Famílias recebem auxílio da Secretaria de Assistência Social e Habitação

Famílias recebem auxílio da Secretaria de Assistência Social e Habitação

“É necessário destacar que todas as famílias atendidas possuíam cadastro e verificamos se todas se encontravam em situação de risco

— “ Samuel Ramos, Secretário de Assistência Social e Habitação

e7fd159186d1c54aede9a787dc494917Fam_Aliasrecebemaux_AliodaSecretariadeAssist_unciaSocialeHabita_C_eo1

A redução do déficit habitacional em Lages, através de uma política com programas de incentivo a aquisição da casa própria, é um das prioridades da Secretaria de Assistência Social e Habitação do município. É o que afirma o secretário da pasta, Samuel Ramos. “Essa também é uma preocupação do prefeito Antonio Ceron. Por isso, estamos construindo programas que irão facilitar e incentivar a aquisição de moradias para famílias de baixa renda. Também vamos lançar um programa para promover a regularização fundiária, beneficiando famílias que há anos já residem em loteamentos, mas ainda não possuem a escritura desses imóveis”, explica Samuel.

Para se ter uma idéia do problema que é o déficit habitacional na cidade, existem cerca de 15 mil pessoas inscritas na Secretaria de Assistência Social e Habitação. O secretário esclarece que essa fila se formou a partir de 2009. “Desde janeiro, que marca o início dessa gestão, já recebemos outros 610 pedidos, que incluem determinações judiciais”. Segundo ele, para poder agilizar os procedimentos e determinar as prioridades, todos os pedidos passam por um levantamento técnico, com detalhamento da situação e necessidade de cada caso.

Um exemplo foi o caso da família do Rafael Paulino e da esposa Jaqueline. A casa onde eles moravam com os dois filhos no bairro Guadalupe, pegou fogo. Para piorar a situação, o terreno onde a casa havia sido construída ficava em uma área de risco, o que os impossibilitava de realizar ligações de água e energia elétrica. A família, que já possuía cadastro na secretaria, recentemente foi beneficiada com um terreno e uma casa de madeira no bairro Novo Milênio. Com a situação regularizada, Rafael já faz planos para ampliar a residência.

Grávida e com outros nove filhos pequenos, a dona de casa Fabiana da Rosa, moradora do bairro Universitário, pode ampliar a casa onde a família mora. Ela recebeu a madeira, através da secretaria, e contou com a mão de obra de amigos e familiares para executar as melhorias.  O mesmo aconteceu com a dona Teresinha Alves Lourenço, moradora do bairro Cristal, que foi beneficiada com parte dos materiais para realizar a construção da nova casa e contou com a ajuda de familiares. “É necessário destacar que todas as famílias atendidas possuíam cadastro e verificamos que se todas se encontravam em situação de risco. Sabemos que existem muitas outras famílias em situação semelhante, por isso estamos trabalhando para atender com transparência e agilidade”, aponta Samuel.