Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Nenhum banner para exibir

Anunciar Empresa
PANDEMIA SE ALASTRARÁ PELO INTERIOR, DIZ MINISTRO INTERINO. BRASIL JÁ É O 2º EM CASOS NO MUNDO – OMS diz que América do Sul é novo epicentro do vírus e Brasil é o mais afetado.

PANDEMIA SE ALASTRARÁ PELO INTERIOR, DIZ MINISTRO INTERINO. BRASIL JÁ É O 2º EM CASOS NO MUNDO – OMS diz que América do Sul é novo epicentro do vírus e Brasil é o mais afetado.

VEJA ADIANTE O BALANÇO DE HOJE. AINDA BEM QUE LÍDERES COMEÇAM A FUMAR O CACHIMBO DA PAZ E PENSAR MENOS
IMAGENS MÁGICAS DE SANTA CATARINA – A magia de Floripa, Balneário e Rio do Rastro.

IMAGENS MÁGICAS DE SANTA CATARINA – A magia de Floripa, Balneário e Rio do Rastro.

VEJA UM VÍDEO DE PARAR O FÔLEGO E FOTOS MUITO ESPECIAIS. Dentro da série Magias de Santa Catarina,  destacamos aqui: Florianópolis
CHIMARRÃO É ACEITÁVEL, SESGURO, EM TEMPO DE PANDEMIA? – Saiba quais os cuidados. Ele faz parte da cultura do Sul do Brasil.

CHIMARRÃO É ACEITÁVEL, SESGURO, EM TEMPO DE PANDEMIA? – Saiba quais os cuidados. Ele faz parte da cultura do Sul do Brasil.

VEJA COMO TOMAR CHIMARRÃO E EVITAR O COVID-19. SAIBA NO QUE ELE FAZ BEM E TAMBÉM SE PODE FAZER MAL
TELEFÉRICO NA SERRA – Pode ser versão aérea da Estrada do Rio do Rastro.

TELEFÉRICO NA SERRA – Pode ser versão aérea da Estrada do Rio do Rastro.

A MAGIA DA SERRA CATARINENSE E DA ESTRADA DA SERRA DO RIO DO RASTRO, UMA DAS MAIS VISITADAS DO MUNDO. A
ELEIÇÕES SERÃO ADIADAS? MAIA E MINISTRO BARROSO ADMITEM ESSA POSSIBILIDADE – Saiba porque detalhes e quis as opções de datas.

ELEIÇÕES SERÃO ADIADAS? MAIA E MINISTRO BARROSO ADMITEM ESSA POSSIBILIDADE – Saiba porque detalhes e quis as opções de datas.

PRIMEIRO FOI O MINISTRO LUÍS ROBERTO BARROSO/TSE QUE ADMITIU, EM ENTREVISTA À TV, E AGORA O PRESIDENTE DA CÂMARA, RODRIGO
FENÔMENOS DE VOTOS AO GOVERNO E DEMAIS CARGOS NA ÚLTIMA ELEIÇÃO NÃO DECOLARAM – Vencer uma eleição é pedra no lago: não se esgota em si, provoca ondas.

FENÔMENOS DE VOTOS AO GOVERNO E DEMAIS CARGOS NA ÚLTIMA ELEIÇÃO NÃO DECOLARAM – Vencer uma eleição é pedra no lago: não se esgota em si, provoca ondas.

PREVIMOS QUE PELO MENOS 4 GOVERNADORES ELEITOS NO ÚLTIMO PLEITO, SURFANDO NUMA ONDA VERDE AMARELA IRIAM DECEPCIONAR. Rio de Janeiro, Minas
PÁGINA DA ATUAÇÃO DO VEREADOR DAVID MORO – Destaque do ano: maior volume de verbas à saúde e ao esporte.

PÁGINA DA ATUAÇÃO DO VEREADOR DAVID MORO – Destaque do ano: maior volume de verbas à saúde e ao esporte.

ANO PASSADO O VEREADOR FOI O  CAMPEÃO EM RECURSOS QUE TROUXE À PREFEITURA. ÁREA MAIS BENEFICIADA: A DA SAÚDE. Atitude visionária
ALGUMAS FAMÍLIAS SE MANTEM NA POLÍTICA, LEGITIMAMENTE, COMO O NOME AMIN/SC – A nova é a do vereador “Boca Aberta” Londrina/PR que surgiu fazendo calo na língua.

ALGUMAS FAMÍLIAS SE MANTEM NA POLÍTICA, LEGITIMAMENTE, COMO O NOME AMIN/SC – A nova é a do vereador “Boca Aberta” Londrina/PR que surgiu fazendo calo na língua.

NAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES AS URNAS SEPULTARAM AS PRINCIPAIS OLIGARQUIAS FAMILIARES DA VIDA PÚBLICA E OS CORONÉIS. ALGUNS NOMES ESTÃO FIRMES,

MP DA LIBERDADE ECONÔMICA – Câmara resgata sintonia da livre iniciativa com a Constituição.


congresso nascional
Esta postagem foi publicada em 14 de agosto de 2019 Administração, Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

Matéria desburocratiza abertura de novo negócio e flexibiliza legislação que engessa pequenas e médias atividades.

No Brasil o Estado é cartorial e a legislação é extremamente sindicalista. São três vezes mais direitos que obrigações, o que praticamente impede ou, no mínimo, desestimula o empreendimento e freia o ânimo do empresário para investir e gerar mais empregos.

Ao recomendar a nova legislação do setor, o Governo cita a nova realidade dos tempos, o uso de tecnologia nas pequenas atividades que vem por aí, a necessidade de dar mais competitividade aos produtos e serviços e aliviar o peso do “Custo Brasil”.

A ideia é abrir mais a economia para facilitar a geração de  novos empregos – em torno de 4 milhões em 10 anos – tão necessários num quadro recessivo e com desemprego, como o atual, com mais de 12 milhões de desempregados.

……………………………

OPINIÃO DO SITE:

NA CONTRA MÃO DA HISTÓRIA – Brasil acorda para a nova realidade da livre iniciativa!

Até que enfim estamos perto da sintonia entre a atividade econômica e o que é fundamento em nossa Constituição Federal.

Art. 1º – A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado democrático de direito e tem como fundamentos: a soberania: a cidadania; a dignidade da pessoa humana; os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; e o pluralismo político.

Nos debates da MP, nesta terça, gastou-se muita saliva e tempo argumentando que a matéria iria ferir diretos trabalhistas e decretar uma crueldade ao se obrigar a pessoa a trabalhar aos domingos.

Na Constituição, o inciso IV do artigo 1º diz que são fundamentos os valores sociais do trabalho e a livre iniciativa.

Há valor mais significativo e social que haver mais trabalho e a livre iniciativa? Alguém vai ser obrigado a trabalhar no domingo? E se trabalhar não irá receber em dobro?

Que nos perdoem aqueles que só vem a letra cega da Lei Trabalhista, mas que não é justificável, senão apenas para se fazer calo na língua, atrasar as coisas e atrapalhar o País!

Contudo, a pregação é legítima! Pois há que haver quem conteste, até porque toda unanimidade é burra. Além disso, quem foi contra representa quem o colocou no Congresso e o contraditório sempre é saudável.

SÓ PARA SE PENSAR UM POUCO:

O quadro recessivo do País, construído ao longo dos últimos 15 anos, requer se repensar as coisas.

O Custo Brasil, por exemplo, só para citar alguns tópicos, é constituído por uma série de limitantes à atividade econômica, tais como: falta de infraestrutura, transportes quase só sobre pneus e movido a combustível fóssil, com uma carga tributária que já beira os 40% e há o enorme custo dos encargos da folha.

Esses encargos são para financiar a Previdência e outros penduricalhos e custear um Estado pesado, gordo, cheio de privilégios e que nos últimos tempos foi pensado só com a filosofia estatal de um produtor incompetente e inoperante, portanto, nada competitivo.

Com isso, o Brasil se tornou um dos piores países para se praticar o empreendedorismo.

Ainda bem que o Congresso viu logo esta situação e a rota iminente de colisão do País com caos e passou a ser protagonista nas mudanças propostas pelo Executivo e a pensar no Brasil e no povo. Até para evitar sua própria inviabilidade de sobrevivência.

ERON PORTAL

Onde controla assessorias.

Texto: Eron J Silva.


277 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-