EXAGERO AMBIENTALISTA E A FILOSOFIA DO DISCURSO – Só falta inventarem que a extinção dos dinossauros foi devido a crime ambiental.

EXAGERO AMBIENTALISTA E A FILOSOFIA DO DISCURSO – Só falta inventarem que a extinção dos dinossauros foi devido a crime ambiental.

JACARÉ, HIPOPÓTAMO, ZEBRA, SERPENTES, MICO, TUBARÃO E BALEIA SÃO ESPÉCIES QUE FAZEM PARTE DA PAIXÃO ECOLÓGICA DOS AMBIENTALISTAS.

Eles tem razão. Estão corretos. É necessária essa defesa!

A extinção desses animais quer dizer que o ambiente está sendo agredido. Afinal, eles vivendo significam indicadores biológicos.

Mas há tantos indicadores biológicos sem ONGs para defendê-los!

ALGUNS EXEMPLOS

Sede e fome no Nordeste e nas periferias de cidades; falta de geração de riquezas para enfrentar a demanda por espaço adequado para morar; sobram para os pobres urbanos só os lugares das águas e os morros; faltam recursos para produção de pecuária dentro das florestas; e falta dinheiro para produção de grãos ecologicamente correta; e faltam recursos, também para políticas públicas ambientais mais adequadas!

Quer dizer, o subdesenvolvimento e a pobreza do país também são inimigos do meio ambiente. Vale a plena criar organizações para defender também isso.

POSIÇÃO BEM HUMORADA E CURIOSA

O maior e mais inteligente humorista que pisou por aqui, Chico Anysio, de forma até bem humorada, dizia:

Que falta faria uma zebra, um jacaré, um hipopótamo, uma cobra, um mico, um tubarão e uma baleia? Nos três últimos ele até encontrava alguma serventia.

Concordava que a eventual morte em massa dessas espécies seria sinal de um Planeta doante.

Mas chamava atenção para outras espécies mais estratégicas. Uma delas a criança na miséria.

(Em entrevista no Jô Soares Onze e Meia)