Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
HÁ QUEM DIGA QUE INCÊNDIOS MOSTRADOS POR SATÉLITES SÃO MAIS NA BOLÍVIA/BERNARDO KUSTER – E queimadas não têm a ver com desmatamento e sim com o tempo seco.

HÁ QUEM DIGA QUE INCÊNDIOS MOSTRADOS POR SATÉLITES SÃO MAIS NA BOLÍVIA/BERNARDO KUSTER – E queimadas não têm a ver com desmatamento e sim com o tempo seco.

REGIME DE CHUVAS ESTÁ RELACIONADO AO EFEITO ESTUFA, CAUSADO MAIS PELAS FÁBRICAS DOS QUE ACUSAM O BRASIL DE NÃO CUIDAR
PALESTRAS EM SC ABORDAM O SOCIALISMO NA AMÉRICA LATINA – O Foro de São Paulo teria pensado o Brasil como centro da “URS do Ocidente”.

PALESTRAS EM SC ABORDAM O SOCIALISMO NA AMÉRICA LATINA – O Foro de São Paulo teria pensado o Brasil como centro da “URS do Ocidente”.

E O FATO FOI QUE A PARTIR DESSE FORO QUE TEVE INÍCIO A ASCENSÃO DE VÁRIOS GOVERNOS SOCIALISTAS SUL AMERICANOS. Numa
CHOQUES NAS CULTURAS COLONIAIS – Diferenças entre as colonizações Norte Americanas e as Sul Americanas/Brasil.

CHOQUES NAS CULTURAS COLONIAIS – Diferenças entre as colonizações Norte Americanas e as Sul Americanas/Brasil.

AS LÁ DE CIMA FORAM BASEADAS NO TRABALHO E AS DAQUI DE BAIXO NA FÉ PREGADA POR CATÓLICOS. Ao analisarmos as
DEPUTADO SUGERE IMPLOSÃO DA PONTE HERCÍLIO LUZ, EM FLORIANÓPOLIS/SC – Jessé Lopes/PSL, é da CPI que investiga suspeitas de irregularidades na reforma dessa ponte.

DEPUTADO SUGERE IMPLOSÃO DA PONTE HERCÍLIO LUZ, EM FLORIANÓPOLIS/SC – Jessé Lopes/PSL, é da CPI que investiga suspeitas de irregularidades na reforma dessa ponte.

O PARLAMENTAR ENTENDE QUE A POPULAÇÃO DE TODO O ESTADO NÃO PODE CONTINUAR PAGANDO POR UMA OBRA INÚTIL E QUE
DEPUTADO SUGERE IMPLOSÃO DE PONTE EM FLORIANÓPOLIS/SC – “Se for corrigido o que já foi gasto em reformas, o montante passa de R$ 1 bilhão”.

DEPUTADO SUGERE IMPLOSÃO DE PONTE EM FLORIANÓPOLIS/SC – “Se for corrigido o que já foi gasto em reformas, o montante passa de R$ 1 bilhão”.

ESTÁ EM ANDAMENTO A CPI DA PONTE HERCÍLIO LUZ, QUE  INVESTIGA SUSPEITA DE MAU USO DO DINHEIRO PÚBLICO EM CONTRATOS
NEM FOI CONCLUÍDA A REFORMA DA PONTE HERCÍLIO LUZ E AS OUTRAS JÁ ANDARAM LARGANDO PEDAÇOS – Está na hora de parar de gastar com pontes em Florianópolis.

NEM FOI CONCLUÍDA A REFORMA DA PONTE HERCÍLIO LUZ E AS OUTRAS JÁ ANDARAM LARGANDO PEDAÇOS – Está na hora de parar de gastar com pontes em Florianópolis.

QUE TAL COMEÇAR A SE PENSAR EM MUDAR A CAPITAL PARA O CENTRO DO ESTADO? Nem foi concluída a reforma da
PEC DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO SENADO – Tendência é qualquer inclusão ocorrer por PEC Paralela.

PEC DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA NO SENADO – Tendência é qualquer inclusão ocorrer por PEC Paralela.

COMEÇAM AUDIÊNCIAS PÚBLICAS E VOTAÇÕES SÃO PREVISTAS PARA 5 DE SETEMBRO E 10 DE OUTUBRO. Já é certa a edição na Casa
SISTEMA FOREVER ÁGUIAS BRASIL DE CRICIÚMA – Treinamento foca nova revolução em produtos para a pele.

SISTEMA FOREVER ÁGUIAS BRASIL DE CRICIÚMA – Treinamento foca nova revolução em produtos para a pele.

SÃO MODERNOS RECURSOS PARA VOCÊ MANTER SUA PELE SEMPRE JOVEM,  SAUDÁVEL, BEM ACESSÍVEIS E SUSTENTÁVEIS. Os produtos Forever são concebidos a

OBRAS ESTADUAIS NA SERRA CATARINENSE A PERIGO – Apesar da assinatura de uma liberação de recursos, não há muita perspectiva no curto prazo.


Esta postagem foi publicada em 17 de outubro de 2018 Administração, Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

OBRAS COMO A AMPLIAÇÃO DO HOSPITAL TEREZA RAMOS, CONCLUSÃO DO AEROPORTO REGIONAL E PAVIMENTAÇÃO DA ESTRADA ANITA-CELSO RAMOS ESTÃO A PERIGO NESTE ANO. TALVEZ SÓ SE MEXAM A PARTIR DO MEIO DO ANO QUE VEM.

A verdade é que ações do Governo do Estado aqui na Serra Catarinense nem estarão nos planos do Centro Administrativo. O fim do governo, frustração na eleição, falta de recursos e déficit nas contas certamente paralisarão o atual Governo.

Até mesmo as melhorias na estrada da Serra do Rio do Rastro podem ser uma ilusão. Até aqui apenas projetos, anúncios, discursos e a assinatura da liberação de recursos para essas obras. Mesmo assim, o ato deve ter sido apenas para o consumo externo ou porque a Serra é uma das mais visitadas do Estado.

No meio do ano foram anunciados investimentos na Serra do Rio do Rastro e em Florianópolis o valor aproximado de R$ 24 milhões. Destes, R$ 20 milhões seriam para obras de Lauro Müller até Bom Jardim da Serra na estrada da Serra do Rio do Rastro.

Mas para que surgisse alguma satisfação, precisou ocorrer um acidente para que os  governos federal e do estado se mexessem. Mas, por enquanto, são apenas notícias espalhadas na mídias sobre tais obras.

O ato de assinatura ocorreu dois dias depois de um ônibus ficar pendurado numa das muretas de proteção para o abismo da SC-390, na Serra do Rio do Rastro em Bom Jardim da Serra, foi assinada a liberação de R$ 20 milhões do Governo Federal a ser aplicado pelo Governo do Estado para recuperação de trechos críticos da rodovia.

ANEXO

Mais detalhes no conteúdo abaixo disponibilizado pelo Governo do Estado e pela Amures.

Os recursos serão liberados meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil e preveem obras de melhorias e de contenção de encostas. O secretário de Estado da Defesa Civil João Batista Cordeiro Júnior deu a boa notícia ao lado do prefeito de Lauro Müller, Valdir Fontanella e de Bom Jardim da Serra, Serginho Rodrigues de Oliveira.

A reunião que confirmou os recursos aconteceu no Eco Resort em Bom Jardim da Serra, com a presença da deputada federal reeleita Carmen Zanotto, senador eleito Esperidião Amin, dentre outras lideranças. O governado do estado Eduardo Pinho Moreira, teve problemas com o voo e não pode participar do evento em Bom Jardim da Serra.

Em função disso recepcionou na Casa D’Agronômica em Florianópolis, os ministros Carlos Marun, da Secretaria de Governo, Vinicius Lummertz, do Turismo e o Secretário Nacional da Defesa Civil, Newton Ramlow, onde assinaram a liberação dos recursos do governo federal para execução do projeto.

A licitação para escolher a empresa que fará a obra será lançada na próxima semana. Em Florianópolis, ministro Carlos Marun salientou a importância tanto turística quanto econômica da rodovia, um dos ícones de Santa Catarina e disse que, as reivindicações do governo estadual sensibilizaram a presidência.

Vinicius Lummertz destacou a importância da sintonia entre o governo do Estado e a presidência para a liberação da verba. “A integração entre os governos estadual e federal é fundamental para dar respostas adequadas às demandas da população. A Serra do Rio do Rastro merece toda a atenção que está sendo dispensada”, declarou.

A deputada Carmen Zanotto disse que defende o turismo integrado e a melhoria da infraestrutura das estradas e dos pontos turísticos. “O governo federal liberou R$ 20 milhões para a Serra do Rio do Rastro. Participei ativamente para que este recurso fosse disponibilizado e agora irei trabalhar para que as obras sejam realizadas o mais rápido possível”, afirmou.

 

A obra

 

Técnicos da Defesa Civil de Santa Catarina identificaram 25 pontos que deverão sofrer intervenção na Serra do Rio do Rastro. Vinte deles, estão localizados na parte sinuosa da Serra. Três na parte em asfalto e dois em Orleans, na região de Pindotiba, onde há recorrência de deslizamentos e quedas de blocos.

O assessor técnico da Defesa Civil de Santa Catarina que coordenou o trabalho, Humberto Alves da Silva, explicou que as obras terão impacto mínimo, para não ofuscar a beleza natural do local.

Para a contenção foram escolhidas telas metálicas de alta resistência que ficarão quase que imperceptíveis a quem deseja contemplar o trajeto. O material também é menos agressivo ao meio ambiente.

“Poderíamos optar por outros modelos de intervenção, mas optamos pelo que não vai causar uma agressão visual na paisagem. As telas estarão ancoradas na rocha sem que o usuário da rodovia perceba”, apontou o técnico.

O prazo de conclusão da obra dependerá das condições do tempo. O que se sabe é que uma obra desse porte terá um tempo de conclusão mais elástico. E antes de tudo, a prioridade é a segurança de quem estará executando os trabalho. A intervenção prevê o uso de guindastes, helicóptero e até alpinistas que serão responsáveis pela remoção de blocos na eminência de queda. Durante os trabalhos, pode haver alterações no trânsito da rodovia.

 


179 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-