Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Nenhum banner para exibir

Anunciar Empresa
DEVEREMOS ENTRAR NAS ÚLTIMAS SEMANAS CRÍTICAS DA COVID E CURVA DEVE COMEÇAR A ACHATAR – País passa de 1,5 milhão de casos e de 63,2 mil óbitos.

DEVEREMOS ENTRAR NAS ÚLTIMAS SEMANAS CRÍTICAS DA COVID E CURVA DEVE COMEÇAR A ACHATAR – País passa de 1,5 milhão de casos e de 63,2 mil óbitos.

MAS, OS PRÓXIMOS DOIS MESES SERÃO MUITO DIFÍCEIS, DIZEM INFECTOLOGISTAS. A QUEDA SÓ COMEÇA EM SETEMBRO. Veja universos onde chegarão as
APÓS CICLONE BOMBA, VEIO GEADA E COMEÇOU A NEVAR NA SERRA CATARINENSE – Sul contabiliza os prejuízos de mais uma catástrofe. De hoje até segunda previsão é de mais frio e chuva.

APÓS CICLONE BOMBA, VEIO GEADA E COMEÇOU A NEVAR NA SERRA CATARINENSE – Sul contabiliza os prejuízos de mais uma catástrofe. De hoje até segunda previsão é de mais frio e chuva.

FOTOS DE URUPEMA: Marleno Muniz Farias. Segundo ele, ocorreu o fenômeno Sincelo, congelando até a névoa, no Moro das Torres. E a
CONGRESSO APROVA PRORROGAÇÃO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO – SAIBA AS NOVAS DATAS DEVIDO À PANDEMIA.

CONGRESSO APROVA PRORROGAÇÃO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO – SAIBA AS NOVAS DATAS DEVIDO À PANDEMIA.

SENADO E CÂMARA APROVAM O ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES PARA NOVEMBRO. Sessão conjunta das duas Casas sanciona a matéria nesta quinta,
CORRIDA ARMAMENTISTA CONTRA O VÍRUS – Nova “Gerra Fria” entre superpotências será em busca de armas contra pandemias.

CORRIDA ARMAMENTISTA CONTRA O VÍRUS – Nova “Gerra Fria” entre superpotências será em busca de armas contra pandemias.

A DISPUTA PARA DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA, AGORA, SERÁ EM BUSCA DE UMA VACINA CONTRA O CORONAVÍRUS. Já fomos à Lua e
VEJA AS CITAÇÕES QUE SE TORNARÃO IMORTAIS – Confira porque a humanidade será outra depois da pandemia.

VEJA AS CITAÇÕES QUE SE TORNARÃO IMORTAIS – Confira porque a humanidade será outra depois da pandemia.

DUAS SÃO DO SECRETÁRIO GERAL DA OMS E UMA É DE AUTOR DESCONHECIDO. PALAVRAS EMBLEMÁTICAS E QUE SE REVESTIRÃO DE
EXTRAÇÃO PREDATÓRIA DE FLORESTAS NO BRASIL É UM FATO – Mas em reservas indígenas é meia verdade dizer que só há invasões e roubo.

EXTRAÇÃO PREDATÓRIA DE FLORESTAS NO BRASIL É UM FATO – Mas em reservas indígenas é meia verdade dizer que só há invasões e roubo.

HÁ MUITA VISTA GROSSA À EXPLORAÇÃO CLANDESTINA. COMO PODE O CORTE DE MIL ÁRVORES NÃO TER SIDO VISTO. MUITA GENTE
DISCUSSÃO SOBRE QUEIMADAS NA AMAZÔNIA PARECE FOGO DE PALHA DE ONGS E IDEOLOGIA DE RICOS QUE INCENDIARAM SUA RESERVA NATURAL – No Brasil o fogo sempre existiu em áreas agrícolas e de pastagens tradicionais.
INSISTEM NA VOLTA DE UM ESPORTE DE MASSA, MESMO SEM MASSAS NOS ESTÁDIOS –  “NÃO FAZ SENTIDO A VOLTA DO FUTEBOL AGORA, SERÁ UMA IRRESPONSABILIDADE”.

INSISTEM NA VOLTA DE UM ESPORTE DE MASSA, MESMO SEM MASSAS NOS ESTÁDIOS – “NÃO FAZ SENTIDO A VOLTA DO FUTEBOL AGORA, SERÁ UMA IRRESPONSABILIDADE”.

HÁ TANTA COISA GRAVE EXIGINDO GASTO DE DINHEIRO, ENERGIA E USO DE ESTRUTURA NESTE INSTANTE. E O MAIS GRAVE É QUE

SERRA CATARINENSE PODE SER O LOCAL MAIS VISITADO NO PAÍS – Virão investimentos maciços assim que o Brasil arrumar a casa.


plataforma
Esta postagem foi publicada em 16 de maio de 2019 Administração, Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

Infra e turismo estão na mira do investidor externo. Uma plataforma de vidro e um teleférico podem ser as atrações em SC.

Antes de tudo, é precioso que Governo do Estado e os municípios da Serra pensem um circuito integrado de turismo. Seria a partir do topo da Serra do Rio do Rastro, em Bom Jardim, até Lages, passando por Urubici, São Joaquim, Urupema, Painel e a Coxilha  Rica, em Lages.

A partir disso, os grandes projetos com equipamentos atrativos, hotéis e pontos de gastronomia ficariam mais viáveis e rapidamente.

Plataforma pode ser atração na Serra

1971269_resize_1500_1500

Em termos de atração internacional, um projeto não menos arrojado é o da Secretaria de Turismo do Estado. Seria a construção de uma plataforma de vidro no mirante da Serra do Rio do Rastro. Já foi lançado um vídeo conceitual mostrando possíveis características da futura plataforma. A foto mostra como seria a passarela. O turismo será a nova alternativa econômica da região, o novo pilar de sua economia.

 

Comentário do Eron

eron2

 O novo circuito turístico da Serra

É preciso um projeto integrado do turismo de serra na região da Serra Catarinense. Nela já está consolidado esse modelo e basta que uma entidade de credibilidade se encarregue da gestão e da profissionalização.

O potencial é um evento que Deus se encarregou de construir. Há belezas naturais, clima e gastronomia típica. Digo que se Deus demorou sete dias para fazer o mundo gastou um só para fazer a Serra Catarinense e a Gaúcha.

Mas, para alcance o estágio em que se encontram gramado e Canela, no RS, é preciso investimentos e que o poder público lidere o processo de aproveitamento desse potencial.

Existe a Serra do Rio do Rastro, as cidades de São Joaquim, Urubici e Urupema, já com iniciativas. Lages tem estrutura, as fazendas do Turismo Rural e a gastronomia típica que encanta quem chega de fora. Testemunhamos o encanto pela comida típica e pela cidade por um grupo de turistas de Criciúma durante o Natal Felicidade. O lugar encanta por tudo isso e pela energia que tem.

Como novas atrações, cito os projetos do teleférico e da passarela e vidro na Serra do Rio do Rastro. Em Lages a nova atração será a Coxilha Rica e a noite da cidade.

Na infra-estrutura, o aeroporto regional está para ser inaugurado; a estrada de Lages a São Joaquim já foi revitalizada e a BR – 116 é um tapete, com a conservação da Concessionária Auto Pistas Planalto Sul. A duplicação da BR-282 é inevitável e pode ser colocado um trem histórico (Maria Fumaça) de Correia Pinto à Coxilha Rica.

Para profissionalização há as melhores escolas, entre elas, o IFSC e as universidades. Podem formar um leque de cursos voltados ao projeto.

A região ganhou a pavimentação da estrada da Coxilha, onde estão mais de 30 mil hectares de terras agricultáveis para produção de grão e dos demais itens da gastronomia típica, inclusive o boi verde, que é de engorda a pasto.

Mas, é preciso atitude, cultura voltada para o trabalho, articulação entre entidades, eleger políticos de comprovada competência e de uma geração de profissionais com habilidade e técnicas para o turismo.

Creio que tudo passará pela eleição ao próximo mandato no Estado. Quem seria o mais indicado nome para o próximo governador? E quais os deputados estaduais e federais que levarão votos e que assumirão compromissos? Tudo vai passar pela outra eleição. Esta última elegeu só gente fruto de uma onda.

Com a palavra as principais entidades da região que sempre se integraram nas campanhas eleitorais: ACIL, CDL, Amures e Uveres. Que não façam como na última eleição, quando se omitiram.

Podem se integrar a esse grupo as universidades e as escolas de formação técnica, como o Senac, IFSC, CEDUP e SENAI, entre outras.

A Serra Catarinense não é o lugar mais indicado para indústrias tradicionais e sim às de inovação e o turismo, que é a indústria sem chaminé. Criem atrativos para as novas gerações e segurem as cabeças privilegiadas que chegam de fora. Aí estará pronto um belo projeto de desenvolvimento econômico e social. Mais um pilar da economia moderna.

 

Teleférico pode ser atração na Serra

Um dos projetos mais arrojados já pensados para a região é a implantação de um teleférico da cidade de Siderópolis ao topo da Serra do Rio do Rastro, à direita de quem chega de Lages ao Mirante atual. Uma empresa italiana está interessada em arranjar investidores no Sul do Estado para esse projeto. Veja a foto da simulando o bondinho. Todos consideram o projeto arrojado, porém viável, que iria atrair milhares de turistas para a Região Serrana.

unnamed


465 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-