O COMENTÁRIO DO ERON – porque perdermos a capital nacional do turismo rural?

O COMENTÁRIO DO ERON – porque perdermos a capital nacional do turismo rural?

Andei analisando e tentando entender porque perdemos o título de Capital Nocional do Turismo Rural. Foi difícil encontrar alguma explicação. O mais provável deve ter siso a incompetência e a falta de visão: pensamento pequeno.

Ao entrevistar o Matias Liz dos Santos, profundo conhecedor do Turismo, comecei a entender um pouco as razões. É aquele negócio do cara que conseguiu clientes demais e acha que não precisa mais de propaganda.

Se estiver sobrando cientes não deixe se formar fila, contrate mais gente, amplie os espaços e atenda o pessoal. Custa caro trazer clientes para o estabelecimento. Fazer sucesso às vezes é fácil, manter-se nele é difícil.

No caso do Turismo Rural não deve ter sido só a falta de um atendimento mais profissional. O mais provável foi o descaso mesmo. Devem ter pensado pequeno, não apoiaram ações como as que o Matias Liz participava lá fora, falando do Turismo Rural da Festa do Pinhão. Negligenciaram e nem profissionalizaram o Trad.

Havia gente do setor que nem gostava de turistas. Empreendedores que chegaram a me dizer: não precisamos mais de divulgação, não conseguimos atender nem o que já temos. A ABRATUR morreu e o turismo se enfraqueceu.

Também deve ter faltado uma cultura voltada ao Turismo e entender que os lá de fora têm mais cacife para oferecer atendimento de Primeiro Mundo.

Não acredito que perdemos o título de Capital Nacional do Turismo Rural porque ela era falsa, Tabajara, inventada por nós mesmos, portanto, que não valia mais do que 1,99. Éramos a capital porque temos alguns diferenciais, entre eles, a Natureza, a Cultura e a História.

Eu temo que o próximo título a perdermos seja o da Festa Nacional do Pinhão. Já vi na TV uma festa do gênero na Grande São Paulo, onde não deve haver amais de 500 araucárias, que reuniu 500 mil pessoas. Garanto que vieram buscar pinhão aqui em Lages.

Nessa última Festa do Pinhão fui apanhar as credenciais dos dois repórteres que iriam cobrir a fasta aqui para o SITE. Só liberaram a minha, que entreguei a um deles. Disseram que a festa não precisava de mais de divulgação.

Fui lá apenas uma noite. Paguei o ingresso porque acho o correto. Continuem perdendo cabeças e parceiros e também o que já conquistamos e que nos é muito caro. Eron J Silva.

ERON