ONDE O INVERNO PARECE UMA PRIMAVERA – Lages encanta com os tons coloridos das flores

ONDE O INVERNO PARECE UMA PRIMAVERA – Lages encanta com os tons coloridos das flores

LAGES/SERRA CATARINENSE – EM TEMPOS ÁRIDOS DE ELEIÇÃO, AINDA BEM QUE TEMOS PORQUE FALAR DAS FLORES!

Não pense que as fotos são do arquivo de imagens da última primavera. Elas são dos últimos dias no pleno inverno/2018.

Destacamos aqui o esmero da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, na dedicação da equipe de jardinagem do Horto Municipal no plantio e cultivo de flores. São canteiros floridos em praças, ruas, avenidas, rótulas e demais logradouros públicos que chamam a atenção de todos.

É um cenário que até motiva as pessoas a parar e capturar belas lembrança de Lages. Todo este trabalho tem base em estudos e procura de variedades de árvores, plantas e exemplares vegetais que florescem no inverno, a começar pelas cerejeiras.

Na Via Gastronômica, foi plantado cravina, boca de leão, amor perfeito, alisson e repolho ornamental. Já, no trevo de confluência das avenidas Duque de Caxias e Presidente Vargas com a rua Correia Pinto, em frente à Praça, onde se encontra a estátua do fundador de Lages, Antonio Correa Pinto de Macedo, florescem o agapanto, repolho ornamental e amor perfeito.

Na rótula do monumento que homenageia à colônia italiana de Lages, estão plantadas calêndula e Alisson, enquanto que na rótula da avenida Marechal Floriano com a rua Marechal Deodoro a espécie predominante é a boca de leão. Além das flores do Parque Jonas Ramos (Tanque) e aquelas que cultivadas nos canteiros das avenidas Presidente Vargas e Antônio Ribeiro dos Santos.

Também foram plantadas mudas de cerejeira japonesa nas praças da Igreja Santa Cruz, do Terminal Urbano, Joca Neves, Convento das Clarissas e na praça da Fraternidade (no final da rua São Joaquim).

Nova tecnologia para produção de flores

Segundo o secretário municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô (Tchá-Tchá), novas espécies serão cultivadas no verão e essa novidade não será revelada até que elas floresçam nos canteiros da cidade. “Podemos adiantar que se trata de uma bela novidade e que nossos técnicos, sob a coordenação do paisagista Giovani Guesser Tomazzeli, estiveram em Nova Petrópolis (RS), em vista a Úrsula, maior empresa gaúcha em tecnologia de produção de flores”, destaca Tchá-Tchá. “Nesta visita, nossa equipe foi buscar conhecimentos gerais, técnicas relacionadas a substrato adequado (adubação), macro e micro nutrientes, parasitologia e controle de pragas, por exemplo”, fala o secretário.

Canteiros floridos em praças, ruas, avenidas, rótulas e demais logradouros públicos chamam a atenção de todos. As pessoas param para tirar fotos e levar uma bela lembrança de Lages. Todo este trabalho de plantio e cultivo de flores é de responsabilidade da equipe de jardinagem do Horto Municipal.

Na Via Gastronômica, foram plantados cravina, boca de leão, amor perfeito, alisson e repolho ornamental. Já no trevo de confluência das avenidas Duque de Caxias e Presidente Vargas com a rua Correia Pinto, em frente à Praça, onde se encontra a estátua do fundador de Lages, Antonio Correa Pinto de Macedo, florescem o agapanto, repolho ornamental e amor perfeito.

Na rótula do monumento que homenageia à colônia italiana de Lages, estão plantadas calêndula e Alisson, enquanto que na rótula da avenida Marechal Floriano com a rua Marechal Deodoro a espécie predominante é a boca de leão. Além das flores do Parque Jonas Ramos (Tanque) e aquelas que cultivadas nos canteiros das avenidas Presidente Vargas e Antônio Ribeiro dos Santos.

Também foram plantadas mudas de cerejeira japonesa nas praças da Igreja Santa Cruz, do Terminal Urbano, Joca Neves, Convento das Clarissas e na praça da Fraternidade (no final da rua São Joaquim).

Nova tecnologia para produção de flores

Segundo o secretário municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô (Tchá-Tchá), novas espécies serão cultivadas no verão e essa novidade não será revelada até que elas floresçam nos canteiros da cidade. “Podemos adiantar que se trata de uma bela novidade e que nossos técnicos, sob a coordenação do paisagista Giovani Guesser Tomazzeli, estiveram em Nova Petrópolis (RS), em vista a Úrsula, maior empresa gaúcha em tecnologia de produção de flores”, destaca Tchá-Tchá. “Nesta visita, nossa equipe foi buscar conhecimentos gerais, técnicas relacionadas a substrato adequado (adubação), macro e micro nutrientes, parasitologia e controle de pragas, por exemplo”, fala o secretário.