ANÁLISE SOBRE OS PRESIDENTES DOS ÚLTIMOS 50 ANOS E SEUS PLANOS – Governos da prosperidade e Governos das décadas perdidas.

ANÁLISE SOBRE OS PRESIDENTES DOS ÚLTIMOS 50 ANOS E SEUS PLANOS – Governos da prosperidade e Governos das décadas perdidas.

De Vargas aos dias atuais, uns grupos promoveram saltos no Brasil e outros desperdiçaram os avanços e saíram do Poder com o País no fundo do poço.

PERÍODOS DE PROSPERIDADE NO PAÍS:

Governos de Vargas, de Juscelino Kubitschek, dos Militares e de FHC.

Hoje estamos em rota de colisão com o caos.

GETÚLIO VARGAS

getulio-petrobras-

Getúlio Vargas, na Petrobrás/Bahia, pronunciando a frase: “O petróleo é nosso”, que se tornou célebre. O escritor Monteiro Lobato, nacionalista ao extremo, foi protagonista de uma polêmica com aqueles que defendiam a quebra do monopólio do petróleo/Roberto Campos, por exemplo.

Principais legados de Vargas: Voto Feminino, Leis Trabalhistas (CLT), Siderurgia e criação da Petrobrás.

Governos seguintes (Café Filho, Carlos Luz e Nereu Ramos) viveram dos louros e o País parou no tempo, até JK.

JUSCELINO KUBITSCHEK (Meta: crescer 50 anos em 5)

juscelino

JK, Inauguração de Brasília

Principais legados: interiorização do desenvolvimento (construção de Brasília), de rodovias e implantação da indústria automobilística. Deixou projetos alinhavados nos sistemas: ferroviário, hidroviário e de navegação costeira.

Governos seguintes ( Jânio Quadros, Ranieri Mazzilli, João Goulart e Ranieri Mazzilli), não deram continuidade ao processo o quase entregaram o Brasil ao atrasado Socialismo.

REGIME MILITAR

ernesto geisel

Acima, abertura das comportas de Itaipu

Principais legados (o pico foi no governo Ernesto Giesel): investimentos pesados na infraestrutura, como em rodovias, ferrovias, usinas hidrelétricas, energia nuclear e na industrialização (Megas obras símbolos: Transamazônica, Itaipu e Ponte Rio-Niterói).

Governos seguintes (Tancredo Neves (não chegou a assumir), José Sarney e Fernando Collor) mergulharam o Brasil na hiperinflação. Itamar Franco iniciou a recuperação.

FHC – FERNANDO HENRIQUE CARDOSO

Fernando Henrique

fhc privatizações

FHC no leilão durante as privatizações.

Legados: estabilidade monetária com o Plano Real, as Privatizações e a Lei de Responsabilidade Fiscal. Com as privatizações houve um brutal avanço tecnológico que transformou empresas públicas deficitárias em empresas privadas superavitárias. A Vale, a CSN e as Teles passaram de sacos sem fundo deficitários da ordem de R$ 60  bilhões a superavitárias da ordem de R$ 60 bilhões/ano.

MAIS DE UMA DÉCADA PERDIDA

Governos Lula, Dilma e Temer: afundaram o País. Gastaram quase todas as gorduras econômico-financeira, criaram um assistencialismo no afã de angariar adeptos a seu projeto de poder e lançaram um novo produto brasileiro, líder até no mercado internacional: a corrupção da propina para captação de obras públicas. O Congresso, com 35 partidos, foi transformado num balcão de negócios para a formação de poderosas bases parlamentares.

SITUAÇÃO DE HOJE: Essa coisa horrorosa que aí está: o Brasil em rota de colisão com o caos.

OPINIÃO DO SITE

Não temos a pretensão de estar reinventando a roda com o texto acima. Quem viveu nos últimos 68 anos conhece bem a História dos Governos Centrais do Brasil.

Este artigo foi inspirado na vivência de 21 campanhas eleitorais. Dos governos acima nós aqui do Portal só não vivemos dos Governo Getúlio Vargas para trás.

Nunca o Brasil precisou tanto dos homens públicos e do patriotismo do brasileiro.

Que Deus ilumine a cabeça da classe política!

ERON PORTAL

Texto: Eron J Silva

Fotos e dados históricos: Google