LULA E ALCKMIN CADA VEZ MAIS PRÓXIMOS. Alckmin diz que era natural que trocasse críticas com adversários. Falta apenas um partido para o ex-governador

LULA E ALCKMIN CADA VEZ  MAIS PRÓXIMOS. Alckmin diz que era natural que trocasse críticas com adversários. Falta apenas um partido para o ex-governador

Foto: tse.jus.br.

 

HÁ QUEM DIGA QUE O PSD NÃO FECHE COM O PT

Também que não indicará Alckmin como vice de Lula; PSD foca na 3ª via.

Só que Alckmin está cada vez mais próximo da vaga de vice de Lula; deve se filiar a ouro partido que não o PSD.

Nos últimos dias as negociações receberam até apoio de empresários e lideranças nacionais de diversos partidos; um caso foi o jantar em São Paulo.

A grande expectativa ainda é em torno do partido que brigará o ex governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

As negociações se situam no PSD, mas este ensaia integrar a 3ª via. Vai depender se ‘a mosca azul do poder’ morde ou não Gilberto Kassab, presidente, e seus fortes líderes.

Depois dos acontecimentos deste fim de semana, tornou-se clara uma situação sem volta de Alckmin como vice de Lula. Falta só viabilizar um parido que batize tudo.

 

PRESIDENTE EM PRÉ-CAMPANHA NA FOLGA 

O presidente Jair Bolsonaro passou o fim de fim de semana no Guarujá, litoral paulista.

Também, envergando camisa do Furacão, exaltou a campanha do Athletico Paranaense e defendeu o apoiador Luciano Heing, que levou chopp na cara, em estádio.

Na praia, centrou foco na esquerda e até dançou Funk em lancha.

Outra frente foi o início das investidas contra a eventual chapa Lula e Alckmin.

Nas redes sociais, foram muitas a ironias de apoiadores e dos filhos do presidente à possível chapa de Lula; consideram mistura de azeite e água.

Houve muito resgate de críticas de um ao outro, quand adversários em campanhas eleitorais.

 

MAIS CEDO (antes do fim de semana)

ALCKMIN E LULA DURANTE ÚLTIMA SEMANA

O andar da negociação entre Lula e o ex-governador de São Paulo.

Vice de Lula poderá ser Geraldo Alckmin: ex-governador/SP deixa PSDB. Veja o Raio-X dessa história

 

PODE VISAR A VAGA DE VICE NA CHAPA À SUCESSÃO PRESIDENCIAL E A ELEIÇÃO AO GOVERNO DE SÃO PAULO.

Conforme o partido a que Alckmin se filiar, isso pode viabilizar um apoio de Lula na eleição ao governo paulista e a vaga de vice para Alckmin. Ou até Alckmin como candidato a governados em SP com o batismo de PT e Cia.

 

Raio-x dessa articulação

É bem provável que essa negociação tenha dois objetivos: Alckmin de vice ou como candidato a governador de SP, com o apoio do PT e Cia; o vice pode ser um 3º pilar a ser buscado em outras fileiras…

É que as esquerdas precisam de uma lasca do Centro-Direita… (a conferir em abril ou nas convenções…)

 

 

MAIS CEDO.

O PRÉ- CANDIDATO CIRO DISSE QUE ABRIRÁ MÃO DA REELEIÇÃO EM TROCA DE REFORMAS PROFUNDAS.

download (6)

Ao confirmar a pré-candidatura, o virtual candidato do PDT, Ciro Gomes, logo foi disparando contra os melhores colocados nas pesquisas.

 

Mas a briga mais particular em palavras foi com o ex-juiz ex-ministro Sérgio Moro.

 

Postagem de hoje (14), do Uol, traz que o pré-presidenciável disse que Moro é ‘despreparado’ e até o convidou para um debate. Prosseguindo, Ciro chamou Moro de ‘covarde, dissimulado e despreparado”.

Ciro também abriu o verbo no programa Roberto D’Ávila, na GloboNews.

No Uol, (imagem: ALEX SILVA/ESTADÃO E CONTEÚDO Do UOL, em São Paulo 14/12/2021 17h10).

E foi mais além:

O ex-ministro e pré-candidato do PDT desafiou hoje Sergio Moro (Podemos) nas redes sociais a participar de um debate com ele.

 

ANTERIOR

Alguns dos pré-candidatos/2022 já adotaram a estratégia de Obama/EUA: fizeram movimentos no exterior.

 

PELO MENOS 8 PRÉ-CANDIDATOS A PRESIDENTE JÁ ESTÃO NA ESTRADA

Ciro Gomes (PDT)

Jair Bolsonaro (PL)

João Doria (PSDB)

Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Rodrigo Pacheco (PSD)

Sérgio Moro (PODEMOS/UNIÃO BRASIL)

Simone Tebet (MDB)

 

PRINCIPAIS AÇÕES DE CAMPANHA

O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Lula (PT), apesar de ainda não terem oficializado a pré-candidatura, já fizeram seus primeiros movimentos no exterior e aqui dentro.

Bolsonaro foi à Europa e aos Emirados Árabes e já foi convidado por Vladimir Putin/RUS e aceitou fazer uma visita ao Kremlin.

Lula ficou uma semana na Europa e agora está na Argentina.

 

Os pré-presidenciáveis seguem a mesma linha de Barack Obama/EUA em sua pré-campanha

Na Europa, Bolsonaro procurou falar de um Brasil estratégico para o mundo, com riquezas naturais, alimentos e que ele, presidente, combate a corrupção e defende o maio ambiente.

Nos Emirados Árabes, o presidente procurou mostrar um Brasil de enorme potencial para investimentos e convidou empresários para que se instalem aqui.

LULA NA EUROPA

Durante quase uma semana na Europa, Lula andou dizendo que “será preciso repensar o discurso da Esquerda por causa do avanço da Extrema Direita”.

Mas também disse:

“Fiz essa viagem para resgatar a auto estima do brasileiro, a boa imagem do Brasil e mostrar que o mundo gosta do nosso País”.

Agora na Argentina, Lula defendeu o fortalecimento do Mercosul e reedição das parcerias com o Cone Sul: Uruguai, Argentina e Paraguai, especialmente.

 

MORO ARTICULANDO

Aqui dentro, quem mais tem se articulado é o ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro (Podemos). Além da filiação, destaque para contatos na tentativa de formar a Aliança Brasil e por ter articulado como potencial integrante de uma chapa de 3ª via.

 

A ESTRATÉGIA DE OBAMA

A gente recorda que o ex-presidente Barack Obama (Democrata) deu a largada de sua candidatura no exterior.

Em Berlim/ALE, após encontro com  Angela Kerkel, ministros e o prefeito de Berlim, foi a um comício onde lembrou a parceria com a Europa e defendeu “menos muros e mais pontes”.

Foi ovacionado por cerca de 200 mil pessoas com salvas de palmas e palavras de ordem como “yes we can”.

A estratégia foi positiva para Obama, que decolou a candidatura e foi em ‘voo cruzeiro’ até a Casa Banca.

 

COM NOME NA RUA

Aqui no Brasil os presidenciáveis que já estão com o nome na rua são:

 

Ciro Gomes (PDT)

Jair Bolsonaro (PL)

João Doria (PSDB)

Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Rodrigo Pacheco (PSD)

Sérgio Moro (PODEMOS/UNIÃO BRASIL)

Simone Tebet (MDB)

 

Informações extras (temas externos usados)

Kremlin Moscovo ou Moscou (russo: Моско́вский Кремль, tr. Moskovskiy Kreml), geralmente referido como o Kremlin, é um complexo fortificado no centro da capital.

 

Vladimir Vladimirovitch Putin, é o atual presidente da Rússia, além de ex-agente do KGB no departamento exterior e chefe dos serviços secretos soviético e russo, KGB e FSB, respectivamente.



Politica de Privacidade!