MAIS UM PRODUTO DE EXPORTAÇÃO: OS NOVOS TALENTOS DO FUTEBOL – Um capital humano brasileiro líder no mercado esportivo externo.

MAIS UM PRODUTO DE EXPORTAÇÃO: OS NOVOS TALENTOS DO FUTEBOL – Um capital humano brasileiro líder no mercado esportivo externo.

TODO ANO CENTENAS DE JOVENS TALENTOS VENCEM A DIFÍCIL PENEIRA PARA JOGAR NO EXTERIOR.

A Europa, o Oriente Médio e a Ásia são os endereços mais cobiçados e seguros para a realização do sonho dourado de brilhar nos estádios, fazer sucesso, realizar-se profissionalmente no esporte e conseguir ascensão social e financeira.

Conheça agora a bela história de um deles que já está jogando na Espanha. Você ainda vai ouvir falar muito deste moço.

Bruno Gustavo, natural de Curitiba/PR, é um desses talentos. Ele já brilha em divisões inferiores da Europa. E não se trata mais de apenas uma promessa: já é quase um profissional cujo futuro, agora, só depende dele.WhatsApp Image 2019-02-24 at 19.29.36 (1)

WhatsApp Image 2019-02-24 at 19.20.59 (1)

WhatsApp Image 2019-02-24 at 19.21.01

AGORA UM PING PONG PARA CONHECERMOS MELHOR O GURI.

Veja a seguir a entrevista com ele diretamente da Espanha:

ERON PORTAL – Gustavo, com que idade e onde você começou a jugar futebol?

BRUNO GUSTAVO – Bom, comecei com 6 anos na Escolinha de Futsal do Vasco, onde fiquei até os 10. Depois disso fui para o Penha F.C (antiga Itapemirim F.C), já no futebol de campo e também na categoria de base.

EP – Até quando fiou lá?

BG – Joguei lá até os 14 anos, onde assinei meu primeiro contrato. Então, o Penha F.C foi o primeiro clube com o qual assinei contrato.

EP- Depois disso, foi jogar aonde?

BG – Ao completar 14 anos fui para o Coritiba, porém fiquei pouco tempo lá. Acabou não dando certo.

EP – Quando foi que apareceu sua grande chance dentro das quatro linhas?

BG – Foi aos 15 anos quando fui para o Ps Team F.C. Era um time de empresários do ramo do futebol. O criador e dono do teme era o ex-jogador Edson Paulista. Ele era o treinador do Profissional do Desportivo Brasil, mas recentemente saiu de lá.

EP – Quando tempo jogou no Ps Team, creio que o principal responsável pela sua carreira?

BG – Joguei lá dos 15 aos 19 anos. O Team é a casa que não esquecerei nunca! Por força da necessidade de consolidação da profissão e para ganhar experiência, fui emprestado e disputei um Campeonato Paranaense Sub 19 pelo Grecal F.C.

EP – Chegou a pensar em desistir do futebol, diante de eventuais decepções ou incertezas?

BG- Sim. Foi logo após completar 19 anos, quando tive de tomar essa decisão. Acabei parando de jogar por um tempo. Consegui um trabalho numa empresa, mais fiquei apenas cinco 5 meses lá. Meu pensamento era todo em tons de verde grama.

EP – Quando foi que decidiu mergulhar de bico nessa profissão? Isto é, decidir viver só de futebol?

BG – Foi quando saí da empresa. Já foi para vir pra cá (para a Espanha) onde estou jogando hoje. Foi o próprio presidente do Safor C.F aqui da Espanha o responsável por isso. Ele sempre quis me trazer pra cá. Só que eu não o escutava muito. Preferia ficar pelo Brasil mesmo. Por isso acabava não fechando acordo. Até me lembro que o filho dele jogou 1 ano comigo no Ps Team, o que aproximava ainda mais a gene.

EP – Há quanto tempo você está jogando na Espanha e quais os clubes?

BG – Já faz seis meses que estou jogando aqui. No início eu estava no Safor C.F, mas fui transferido para a equipe do U.D Ondarense, que é de uma divisão acima daquela do Safor. O U.D Ondarense é a equipe onde estou atualmente.

EP – Onde é a sede do seu atual Clube?
BG – É da cidade de Denia, em Valência/Espanha.

EP – A quem você é mais grato pelo sucesso que vem fazendo no futebol?

BG – Primeiro, sou muito grato a minha família que sempre cuidou de mim e me orientou para ter seriedade no que faço e ser um ser humano do bem. Mas vou te citar dois nomes que também foram muito importantes pra mim até agora: Edson Paulista, dono do Ps Team, que também me ajudou muito a crescer como pessoa e no meu desenvolvimento como atleta. O outro nome é o de Luís Tisse, presidente do Safor C.F, que sempre acreditou em mim e me trouxe para a Espanha.

EP – Que divisão é essa que teu time atual disputa?

BG – Estou agora na 1ª Regional, duas divisões abaixo da Nacional. Seguidamente mando imagens e notícias ao Brasil. Vou te mandar imagens da equipe atual, o U.D Ondarense. Assim começo a mostrar também na mídia eletrônica o que estou fazendo por aqui.

VEJA NO LINK ABAIXO A CARREIRA DE UM TALENTO.