A AJUDA SALVADORA EM CASOS EXTREMOS – Médicos sem Fronteiras – Por que precisamos apoiar ações humanitárias?

A AJUDA SALVADORA EM CASOS EXTREMOS – Médicos sem Fronteiras – Por que precisamos apoiar ações humanitárias?

AS CATÁSTROFES NATURAIS E OS DESASTRES HUMANITÁRIOS PODEM NÃO SER MAIS PRIVILÉGIOS SÓ DE LÁ DO OUTRO LADO DOS OCEANOS.

Nossos problemas crescem proporcionalmente ao nosso crescimento demográfico, agravados por nossas crises cíclicas. Isso potencializa os efeitos, por exemplo, dos desastres climáticos e da inoperância e descaso do Poder Público.

Nas metrópoles já não sobram os melhores lugares para nossa população mais pobre viver.

Então, o Brasil cresce em todos os sentidos, inclusive nos problemas. Agora mesmo estamos enfrentando graves problemas com a crise humanitária da Venezuela. Também já é “privilégio nosso”, efeitos climáticos que atingem pessoas. Até porque nossa população cresce muito, apesar de que há um controle natural da natalidade.

Tudo porque os espaços são ocupados desordenadamente.

Bem logo poderemos precisar – tomara que não – de ajuda humanitária. Portanto, devemos começar a considerar melhor o MSF que leva ajuda médico-humanitária a pessoas afetadas por conflitos armados, desastres naturais, epidemias, desnutrição e exclusão do acesso à saúde.

ANEXO

Veja a seguir, no conteúdo distribuído mundialmente, sobre o MSF. Também, saiba como trabalhar na organização Médicos Sem Fronteiras.

A AJUDA QUE PARECE CAIA DO CÉU EM ÁREAS COM NECESSIDADE EXTREMA DE SOCORRO

A organização francesa Médicos Sem Fronteiras (MSF) é um grupo que dá ajuda humanitária na área de saúde em diversos pontos do mundo que passem por crises naturais e/ou de conflitos. Além de médicos (de diferentes especialidades) e enfermeiros, a instituição aceita profissionais com formação superior em áreas como comunicação, direito, administração, entre outras.
“As pessoas esquecem da infraestrutura necessária para poder mandar um projeto da área de saúde”, exemplifica Felipe Buzanovsky, engenheiro brasileiro que hoje está em serviço pela MSF em Tame, na Colômbia.
A MSF avisa ainda que tem vagas abertas permanentes para brasileiros que queiram trabalhar no exterior e no país. Para descobrir quais são é necessário que faça visitas frequentes ao site da entidade (veja abaixo). Mas há alguns requisitos básicos para se trabalhar na organização ganhadora do Nobel da Paz de 1999.