POR FALTA DE CONSCIÊNCIA AMBIENTAL, BARREIRA VAI RETER LIXO EM RIO – O ideal seria a família criar aberturas para educação e a escola ensinar princípios de convivência comunitária.

POR FALTA DE CONSCIÊNCIA AMBIENTAL, BARREIRA VAI RETER LIXO EM RIO – O ideal seria a família criar aberturas para educação e a escola ensinar princípios de convivência comunitária.

APESAR DE QUE DEVERIA SER DESNECESSÁRIO O EXPERIMENTO, É UMA INOVAÇÃO QUE TEM SEU VALOR PEDAGÓGICO OU EDUCATIVO.

Essa primeira barreira ecológica foi colocada no Rio Carahá para reter resíduos sólidos jogados e que porventura caiam nas águas.

Nesta sexta-feira (8 de março), a Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente iniciou a instalação de barreiras ecológicas no Rio Carahá. Fica no segmento do rio, próximo ao Fórum Nereu Ramos, na avenida Belisário Ramos.

Essa medida visa conter os possíveis resíduos sólidos que sejam jogados pela população e que acabem caindo dentro do rio. Para a secretaria, esta foi a primeira experiência e passará por monitoramento diário para se constatar a necessidade de alguma adequação.

A barreira é composta por galões agrupados, disponibilizados pela prefeitura, e envoltos por uma rede, cedida pela Fundação Municipal de Esportes (FME). Portanto, a medida teve custo zero para o Poder Público e foi produzida com materiais recicláveis, uma das premissas da sustentabilidade.

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), antiga Fundação do Meio Ambiente (Fatma), já foi comunicado da providência no caso de restrição ou sugestão. O órgão liberou a ação. “Nós sabemos que devemos atuar na causa do problema, mas infelizmente temos ciência de que acontece este descarte indevido. Contamos com a conscientização de toda a comunidade, pois o rio faz parte da história, é uma referência e compõe nossas principais riquezas naturais”, salienta a engenheira ambiental, Jessica Quinatto. A recomendação para a população é que ajude a manter a barreira intacta e contribua com a natureza não depositando materiais impróprios dentro do rio.