SUCESSÃO PRESIDENCIAL – Recurso de Lula no STF é pautado para agosto

SUCESSÃO PRESIDENCIAL – Recurso de Lula no STF é pautado para agosto

NO BRASIL TUDO É POSSÍVEL: PRESO PODE PEDIDOR REGISTRO DE CANDIDATURA E PARLAMENTAR PRESIDIÁRIO PODE VOTAR NO CONGRESSO. É O RESULTADO DE LEIS CRIADAS POR UM CONGRESSO DE QUINTA CATEGORIA.

Um caso de um preso poder solicitar registro de candidatura é o do ex-presidente Lula, que terá recurso, apenas protelatório, pautado para ser julgado em agosto no STF. A partir daí, ainda poderá pedir o registro de candidato a presidente da República em outubro que o TSE terá até às vésperas da eleição para aceitar ou negar.

E não é culpa da Justiça essa barbaridade. É culpa das leis mal intencionadas que possibilitam recursos e mais recursos, até quando eles não cabem, e daquelas criadas por um Congresso tendencioso.

Logo, a indefinição no quadro de pré-candidatos na corrida pela sucessão presidencial continuará até agosto, quando o Plenário do STF julgará mais um recurso da defesa do ex-presidente. Após isso, pasme! Em caso do pedido de registro da candidatura dele aceito, ainda haverá a decisão do TSE, que poderá aceitar ou negar.

Em caso de negado esse registro, o PT poderá substituí-lo por outro nome. Já houve caso de ocorrer substituição 12 dias antes da eleição, como por ocasião da morte de um candidato a governador na Bahia. Também houve aqui na região casos de candidatos a prefeito entrarem na campanha três dias antes do pleito.

A presença do nome de Lula entre os possíveis candidatos embola todo quadro de candidaturas e divide o centro, onde estão os candidatos com potencial para passar ao segundo turno contra um candidato, possivelmente da esquerda.

Mesmo assim, apenas a presença de Lula na campanha, mesmo que seja através de um telão ou “em cadeia nacional”, causa efeitos, já que seu virtual substituto, Fernando Haddad, aparece com 3%,  mas quando é recomendado por Lula, sobe para 11%.

Isso até é hilário! Como pode um preso pedir registro de candidatura? Como pode parlamentares cumprindo pena participarem de sessões e até votarem emenda constitucional ou projeto de reforma do Código Penal?

Só no Brasil que é possível políticos ficha suja, mesmo com leis que proíbem isso, pedir registro de candidato ou votar leis e até reformas a Constituição. Tantas brechas fazem a Justiça Brasileira perder tempo e pagar mico.

Isso é o resultado de leis oportunistas, com o espírito de corpo, criadas por legisladores em causa própria, num Congresso que foi transformado num balcão de negócios, de FHC a Lula e Dilma.

Eron Portal.