Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
ACELERADAS OBRAS DO MERCADO PÚBLICO DE LAGES/SC – Espaço deve começar a funcionar em agosto.

ACELERADAS OBRAS DO MERCADO PÚBLICO DE LAGES/SC – Espaço deve começar a funcionar em agosto.

É MAIS UM ELEMENTO ARQUITETÔNICO HISTÓRICO A AGREGAR VALOR AO TURISMO DA SERRA. SERÁ UMA ESPÉCIE DE SHOPPING TÍPICO. Após a
OS CAUSOS DO ERON PORTAL – O Meteorologista e o Burro; o Engenheiro e o burro – HISTÓRIAS TÃO INCRÍVEIS QUE ATÉ PARECEM MENTIRAS.

OS CAUSOS DO ERON PORTAL – O Meteorologista e o Burro; o Engenheiro e o burro – HISTÓRIAS TÃO INCRÍVEIS QUE ATÉ PARECEM MENTIRAS.

HISTÓRIAS QUE FARÃO VOCÊ DAR GAITADAS DE TANTO RIR: O METEOROLOGISTA E O BOI E DE BOTAS, O BOI DE
EL`DIVINO HAMBURGUERIA – Está chegando o fim de semana, a sugestão é conviver lá com a família e os amigos.

EL`DIVINO HAMBURGUERIA – Está chegando o fim de semana, a sugestão é conviver lá com a família e os amigos.

HÁ CADA MÊS HÁ UMA NOVIDADE PARA A GALERA CURTIR A FOLGA DA SEMANA. ............ Que tal saborear um Xisão que vale
DEFINIDOS PONTOS CHAVES DA REFORMARA DA PREVIDÊNCIA – Aqui, nossas reflexões sobre a reforma que está indo ao Congresso.

DEFINIDOS PONTOS CHAVES DA REFORMARA DA PREVIDÊNCIA – Aqui, nossas reflexões sobre a reforma que está indo ao Congresso.

SAIBA QUAIS AS NOVAS IDADES MÍNIMAS E QUANDO CHEGA AO LEGISLATIVO O TEXTO DESSA REFORMA. Ministro Paulo Guedes convenceu o presidente Em
ÚLTIMOS GOVERNOS QUASE QUEBRARAM O BRASIL E ESTABELECERAM A DESORDEM – País virou uma fábrica de tragédias, mais por descumprimento de normas que por catástrofes ou acidentes.

ÚLTIMOS GOVERNOS QUASE QUEBRARAM O BRASIL E ESTABELECERAM A DESORDEM – País virou uma fábrica de tragédias, mais por descumprimento de normas que por catástrofes ou acidentes.

VEJA QUE EM TODAS AS ÚLTIMAS TRAGÉDIAS LÁ ESTAVA A FALTA DE CUMPRIMENTO DA LEI E A DE  FISCALIZAÇÃO. Opinião do
MAIS UM PASSO NA PREPARAÇÃO DO MAIOR EVENTO NACIONAL DA FRUTICULTURA – DIVULGADO O PRÉ-FLYER DA XXI FESTA NACIONAL DA MAÇÃ.

MAIS UM PASSO NA PREPARAÇÃO DO MAIOR EVENTO NACIONAL DA FRUTICULTURA – DIVULGADO O PRÉ-FLYER DA XXI FESTA NACIONAL DA MAÇÃ.

EVENTO SERÁ EM SÃO JOAQUIM/SC, DE 2 A 5 DE MAIO E COM INOVAÇÕES E RESGATE DE SUA HISTÓRIA. Após o
A MÍSTICA DO NOME DAS CIDADES COMO FATOR ECONÔMICO – Produtos turísticos e serviços da Indústria da Criatividade serão vanguarda para o sonho de consumo do visitante.

A MÍSTICA DO NOME DAS CIDADES COMO FATOR ECONÔMICO – Produtos turísticos e serviços da Indústria da Criatividade serão vanguarda para o sonho de consumo do visitante.

LUGARES PRECISARÃO DE ATRATIVOS, A COMEÇAR PELO NOME PARA ENCANTAR E ATRAIR PESSOAS. Bem logo as pessoas empregadas trabalharão menos tempo,
ÍNDIO NÃO PEDE AJUDA NEM ESMOLA, PRODUZ ARTESANATO – Lages/SC é ponto estratégico dos índios das reservas do Sul do Brasil.

ÍNDIO NÃO PEDE AJUDA NEM ESMOLA, PRODUZ ARTESANATO – Lages/SC é ponto estratégico dos índios das reservas do Sul do Brasil.

ELES PRODUZEM ARTESANATO, ESPECIALMENTE DE TAQUARA E CIPÓ E DE LAGES VENDEM EM TODA A SERRA. O acampamento preferido deles é

DÍVIDA PÚBLICA E CANDIDATURA INDEPENDENTE – Os dois itens prioritários da agenda nacional


casa
Esta postagem foi publicada em 30 de julho de 2018 Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

LOGO SERÁ IMPOSSÍVEL ADMINISTRAR O BRASIL COM UMA DÍVIDA QUE CRESCE ANUALMENTE, E COM UM CONGRESSO COM 35 PARTIDOS E UMA CRISE POLÍTICA, ECONÔMICA E MORAL.

VAMOS A ALGUNS DADOS PREOCUPANTES:

A Dívida Pública do Brasil já passou dos R$ 3,7 trilhões;

O gasto da União com a folha e a Previdência já é em torno dos 78% da arrecadação;

Restam 22% que daqui um poco não chegam para manter a máquina pública.

 

DETALHANDO A DÍVIDA DA PREVIDÊNCIA (DA UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS)

O déficit da Previdência da União está em torno de R$ 86 bilhões;

O da Previdência de Estados e Municípios também está em torno de R$ 86 bilhões;

E o da Previdência geral está em R$ 74 bilhões.

Diante desse quadro, daqui um pouco não sobrará nada para investir em infraestrutura e projetos que alavanquem o setor produtivo e que reduzam o custo Brasil.

Logo, é urgente, para questão de meses, uma solução desses problemas.

COMO SOLUCIONAR ISSO?

Cabeças privilegiadas dizem que uma das formas é renovar ao máximo o Congresso. Esse modelo de partidos que aí setá dificulta a participação direta da Sociedade. É preciso um modelo misto.

Como tudo vai depender de um aval de lá para que possa equacionar a questão da dívida sem quebra de contratos nem comprometimento da credibilidade das instituições, há necessidade de renovação quase total.

Principalmente para equacionar questão da Previdência, é preciso mudar muita coisa e isso como está hoje demanda muito tempo. A negociação precisa começar fora do Congresso, com os atores envolvidos, especialmente com os do setor que manda no País: o setor público.

UMA SAÍDA:

Na Constituição e num tratado internacional está contemplada a possibilidade de se registrar a candidatura independente, avulsa.

É que com 35 partidos comandando as eleições, agora com o financiamento público que pões o dinheiro só nas mão dos partidos, tudo indica que não irá acontecer muita renovação. Então como mudar o status quo?

A candidatura independente seria a presença da Sociedade na eleição.

Esse modelo criaria condições de tornar o Congresso mais sério e de difícil transformação em um balcão de negócios.

Seria praticamente um sistema parlamentarista.

O desafio será operacionalizar o Congresso. Que tipo de Regimento? Como dar praticidade à mecânica da tramitação de matérias? E como disciplinar as votações no Plenário?


81 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-