DOAÇÃO DE ÓRGÃOS, UM EXERCÍCIO DE SOLIDARIEDADE: salva uma vida e prolonga a existência de parte de alguém que perdemos.

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS, UM EXERCÍCIO DE SOLIDARIEDADE: salva uma vida e prolonga a existência de parte de alguém que perdemos.

PENSE NUM MUTIRÃO DE SOLIDARIEDADE: AUTORIZE A DOAÇÃO DE ÓRGÃOS!

Imagem: Observatório do terceiro setor.

 

Já imaginou quantas pessoas fazem hemodiálise, tratamento do coração, que não veem por falta de uma córnea ou que sofrem com um fígado doente?

Por tradições familiares, fundamentações religiosas, questões culturais e até por egoísmo, deixamos de evitar que muitas pessoas penem em filas aguardando por ama doação.

Não é verdade que almas podem ficar desfiguradas se tirarmos um olho da parte física, por exemplo. De qualquer forma ela ficaria para a terra comer. Mil vezes, então, que ela viva em alguém!

Saiba que somente aqueles que fazem hemodiálise chegam aos milhares. Até setores específicos já são criados apenas para atender com ambulâncias ou para transportar esses pacientes. É um gasto a mais que poderia estar beneficiando outras pessoas.

Pense que doando os seus órgãos ou de alguém da família você estará dando esperança e alívio no sofrimento de outros. Além disso prolonga a existência de quem você ama e perdeu, através de pelo menos um pedacinho que ainda irá viver.

É que você terá a oportunidade de continuar vendo parte de seu parente em outra pessoa que agora vive com mais  qualidade de vida e, ainda, eternamente grata a você!

Então, o ato de autorizar a doação de órgão dá a oportunidade a alguém de continuar vivendo e de carregar viva partes de quem já não está mais entre nós. E já imaginou se essas partes ainda forem os olhos?

Outro significado importante é que salvando uma vida com um órgão você ainda recupera um pouco de um ente querido que perdeu. E é um bom exemplo de amor ao próximo, quando essa pandemia vem levando muito semelhante.