OS DOIS LADOS DAS ENCHENTES: De um, o sofrimento da população; do outro, água abundante nos reservatórios de consumo e para usinas hidrelétricas.

OS DOIS LADOS DAS ENCHENTES: De um, o sofrimento da população; do outro, água abundante nos reservatórios de consumo e para usinas hidrelétricas.

O DEBATE SOBRE AS ÁGUAS DE MARÇO FICA SÓ NOS EFEITOS E NÃO FALAM NADA SOBRE AS CAUSAS.

VEJA AQUI:

EXISTE COISA MAIS SAGRADA QUE A CHUVA? SÓ QUE A OCUPAÇÃO URBANA É DESORDENADA. INVADEM O LUGAR DA ÁGUA E QUANDO CHOVE ELA COBRA SEU ESPAÇO.

……

O EDITORIAL DA SEMANA

Texto: Eron Portal

Enchentes e intemperes ocorrem desde que o mundo existe. Só que o homem é o maior culpado por sofrer seus efeitos.

Vai habitar logo as margens dos rios e nas cidades aterra os banhados, esconde os riachos e ocupa o lugar que é das águas. Quando chove, os locais mais baixos são delas.

Se não fossem morar nesses lugares, as pessoas nem perceberiam a existência de enchentes. Se não alterassem o clima com efeito feito estufa, ocorreriam menos temporais, seriam menos casas destelhadas e menos árvores caídas.

Então, só se percebe que atingimos frontalmente o Planeta quando acontecem catástrofes. Tudo poque maltratamos o meio ambiente.

Há até quem diga que as intemperes sempre existiram. O que existe hoje é maior efeito delas, por uma inadequada ocupação dos espaços pelo homem. Ele vai viver logo onde é o lugar das águas, por exemplo.

Portanto, estiagens, vendavais, terremotos, maremotos, vulcões e inundações existem desde que existe o oco do mundo. Tanto que na bíblia diz que houve um dilúvio em que Noé precisou salvar a bicharada numa arca.

O que existe hoje é a maior repercussão dos efeitos das catástrofes por causa das ações do homem e porque aumenta a população e ela vai ocupar o lugar que deveria ser só para a natureza hídrica.

ÁGUAS DE MARÇO ATINGEM QUASE TODO O BRASIL.

Há dias que vem chovendo em quase todo o País. Nesta madrugada choveu em São Paulo mais do que já choveu este ano. Resultado: inundações, gente ilhada, carros e casas danificados, ruas, armazenes e lojas atingidos e assim por diante. Infelizmente com 8 mortos.

sistema cantareira

Seria ótima essa chuvarada se o homem ocupasse a terra adequadamente. Por exemplo, os reservatórios (acima) que abastecem as regiões metropolitanas ficarão todos cheios. As hidrelétricas terão farto potencial para gerar energia elétrica e as plantações também sempre agradecem as chuvas.

Então, chuvas seriam só uma dádiva, se o homem agisse corretamente. O sofrimento, portanto, é mais culpa dele mesmo.

1-alagamento sao paulo3

1-alagamento sao paulo2

1-alagamento sao paulo

Veja alguns exemplos de concentrações urbanas inconvenientes. A cidade de São Paulo tem mais de 12 milhões de habitantes. A Grande São Paulo tem mais de 21 milhões de habitantes. Que dizer, nestes dois locais. com alguns KM2, está quase um terço da população do Brasil, país que tem mais de 13 milhões de KM2. Cidade de São Paulo, população: 12 176 866. Região Metropolitana de São Paulo 21.571.281.

 

Cidade de São Paulo

 

Região Metropolitana de São Paulo, população: 21.571.281 habitantes.

grande-sao-paulo

Cidade de São Paulo, população: 12. 176.866 habitantes.