Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
SALVE LINDO, PENDÃO DA ESPERANÇA! – Hoje é o da da bandeira mais linda do mundo.

SALVE LINDO, PENDÃO DA ESPERANÇA! – Hoje é o da da bandeira mais linda do mundo.

NUNCA NOSSA BANDEIRA FOI TÃO EMPUNHADA COMO NA CAMPANHA ELEITORAL DESTE ANO. VIROU O PENDÃO DA ESPERANÇA DE FATO! Ideal seria
EX-PREFEITA DE BOMBINHAS VIRA DEPUTADA – Líderes do PDT de Lages agora tem sua representante na ALESC.

EX-PREFEITA DE BOMBINHAS VIRA DEPUTADA – Líderes do PDT de Lages agora tem sua representante na ALESC.

DESTA VEZ O PDT DA SERRA TEVE EM QUEM VOTAR PARA DEPUTADA ESTADUAL: ANA PAULA DA SILVA. Atendendo a pedidos de
AS BEM HUMORADAS DO PORTAL – Juscelino se esqueceu de fazer o mar em Brasília; mas os governos do PT não se esqueceram de “fazer” 40 mil pescadores.

AS BEM HUMORADAS DO PORTAL – Juscelino se esqueceu de fazer o mar em Brasília; mas os governos do PT não se esqueceram de “fazer” 40 mil pescadores.

PESCADORES DE PÉ ENXUTO RECEBEM SALÁRIO MESMO SEM MAR NEM RIO EM BRASÍLIA. Pasme! Só lá existem mais de 40 mil
MUITO CHARME E EMOÇÃO NA FESTA DA FOREVER EM SC – Neste sábado o Sistema Forever Águias Brasil de Criciúma comemorou 12 anos.

MUITO CHARME E EMOÇÃO NA FESTA DA FOREVER EM SC – Neste sábado o Sistema Forever Águias Brasil de Criciúma comemorou 12 anos.

O RESTAURANTE HARAS HG E A PRODUÇÃO VISUAL DOS PARTICIPANTES FORAM OS CHARMES DA NOITE. Um ambiente oportuno, uma comunicação visual
UMA CONSTRUÇÃO QUE DUROU MAIS DE 200 ANOS – Agora 282 precisa ser duplicada e privatizada.

UMA CONSTRUÇÃO QUE DUROU MAIS DE 200 ANOS – Agora 282 precisa ser duplicada e privatizada.

COM A PALAVRA OS SENADORES ELEITOS: ESPERIDIÃO AMIN  E JORGINHO MELO QUE DISCURSARAM A CAMPANHA INTEIRA SOBRE MAIS RETORNO $$$
AS BEM HUMORADAS DA POLÍTICA – Nesta campanha eleitoral o WhatsApp sepultou o “santinho” dos candidatos.

AS BEM HUMORADAS DA POLÍTICA – Nesta campanha eleitoral o WhatsApp sepultou o “santinho” dos candidatos.

PARA DESESPERO DAS GRÁFICAS A SELFIE TOMOU CONTA DAS CENAS NAS RUAS DO PAÍS. O FUNDO DE FINANCIAMENTO E O
CONFRATERNIZAÇÃO DE PMS CONTINUA REPERCUTINDO – Elizeu Mattos está na região e visitou amigos em Lages.

CONFRATERNIZAÇÃO DE PMS CONTINUA REPERCUTINDO – Elizeu Mattos está na região e visitou amigos em Lages.

REVENDO AMIGOS E PRESTIGIANDO CONFRATERNIZAÇÃO DOS OFICIAIS DA PM, RESERVA REMUNERADA. Quem está na região é o ex-prefeito de Lages, Elizeu
SEMANA DE LAGES 252 ANOS DE HISTÓRIA – De Vila à República Juliana; e das tradições e cultura à modernidade.

SEMANA DE LAGES 252 ANOS DE HISTÓRIA – De Vila à República Juliana; e das tradições e cultura à modernidade.

COM A COLABORAÇÃO DE ALMIRANTE SOARES FILHO E COM OS NOSSOS ARQUIVOS, ALGUNS ÂNGULOS E FATOS DA HISTÓRIA DE LAGES. Flagrante

CONGRESSO ERA O EXTRATO DA SOCIEDADE – Agora será o extrato do Fundo Público – Tendência e continuar uma produção típica de Câmara de Vereadores.


camara-2016
Esta postagem foi publicada em 27 de agosto de 2018 Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo, Política.

PROVAVELMENTE SERÁ PEQUENA A RENOVAÇÃO NAS DUAS CASAS LEGISLATIVAS DO CONGRESSO E NAS ASSEMBLEIAS ESTADUAIS.

Um balanço de uma entidade do Rio sobre a produção da atual legislatura, divulgada pela mídia nacional, revela que mais de a metade da produção do último bimestre na Câmara dos Deputados foi típica de uma Câmara de Vereadores. Nomes de rodovias e de cidades, nomes de dias e assim por diante. Menos de a metades do que foi aprovado é que diz repeito ao conjunto da Sociedade ou ao País.

E a tendência é esse perfil do Congresso se repetir na próxima Legislatura. É que se o Congresso atual é o extrato da Sociedade, o próximo tende a ser o extrato do Fundo Público de Financiamento de Campanha e do Fundo Partidário.

Os recursos da ordem de R$ 1,7 bilhão desse fundo de financiamento, mais o Fundo Partidário, irão para as mãos dos diretórios nacionais dos partidos.

 

A tendência de se manter o perfil de uma Câmara de Vereadores no Congresso é porque esse modelo instituído pela lei que criou o financiamento público de campanha deve beneficiar mais os atuais parlamentares. Já se comprovou que mais de 80% dos atuais deputado irá à reeleição. Então, já sabemos quem terá prioridade na distribuição do dinheiro.

O Diretório Nacional de cada partido, provavelmente, irá priorizar a campanha majoritária (presidente da República). O que sobrar deverá ir para os candidatos proporcionais.

Então, é aí que está embasada nossa conclusão de que se até hoje o Congresso Nacional foi o extrato da Sociedade, o próximo será o extrato desses fundos. E a participação foi de muita gente e entidades nas eleições: das empresa às pessoas físicas e ao financiamento próprio. Logo, todos tem responsabilidade pela qualidade do Congresso que aí está. Imagina o próximo, cujos eleitos, na sua maioria, sairão da lita dos atuais integrantes, que levarão vantagem sobre os novos candidatos da eleição?!

CONGRESSO

Quer dizer: agora a coisa mudou. O Congresso a ser eleito este ano será o extrato do dinheiro público. Será que haverá renovação? É difícil!

Há uma iniciativa de criar a figura do candidato avulso. Isto seria já para a próxima eleição. A candidatura independente seria financiada com a participação da Sociedade e com a participação direta nos fundos, isto é, sem intermediação dos diretórios e dos caciques. Aí o verdadeiro candidato da Sociedade poderá renovar a Câmara e o Senado.

FOCO DOS PARLAMENTARES ESTÁ NAS BASES

Como o Congresso tende a não votar quase mais nada este ano, devido às eleições que tira o foco de Brasília e as votações obrigatórias como a do Orçamento da União, 10 mil e 800 proposições (80% de tudo o que foi protocolado de 2015 a 2018) atual legislatura, devem ir para a gaveta e depois para o arquivo.

Uma entidade de Justiça e Direto do Rio de Janeiro fez um balanço da produção do mandato atual da Câmara.

Alguns dados: no último bimestre só foram aprovadas 26 proposições, contra 33 do bimestre anterior; no último bimestre, mais de a metade foram proposições tipo aquelas das Câmaras de Vereadores: nome de rodovias, troca de nome de cidades, capital disto ou daquilo, criação de dias, dia do leiloeiro, da imigração chinesa, homenagem aos Interactianos e assim por diante.

Claro que são importante essas matérias. Porém, só menos da metade das matérias aprovadas no último último bimestre tiveram repercussão na sociedade e nos interesses gerais do País e para enfrentar a crise atual.

 


85 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-