INTEGRAÇÃO DO TURISMO DA SERRA CATARINENSE -Workshop mobiliza todos os municípios

INTEGRAÇÃO DO TURISMO DA SERRA CATARINENSE -Workshop mobiliza todos os municípios

UMA IDEIA  QUE VIMOS DEFENDENDO AQUI DESDE O ANO PASSADO É A CRIAÇÃO DE UM CIRCUITO TURÍSTICO DA SERRA

Esta semana durante dois dias o assunto foi debatido na Uniplac em um Workshop e várias palestras. Todos os municípios estiveram representados. Ao todo, foram mais de 80 pessoas representantes dos 18 municípios da região da Amures. Na quarta-feira (20), a atração foi o Workshop Identidade Cultural – Serra Catarinense.

O evento foi no auditório do Centro Tecnológico da Uniplac, teve com um dos grandes momentos, a palestra sobre Identidade Cultural na Região Serrana com o professor Geraldo Locks e participação do Analista de Cultura SOL e Secretário do Conselho Estadual de Cultura, Rosivaldo Flausino.

Em seu discurso, o prefeito de Lages, Antônio Ceron, destacou a importância do evento para a integração da Serra Catarinense. Para ele, o maior desafio é transformar o turismo e as ações de cultura em produtos turísticos que ai terão validade econômica.

Para o prefeito de Bom Retiro Vilmar Neckel, que representou o presidente da Amures Antônio Zilli, o Workshop terá papel importante no resgate da cultura e das tradições como instrumento de fomento do turismo.

“Esse encontro ajudará a valorizarmos nossa cultura, nossa tradição as nossas coisas da maneira como são. E será importante elo para integrar nossas ações”, comentou Vilmar Neckel. A mesa de autoridades foi composta ainda, pelo reitor da Uniplac Luiz Carlos Pfleger, coordenador do Sebrae/Lages Altenir Agostini e o diretor de Políticas Integradas do Lazer Jorge Douzan, que representou o Secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte Tufi Michreff Neto.

Em sua manifestação Jorge Douzan colocou a secretaria de Estado a disposição para ajudar os municípios na estruturação do turismo e lembrou que as ações turísticas pode ser uma importante ferramenta para reverter os índices que apontam a Serra Catarinense com os piores indicadores sociais do Estado.

Douzan apresentou a metodologia que será usada no Workshop nesses dois dias e lançou o desafio de ações que vão além do planejamento. “Temos de sair do papel e chegar as ações práticas. Só assim conheceremos de fato os erros e acertos”, destacou lembrando que o Sebrae é uma importante instituição nessa trajetória dos empreendedores do turismo.

Exposições e cases no evento

O Workshop Identidade Cultural Serra Catarinense é um modelo que deve ser adotado em outras regiões do Estado. Acontece numa parceria da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte e Amures, com apoio de várias entidades como Sebrae, Consórcio Serra Catarinense – Cisama, Uniplac, Udesc, MTG, Conserra, Epagri, Instituto Federal – Ifesc e Orion Parque.

Na programação da manhã desta quarta-feira foram apresentados vários cases de sucesso ligados à cultura e o turismo da região. Também chamou a atenção os produtos servidos no café típico serrano, produzidos por uma associação de mulheres do município de Rio Rufino denominada Morenas do Divino.

A exposição de produtos típicos regionais com mel, artefatos em vime, vestimentas tradicionalistas e dentre outros, artesanato de subprodutos da celulose encantou os visitantes do workshop.

Durante a tarde, a palestra de Paul Coudenys será um dos grandes momentos, pois é pioneiro em cavalgadas internacionais e co-fundador e presidente da ALATCE; Associação Latino-Americana de Turismo e Cultura Equestre.

Coudenys fala seis línguas, ama a vida e o bom humor e é uma pessoa muito sociável e sabe como ninguém, guiar uma aventura equestre. Nascido na Bélgica começou carreira como ferrador de cavalos e aos 21 anos fez uma viagem de mochilão pelo mundo. Cavalgou em 53 países diferentes e é talvez a pessoa mais experiente do mundo neste segmento. Em 2010 decidiu mudar-se para o Sul do Brasil.
Oneris Lopes
Jornalista (DRT – 4347/SC) – AMURES
Associação dos Municípios da Região Serrana