DESTRUA UM INIMIGO FAZENDO DELE UM AMIGO (A. LINCOLN) – Amigos conhecem até seus fracos; inimigos – agora amigos – sentem-se devedores. (R. Greene).

DESTRUA UM INIMIGO FAZENDO DELE UM AMIGO (A. LINCOLN) – Amigos conhecem até seus fracos; inimigos – agora amigos – sentem-se devedores. (R. Greene).

NA CHINA ANTIGA UM REI TROCOU OS COMANDANTES AMIGOS POR GENERAIS INIMIGOS E MANDOU OS DEMITIDOS ESCOLHER AS MELHORES TERRAS DO REINO.

 

Alguns ensinamentos de Abraão Lincoln e de outros personagens, adaptados aos espírito desta postagem:

 

Durante a Guerra da Secessão, Lincoln disse: “Destrua um inimigo, fazendo dele um amigo”. O conselho era direcionado aos mais próximos, ao se referir aos adversários revoltosos.

Assessores mais próximos argumentaram: “Mas como? Trazê-los para nosso lado se matam nossos soldados patriotas para tentar nos derrotar?”

Lincoln, provavelmente, acreditava que a melhor forma de pacificar a Nação deveria ser eliminando ressentimentos, arquivando mágoas e perdoando. Isto é, deixando o passado no passado.

Ainda quando era ajudante de seu avô, um lenhador, Lincoln que veio a ser um dos maiores estadistas da história, disse: “Caso tenhas apenas oito horas para cortar uma árvore, fique seis delas afiando o machado”.

Foi o que ele fez a vida toda: afiar as ferramentas do conhecimento para o caso de ter de ganhar tempo.

PERSISTÊNCIA

Abraão Lincoln perdeu todas as eleições que disputou, da correspondente a nossa vereança, à Presidência. No entanto, foi um dos maiores estadistas norte-americanos. É uma referência histórica, antológica e pedagógica. Seus ensinamentos valem até hoje.

VEJA SOBRE O MACHADO ACIMA E O QUE DISSE ABAIXO:

Assim que assumiu a hoje Casa Branca, foi ao Senado para o clássico discurso, primeiro ato oficial de um presidente em seu país até hoje.

Ao chegar à tribuna, um senador pediu a palavra.

– “Sr presidente, um aparte, antes mesmo de o Sr iniciar seu discurso: nunca se esqueça de que és filho de um sapateiro…”

Lincoln respirou fundo e disse:

Sim senhor! Nunca me esquecerei! Por ser filho dele aprendi a consertar sapatos. Até, se um dia precisar, consertar o seu. Assim terei como demonstrarei na prática o aprendizado. Só que jamais faria o serviço tão bem como ele o faria.

Prosseguindo, veio a tréplica: nunca irei me esquecer de que também sou neto de um lenhador, quem só me ensinou. Por essa razão, tenho orgulho de minhas origens!

OUTRO EXEMPLO DE SE ALIAR COM OS INIMIGOS

Durante a Guerra dos Três Reinos, na China, um rei promoveu uma festa e para ela convidou todos os generais, amigos e inimigos.

Certa altura do evento reuniu a todos – leais e inimigos – e anunciou: – “a parir de agora, estão exonerados todos os generais dos comandos atuais e nomeados todos os comandantes adversários em substituição. É para ao bem da Nação.”

Perplexos, alguns dos mais próximos sussurraram no ouvido do rei: como assim? E nós, como ficamos” ?

-Escolham as melhores terras do reino e trabalhem dobrado para vocês e para o País. Os novos comandantes irão ficar eternamente devedores de gratidão e por isso nunca irão me trair. Não desfilando com minha cabeça na ponta de uma lança…”

Até Luís IV – o Rei Sol da França – que gostava de adulação e elogios, reclamou dos amigos com quem convivia na corte: “Toda vez que nomeio um ministro, arranjo 100 descontentes e um ingrato”!

Então, ainda que não seja possível se viver mais feliz sem amigos, é bom ter certa cautela com eles. Aprenda a valorizar mais os inimigos. Seus amigos sabem demais sobre seus pontos fortes e fracos.

Certamente, mais hoje ou mais amanhã, alguns deles irão traí-lo. A maioria é de amigos, mas podem estar de olho é no seu posto.

Descubra os mais comprometidos com o teu projeto, aqueles que torcem por você como torcedor do time de futebol: na vitória e na derrota!

 

Um dos símbolos de amigos para sempre.

Everlasting Friendship, forever friends, creative vector symbol isolated on white.
Everlasting Friendship, forever friends, creative vector symbol isolated on white.

 

Fontes:

As 48 Leis do Podere (Robert Greene);

A Revolução dos Campeões (Roberto Shinyashiki);

Palestras que acompanhamos ou de que participamos.;

E criações próprias.

 

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

ANEXO

Para ler com tempo ou guardar.

 

PROJETO DE MARKETING PESSOAL E POLÍTICO.

Sabemos que agora nas eleições a campanha na mídia é cada vez mais curta. A rigor, hoje são apenas 45 dias de inserções e para o Legislativo e o Executivo.

Então, aprenda a usar bem as redes sociais, sempre levando em contra que levará vantagem quem for mais conhecido ou que represente a novidade.

No livro Pequeno Príncipe diz que: “tu serás eternamente responsável por tudo aquilo que cativas”. Numa eleição, as pessoas passarão a ser uma espécie de dependentes de você, que passa a ser devedor a elas. Depois da eleição, não as abandone. Elas serão seu capital político, seu patrimônio eleitoral.

Mas, cuide-se para não confundir profissionalismo político e o exercício do sentimento de gratidão, com intimidade como no círculo familiar e de amizades sinceras.

 

NUMA CAMPANHA, TUDO DEVE OBEDECER AO PLANEJAMENTO E TER METAS CLARAS

Por exemplo: quero construir minha casa. Então vou conseguir o terreno, fazer o projeto e o orçamento, contratar o pedreiro e estabelecer que em 30 dias irei iniciar a fundação.

Sempre lembrando que não assenta uma edificação sobre bases inconsistentes. Até os sonhos precisam de base sólida. Apesar que sempre tem mais graça quando se tem uma pontinha de ilusão em tudo!

Quer dizer, todo projeto carece de uma pontinha de ilusão, mas, sem se acostumar a construir castelos de areia. Eles não têm sustentabilidade.

Também não devemos iniciar um projeto sem que tenhamos a quase certeza de que pelo menos vamos empatar. O fracasso até faz parte da vida daqueles que fazem sucesso. Eles sempre pagam para ver e não ficam esperando que as coisas aconteçam e que venham por gravidade. São persistentes.

Participar de uma eleição é, no mínimo, um aprendizado e uma contribuição. Você ouve pessoas, faz redes de relacionamento, fica sabendo as carências e potencialidades das comunidades, enfim, adquire capital político e  eleitoral.

VEJA AGORA UM POUCO DO PROJETO DE MARKETING PESSOAL  E POLÍTICO QUE ESTAMOS DISPONIBILIZANDO.

Mídia eletrônica e marketing pessoal estão em alta.

E os partidos políticos precisam de protagonistas, não de propriedades.

Em 2016 produzimos este projeto de marketing pessoal mostrando o caminho das pedras para quem busca o sucesso na política, nos negócios e até na corte amorosa. É baseado nas técnicas de mais de 50 palestras que assistimos ao longo dos últimos 30 anos.

INTRODUÇÃO

Para um produto, entidade ou pessoa sejam top no mercado, é necessário um cuidadoso trabalho de Marketing. Isto exige muita técnica, profissionalismo e dedicação. Entre dois produtos parecidos, equivalentes em qualidade, o que faz a diferença é uma boa campanha publicitária e a estratégia de Marketing de Venda.

Mas agora só isso não basta. Na política, por exemplo, observar as tendências também é fundamental. É que as pessoas andam cada vez mais conectadas, cada vez mais visuais e exigentes com novas posturas. A agenda da moda é a de costume e comportamento.

Exemplo:

Até bem pouco tempo, os carros que andam cada vez mais iguais na aparência e nos resultados o que fazia a diferença era o Marketing realçando o visual, o atendimento e os serviços oferecidos no pós venda. Hoje, apenas satisfazer o cliente já não bata mais. É preciso surpreendê-lo!

No caso de uma eleição é a mesma cosia. Os candidatos ao Executivo, por exemplo, apresentam praticamente as mesmas propostas. Com certeza a estratégia de campanha é que irá influenciar para a definição do voto do eleitor. Mesmo assim, o discurso, a empatia, a imagem, as propostas mais bem apresentadas pesarão muito. Mas daqui em diante, o que vai contar mesmo é o candidato se identificar com as tendências. Aí entra um bom Projeto de Marketing Pessoal.

 

REFLEXÃO SOBRE O PARTIDO POLÍTICO

 

A revolução dos tempos.

A partir das mudanças que a sociedade de bases inteligentes da era 4.0 está começando, não terá mais lugar para partidos que não tenham quadros de protagonistas.

O conceito de partidos com líderes com a presunção de propriedade sobre os quadros está a com os dias contados.

Se caciques, coronéis contemporâneos, do dinheiro e de legendas capilaizadas resolvesse, muitos coronéis históricos da política brasileira e oligarquias não estariam na decadência que se iniciou há 15 anos.

 

PROJETO DE MARKETING PESSOAL E PARA UM CANDIDATO.

Para “vender” um produto, entidade ou pessoa, o Marketing aponta três coisas: um nome, um símbolo e um slogan.

Passo 1

Numa eleição, o candidato é o nome a ser a ser “vendido”.

Então nós já temos o nome.

Agora vamos avaliar a trajetória até aqui. Como é conhecido? É tradicional e tem o perfil exigido pelo público?

 

O símbolo deve ser algo visual que represente o núcleo da vida do candidato: trabalho, profissão, o que mais defende na comunidade…

 

O slogan deve ser um conjunto de palavras que expressem ao máximo a trajetória do candidato.

 

Feito isso, vem o lançamento e aprovar na convenção.

A continuidade será regida pelo Marketing, o uso das ferramenta mais indicadas e o que destacar nesse produto devido à exigência dos clientes.

 

INTRODUÇÃO

Para que um produto, entidade ou pessoa seja top no mercado, é necessário um cuidadoso trabalho de Marketing. Isto exige muita técnica, profissionalismo e dedicação. Entre dois produtos parecidos, equivalentes em qualidade, o que faz a diferença é uma boa campanha publicitária e a estratégia de Marketing de Venda.

Mas agora só isso não basta. Na política, política, por exemplo, observar as tendências também é fundamental. É que as pessoas andam cada vez mais conectadas, cada vez mais visuais e exigentes com novas posturas. A agenda da moda é a de costume e comportamento.

Exemplo:

Até bem pouco tempo, os carros que andam cada vez mais iguais na aparência e nos resultados o que fazia a diferença era o Marketing realçando o visual, o atendimento e os serviços oferecidos no pós venda. Hoje, apenas satisfazer o cliente já não bata mais. É preciso surpreendê-lo!

No caso de uma eleição é a mesma cosia. Os candidatos ao Executivo, por exemplo, apresentam praticamente as mesmas propostas. Com certeza a estratégia de campanha é que irá influenciar para a definição do voto do eleitor. Mesmo assim, o discurso, a empatia, a imagem, as propostas mais bem apresentadas pesarão muito. Mas daqui em diante, o que vai contar mesmo é o candidato se identificar com as tendências. Aí entra um bom Projeto de Marketing Pessoal.

Atenção!

Para receber, gratuitamente, a íntegra do caminho das peras deste projeto, contatos pelo Whatsapp 48 9 9614-5002.