Maria Fumaça seria atração no turismo – Poderia ligar o novo aeroporto à Coxilha Rica.

Maria Fumaça seria atração no turismo – Poderia ligar o novo aeroporto à Coxilha Rica.

Na matéria que abordei o circuito integrado de turismo entre a Serra do Rio do Rastro e Lages e naquela do Guia de Turismo Trovador, sugeri a implantação de uma linha da Maria Fumaça do novo aeroporto, em Correia Pinto, até a Coxilha Rica, o santuário ecológico e potencial produtivo de grãos e produtos típicos de nossa região.

 

Seria uma nova alternativa para a logística mais em produto na estrutura artificial do turismo de serra.

Seria uma viagem ao passado e um bom meio de transporte para eventos na Coxilha Rica. Lá poderiam ser realizados eventos, guardadas as devidas proporções,  tipo Wood Stock, movimento hippie dos anos 60, nos Estados Unidos. Numa fazenda, os jovens se reuniram para viver momentos emocionantes com Rock, junto à Natureza.

Como agora haverá uma ligação em asfalto até a Coxilha, a Maria fumaça seria uma forma de lavar passageiros e a estrada de ferro poderia levar automóveis, equipamentos e estruturas para eventos ao ar livre por lá. Quem sabe até  um braço da Festa do Pinhão.