FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS MUNICÍPIOS – Depositada nova parcela ontem

FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS MUNICÍPIOS – Depositada nova parcela ontem

CONTA MAIS GORDA PARA SAIR DO SUFOCO!

O maior repasse constitucional das prefeituras é o FPM – Fundo de Participação dos Municípios. Estes recursos são consumidos pelas despesas fixas, entre elas, os salários.

Os municípios consomem todas as suas receitas próprias e os repasses constitucionais em fola de pagamento, festas, promoção pessoal do prefeito, politicagem com deputados e demagogia. Viu só quantas festas estão acontecendo neste semestre que antecede as eleições? Mais palanques a deputados e promoção pessoal de prefeitos.

Para tentar fazer algum coisa, os prefeitos mais incompetentes e acomodados recorrem a convênios, ajuda do governador, empréstimos a fundo perdido da União e emendas parlamentares.

Devido ao desperdícios, à incompetência, inoperância e a velha cultura administrativa, os administradores vivem  de pires n ão mão, fazendo marcha a Brasília, em busca de dinheiro, ou participando de congressos e seminários em Florianópolis, que geralmente são para pedir ajuda ao governador ou fazer turismo.

………….

Saiba mais sobre o FPM no conteúdo abaixo disponibilizado pela Amures

ANEXO

Na próxima quinta-feira, 10 de maio, as prefeituras brasileiras vão receber pouco mais de R$ 4,82 bilhões referente ao 1º decêndio do mês. O valor já desconta a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, incluindo o Fundeb, o montante é de quase R$ 6,03 bilhões.

De acordo com dados da Secretária do Tesouro Nacional (STN), o 1º decêndio de maio de 2018, comparado com mesmo decêndio de 2017, apresentou crescimento de 11,98% em termos nominais. Ou seja, comparando os valores sem considerar os efeitos da inflação. Quando o valor do repasse é deflacionado e comparado ao mesmo período de 2017, o crescimento é de 9,55%, levando-se em conta a inflação do período.

O valor total do FPM, com relação ao acumulado do ano, apresenta crescimento. O montante repassado aos Municípios no período de janeiro até o 1º decêndio de maio de 2018, registrou alta de 9,04%, em termos nominais, em relação ao mesmo período de 2017. Ao considerar o comportamento da inflação, observa-se que o FPM acumulado do ano de 2018 cresceu 6,21% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Apesar do cenário positivo, a análise dos Estudos Técnicos da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) alerta os gestores municipais a manterem cautela em suas gestões e ficarem atentos aos primeiros meses do ano ao gerir os recursos municipais. Historicamente, os recursos do FPM do primeiro semestre são superiores aos do segundo semestre, de forma a ser necessária a elaboração de um planejamento estratégico para não haver surpresas negativas no segundo semestre.