUPEMA - NA SERRA CATARINENSE - DEVE SER O MUNICÍPIO COM A MAIOR BANCADA FEMININA. São quatro as vereadoras que estão
BASTIDORES DO INDICIAMENTO DE JULIO GARCIA EM IMAGENS – Maioria do público da terça, 15, nos arredores do plenário da ALESC, era de repórteres.

BASTIDORES DO INDICIAMENTO DE JULIO GARCIA EM IMAGENS – Maioria do público da terça, 15, nos arredores do plenário da ALESC, era de repórteres.

PRESIDENTE DO PODER GARANTE QUE VIVERÁ UM CALVÁRIO ATÉ O STF, MAS PROVARÁ OS EQUÍVOCOS DESSA INVESTIGAÇÃO ALCATRAZ EM RELAÇÃO
AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE PROJETO QUE BENEFICIA 60% DOS MUNICÍPIOS – A matéria é do deputado Jerry Comper, presidente da comissão de assuntos municipais/SC.

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE PROJETO QUE BENEFICIA 60% DOS MUNICÍPIOS – A matéria é do deputado Jerry Comper, presidente da comissão de assuntos municipais/SC.

PROJETO PROPÕE ALTERAÇÃO NA DISTRIBUIÇÃO DE RECURSOS AOS MUNICÍPIOS. OS MENORES, UNS 60%, SERIAM OS MAIS BENEFICIADOS. Atualmente o bolo do
EDITORIAL –  É importante se criar municípios? Qual o efeito disso no retorno dos impostos?

EDITORIAL – É importante se criar municípios? Qual o efeito disso no retorno dos impostos?

HOJE A DIVISÃO DO BOLO ARRECADADO NO ICMS É DE PARTE IGUALMENTE A TODOS E PARTE COM BASE NO MOVIMENTO

FÓRUM DAS ENTIDADES RETOMA LUTA PELO AEROPORTO REGIONAL – Faltou o mesmo empenho na eleição para a região manter a força política.


acil
Esta postagem foi publicada em 9 de janeiro de 2019 Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo.

Na última reunião do Fórum das entidades da ACIL- Associação Empresarial de Lages em 2018 o Aeroporto Regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto foi um item da pauta.

A reunião contou com a presença do diretor de Transportes da Secretaria de Infraestrutura, José Carlos Müller Filho, e da superintendente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Márcia da Silva Santos. Na oportunidade repassaram informações sobre o andamento das obras e homologação do aeroporto.

Também estavam presentes o coordenador da Comissão Pró Voo, Anderson de Souza; o coordenador regional do Partido Social Liberal (PSL), Airton Amaral; o presidente do PSL em Lages, Fernando Sommariva; e o vice presidente Ronaldo Cordeiro.

O diretor de transportes informou que o aeroporto está em fase de homologação no Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II), em seguida, passará para homologação na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). “A principio o aeroporto irá operar de forma visual, após 4 a 6 meses, deverá receber autorização para operar por instrumentos”, explicou. A superintendente da Infraero salientou que isso não será problema para fechar contrato com empresas aéreas, “com a homologação para voos visuais, é mais fácil encontrar uma empresa disposta a disponibilizar voos para o aeroporto. Leva cerca de seis meses até que a companhia finalize seu plano de voo e obtenha autorização para operar”.

De acordo com Muller, são dois os entraves para que o aeroporto de Correia Pinto entre em operação e que necessita do apoio das entidades: o trevo de acesso na BR 116 que, segundo a concessionária que administra a rodovia, há uma divergência no traçado; e a movimentação de terras ao lado da pista para voo instrumental.

Outro assunto que preocupa as lideranças é o contrato com a Infraero que vence em janeiro de 2019 e se não for renovado irá paralisar todo o processo novamente. Segundo o coordenador regional do PSL, ele já formalizou um pedido ao Governador eleito Carlos Moisés da Silva para que renove este contrato com a Infraero.

Quanto as outras demandas, o Fórum das Entidades irá fazer os encaminhamentos necessários no sentido de tentar resolver estas questões.


125 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-