CRIMES NO CAMPO – Com roubo, furto e assalto no campo, você pode estar comendo cavalo por búfalo ou cachorro por ovelha. Desconfie do preços lá embaixo!

CRIMES NO CAMPO – Com roubo, furto e assalto no campo, você pode estar comendo cavalo por búfalo ou cachorro por ovelha. Desconfie do preços lá embaixo!

PÂNICO TAMBÉM COM O CRIME NO CAMPO! NA CIDADE, O PÂNICO É TAMBÉM COM O PERIGO DA CARNE ROUBADA.

Já não é mais privilégio só das metrópoles e áreas urbanas em geral a violência: assalto, estupro, furto e roubo.

No Rio Grande do Sul agora está funcionado uma “Força Tarefa” para combater roubo, furto de animais, de grãos, colheita noturna de lavouras e até de implementos e equipamentos como trator e colheitadeiras.

A 1ª delegacia do Brasil, especializada nesses crimes, é em Bagé, campanha  gaúcha. Em alguns meses, já reduziu em 30% as ocorrência dos crimes do gênero.

Roubos curiosos

O boi é abatido na macega. Deixam o couro, as vísceras e os ossos. Mas, nem cavalo escapa. Levam até encilhado como montaria, andando a cavalo. Montado em um cavalo, o ladrão pode percorrer até 50 km numa noite. Na carroceria de um caminhão, irá muito longe.

A carne pode ser encontrada por até um terço do preço normal, como oferta de açougues e mercearias das periferias. Acredita-se que o cavalo, como é mais dócil, mais fácil de carregar num caminhão também pode servir para o transporte do ladrão e com outras carnes na garupa.

É abatido longe. Pois o bicho some que ninguém mais fica sabendo o destino. Em propriedades de possíveis ladrões são encontradas ossadas queimadas de todo tipo de bicho, até de cavalo.

O consumidor deve atentar para isso: carne que custa um terço do preço normal, pode ser de animais abatidos no mato, sem higiene e inspeção. E o que é pior: de animais que você nem imagina.

Depois de assada ou misturada a carne de boi,  búfalo, ovelha e até de cavalo, tem pouca diferença, Você pode até estar comendo gato por lebre ou por coelho ou ovelha.