COMÉRCIO E EMPREGO DE OLHO NO AUMENTO DAS VENDAS – Pagamentos múltiplos de final de ano são esperança de reação nas vendas.

COMÉRCIO E EMPREGO DE OLHO NO AUMENTO DAS VENDAS – Pagamentos múltiplos de final de ano são esperança de reação nas vendas.

SETOR PÚBLICO MUNICIPAL SERÁ RESPONSÁVEL POR GRANDE FATIA – CERCA DE R$ 60 MILHÕES – ATÉ O FIM DO ANO, EM DINHEIRO NOVO NA PRAÇA.

Então, sem considerar os salários dos servidores estaduais e federais, em termos de 13º e do mês, a Prefeitura também é grande responsável pelo impacto nas vendas de Natal e Ano novo.

Esse é melhor período de vendas do ano e está mais perto do que nunca. É a data safra dos comerciantes que dão sorrisos à toa com a possibilidade de recuperação das baixas anteriores. Após o Natal, o Dia das Mães é a melhor data para o Comércio faturar.

ANEXO

Veja os dados disponibilizados pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura:

Em relação ao dinheiro novo na praça, para se ter uma ideia, só a folha de pagamento de outubro da Prefeitura refere-se a 3.147 funcionários efetivos e 2.028 contratados ou comissionados, distribuídos nas diversas 21 secretarias, fundações e órgãos correlatos à prefeitura.

Esta quantidade representa, ao final do mês, R$ 15.433.556 de salários, e mais os encargos sociais previdenciários. No dia 30 de novembro serão injetados no comércio da cidade o valor do salário de novembro e do 13º salário, pago em uma única parcela, totalizando R$ 30 milhões.

No dia 20 de dezembro, com a rescisão contratual dos funcionários temporários da Educação, e no dia 28 de dezembro, com o pagamento da folha normal de dezembro, os montantes incrementam ainda mais a economia local, com a aquisição de presentes para a família, parentes, afilhados e amigo secreto, quitação de dívidas ou realização daqueles sonhos que permaneceram adiados até então: A pintura, reforma ou ampliação da casa, troca do carro, adiantamento de parcelas da casa própria, uma viagem distante para aproveitar o verão, um mimo mais caro para os filhos. Nos próximos 40 dias, três folhas serão disponibilizadas aos funcionários da prefeitura, como rege a legislação, uma soma de aproximadamente R$ 45 milhões.

A decisão pelo pagamento do 13º em cota única no final deste mês junto ao salário do penúltimo mês do ano partiu de um acordo com os três sindicatos laborais: Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lages (Sindiserv), Sindicato Municipal dos Profissionais de Educação de Lages (Simproel) e Sindicato dos Auditores Fiscais e Fiscais da Prefeitura do Município de Lages (Sindiaffi). Desta mesma forma foi em 2017, com êxito.

Pontos facultativos e férias

A prefeitura programou ponto facultativo nos dias 24, 26, 27, 28 e 31 de dezembro. Para os servidores que possuem período aquisitivo (completados 12 meses de trabalho), as férias serão gozadas entre de 02 e 31 de janeiro de 2019. Contudo, a prefeitura estará aberta à comunidade, em sistema de plantão, sendo que todas as secretarias cumprirão atividades.

Com exceção da Fundação Municipal de Esportes (FME), pois as finais da Copa de Vôlei Masculino acontecerão dias 26 e 27 de janeiro (a confirmar), no Ginásio Municipal Jones Minosso. As férias do quadro do esporte serão entre 20 de dezembro e 20 de janeiro para suporte ao evento, justificando o período de descanso diferenciado dos demais colaboradores.

Ao final de janeiro, os trabalhadores receberão o salário do mês e mais um terço de férias (proporcional) em suas contas bancárias (quando voltam de férias). Um terço de férias equivale a cerca de R$ 5 milhões. Os casos de trabalhadores da Saúde e da Educação contam com uma programação de férias diferente normalmente. No mês em que completam 12 meses recebem um terço de férias, e os que já tiverem completado recebem na folha de janeiro. Nos próximos 70 dias, com pagamento das folhas de novembro, dezembro e janeiro, e 13º salário totalizam R$ 60 milhões a serem injetados no comércio de Lages.