NOTÍCIAS POLÍTICAS: Bolsonaro e filho assinam ficha no PL. Ato reforça reeleição de Lira. Aprovadas regras de transparência a ‘orçamento secreto’. Lula e Alckmin marcam novo encontro de ‘namoro’

NOTÍCIAS POLÍTICAS: Bolsonaro e filho assinam ficha no PL. Ato reforça reeleição de Lira. Aprovadas regras de transparência a ‘orçamento secreto’. Lula e Alckmin marcam novo encontro de ‘namoro’

Fotos: PL/div e folhape.com.br.

 

Casamento consumado: presidente e filho assinam ficha no PL

Cresce a família PL com a assinatura de ficha de pai e filho. Ontem, terça-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro e seu filho Flávio assinaram a filiação ao Partido Liberal (PL). O ato foi realizado nesta manhã, em evento político promovido pelo partido no auditório do Complexo Brasil 21.

Sem partido há dois anos, após deixar o Partido Social Liberal (PSL), com o qual venceu as eleições em 2018, Bolsonaro agora integra um dos principais grupos políticos, o chamado Centrão.

Após o ato, o presidente disse, em seu primeiro discurso como integrante da sigla, que a cerimônia foi uma simples filiação ao partido e que não estava “lançando ninguém a cargo nenhum”.

A verdade é que até o momento a eventual candidatura dele à reeleição não foi oficializada.

O presidente revelou que se sentia em casa com a cerimônia, referindo-se ao Congresso Nacional, “aquele plenário da Câmara dos Deputados, tendo em vista a quantidade enorme de parlamentares presentes”.

Disse ainda que a plateia trazia “lembranças agradáveis, lembranças de luta e de embates, mas, acima de tudo, momentos em que nós, juntos, fizemos pelo nosso país. Eu vim do meio de vocês. Fiquei 28 anos dentro da Câmara dos Deputados”, disse.

Um dos filhos do presidente, o senador Flávio Bolsonaro, também assinou a ficha de filiação ao Partido Liberal.

 Fonte: folhape.com.br e jornalsemanario.com

 

HOJE PELA MANHÃ

download

FILIAÇÃO DE BOLSONARO AO PL REFORÇA  REELEIÇÃO DE LIRA À PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

 

Assinatura da ficha está confirmada para hoje (30)

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, anunciou já na semana passada que após reunião com o presidente Jair Bolsonaro a sigila aceitou todas as condições do presidente e agora está marcada a data do casamento, hoje, dia 30.

O que mais vinha calçando a filiação eram alianças alinhavadas pelo PL em São Paulo com o PSDB e no Nordeste com o PT, num dos casos, o Piauí.

A princípio, a assinatura da ficha está prevista para esta terça, às 10;30, em Brasília.

 

 

Mais transparência

APROVADAS NOVAS REGRAS PARA ‘ORÇAMENTO SECRETO’

Vantagem folgada na Câmara, mas oposição ainda reclama falta de transparência.

A matéria a ser promulgada detalha emendas já executadas, mas possibilita que nomes sigam ocultos; uma resolução fixará o teto daqui em diante.

Na votação da Câmara dos Deputados o placar foi com folga: 268 a favor e 31 contra. Já a votação no Senado foi apertada, mas o texto passou com 34 votos a 32. Agora a matéria vai à promulgação.

 

Lula e Alckmin cada vez mais íntimos, politicamente

Está cada vez mais íntimo o relacionamento político do ex-presidente Lula com o ex-governador de São Paulo,  Geraldo Alckmin.

Analistas avaliam, no enanto, que sua filiação é que sinalizará se o namoro político se concretiza ou não.

É que se Alckmin se filiar ao PSD, este partido deve querer o ex-governador como candidato ao Governo de São Paulo, além disso, prega uma aproximação à 3ª Via.

Aí isso pode abortar uma aliança com Lula e a Esquerda.

 

DE VOLTA COM OUTRAS IDEIAS

Durante quase uma semana na Europa, Lula andou dizendo que “será preciso repensar o discurso da Esquerda por causa do avanço da Extrema Direita”.

Mas também disse:

“Fiz essa viagem para resgatar a auto estima do brasileiro, a boa imagem do Brasil e mostrar que o mundo gosta do nosso País”.

Relembre:
O ex-presidente participou hoje (20) do ato ‘Construir o Futuro’, em Madri/ESP.
Sobre toda a viagem, Luiz Inácio Lula da Silva disse, em sua conta numa rede social: “Essa viagem que fiz pela Europa foi uma tentativa de provar ao povo brasileiro que o mundo gosta do Brasil. Não tenho palavras pra agradecer todos que me receberam tão bem”.
Principais destaques de seu giro, claramente para sustentação política de sua provável campanha a presidente:
Discursou no Parlamento Europeu (Bruxelas) e se reuniu com líderes políticos, incluindo os presidentes: Emmanuel Macron (França), Pedro Sánchez (Espanha), além do futuro chanceler da Alemanha, Olaf Scholz.
Foi uma demonstração de que sempre tem contado com muita simpatia no exterior.
De tudo o que disse no Velho Mundo, em relação a uma futura campanha à Presidência e ao mundo, o mais interessante foi: “É preciso rever o discurso da esquerda, que deu margem ao avanço da extrema-direita em diversas partes do mundo”.
Como exemplos, Lula citou Donald Trump/USA, Jair Bolsonaro/BRA e dois candidatos de extrema direita na França.
E alertou: “Temos que refletir sobre isso e entender onde erramos no nosso discurso também.”
Fonte das citações e alguns dados: ESTADO de MINAS.
ANTERIOR

Foto anterior: câmara.leg.br.

Carla Zambelli critica presidente francês

A deputada bolsonarista Carla Zambelli disse que o encontro de Macron com Lula mostra que o presidente francês “não tem apreço pela diplomacia”.

Emmanuel Macron recebeu Lula, com direito a honras de chefe de Estado, nesta quarta (17), em Paris.

A parlamentar lembra de certa animosidade entre o presidente francês e Bolsonaro e que vem de muito tempo.

Ela alfinetou : “Isso demonstra falta de apreço pela diplomacia”.

Foi por Macron recebeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Palácio do Eliseu, sendo que o petista é adversário de um Chefe de Estado e tem dívidas com a Justiça.

Segundo ela, isso cria um ambiente de desconforto e que os franceses “não se sentirão representadas por um presidente que se relaciona com um ex-condenado e que ainda responde a vários processos por corrupção”.

O  petista cumpre agenda na Europa.

Fonte Poder 360.

 

Só noivado? Dará casamento?

Presidente Bolsonaro, sobre adiamento da filiação ao PL: “em pouquíssimas semanas, duas, três, no máximo, casar ou desfazer o noivado”. “Mas acho que tem tudo para a gente casar e ser feliz”, completou.

Os principais calços erram apoio do PL e Dória em São Paulo e a partidos de esquerda no Nordeste.

Carta branca

Após contatos hoje(17) Costa neto recebeu carta branca de todosos diretórios estaduais, paa a afililação.

Inimigo na trincheira…

Ernesto Araújo, ex-ministro das Relações Exteriores: “O governo federal virou a base do Centrão. E a maioria eu acho que nunca quis enfrentar o sistema”.

 

Um político adversário de Ciro Gomes, de forma até bem humorada, alfinetou:

“Pior é que esculachando até companheiros de partido, vai sobrar só Santo Expedito – das causas impossíveis – ou Santa Edwiges, defensora dos endividados…”

É que, antes, no calor do anúncio da filiação de Moro ao Patriota, Ciro Gomes havia alfinetado:

“Muda o palhaço, mas a piada continua a mesma…”

Referindo-se à ‘bandeira Lava-Jato’.

 

Outra:

Ao criticar a decisão do STF, sobre o ‘Orçamento Secreto’, o presidente da Câmara, Arthur Lira, disse:

“Estamos encontrando formas de resolver a situação, que depende de muita sensibilidade entre os Poderes.

O que temos de evitar é flechadas de todo lado”.

Depois, em Portugal, ele chegou a classificar o Presidencialismo de “coalizão de arranjos que tem criado dificuldades e gerado alto custo político”.

 

E o presidente Jair Bolsonaro, ao saber da entrada de Moro na política partidária, disse:

“Ele não aprendeu nada no tempo em que esteve no meu governo…”.

 

~~~~~~

NO COMEÇO DA SEMANA

download (8)

Foto: Div. gab. do deputado

 

“Com o Orçamento Secreto quem administra o Brasil é Arthur Lira, não Bolsonaro”.

Dep. Alexandre Frota, ao Uol News.

Foi em entrevista ao UOL News, hoje (9), quando o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) falou sobre o segundo turno da votação da PEC dos Precatórios, prevista para acontecer nesta terça (9) na Câmara dos Deputados.

O deputado já havia afirmado (em 20.out.2021) que Arthur Lira (PP-AL) ganhara tanto poder que iria atuar como presidente da República. Foi ao deputado Lira exigir o comprovante de vacinação contra a covid-19 para retorno das atividades presenciais na Câmara.

Tal obrigatoriedade passou a valer em 25 de setembro e aceita a comprovação de ao menos uma dose de vacina contra a doença “de todos aqueles que trabalham ou frequentam as dependências da Casa”.

~~~~~

 

FARPAS DA SEMANA ANTERIOR

CHOQUE DE PRESIDENTES

Em Ponta Grossa/PR, presidente Bolsonaro diz:

“Única acusação bombástica da CPI do Aziz foi aquele cara de capivara me chamar de motoqueiro”…

Resposta do Aziz:

“Abre a boca para jogar fezes…”

 

ESPORTE

E A DUPLA GRE-NAL

 

Um torcedor do Juventude anuncia:

“Depois de mais uma luta em campo, a dupla Gre-Nal passa a receber ‘direito de arena’ dobrado.

Agora o CANAL COMBATE também vai passar o Gre-Nal”.

No começo da semana, de um torcedor do Colorado:

“Se trocar de técnico resolvesse, o Grêmio já estaria colado no Galo;

Não estaria na zona, cantando a nova letra no hino:

… Fizemos a última viagem;

Foi lá pro Sertão de Goiás…”

 

É que o hino do Grêmio começa: assim:

“Aaaté à pé nós iremos;

paara o que der e vier…”

 

 

PRECATÓRIOS

No meio da semana, sem rumo, Ciro Gomes abandona candidatura:

“Só me resta um caminho: deixar minha pré-candidatura a presidente em suspenso;

Mas temos um instrumento definitivo nas mãos: a votação no 2º turno para reverter a decisão e retomar o rumo”.

 

MAIA VAI AO SUPREMO

“O processo de aprovação ignorou por completo a Constituição e normas regimentais, numa sequência de graves violações ao devido processo legal legislativo”.

Atual presidente da Câmara cometeu abuso de poder; usou “artifício para alavancar uma PEC, de olho nas campanhas de 2022”. (Fonte: Portal O TEMPO).

 

INFLAÇÃO

NO COMEÇO DA SEMANA, SOBRE A INFLAÇÃO:

“Era tão baixa que no Brasil fabricar dinheiro já dava prejuízo; até já se falou em privatizar a Casa da Moeda”.

Deu no Eron Portal

 

 



Politica de Privacidade!