DISPUTA ELEITORAL EQUILIBRADA EM SC – Mas, um terço do eleitorado diz não ter em quem votar.

DISPUTA ELEITORAL EQUILIBRADA EM SC – Mas, um terço do eleitorado diz não ter em quem votar.

Fotos e dados – DC

EM SC TRÊS CANDIDATOS LIDERAM PARA GOVERNADOR NUM EMPATE TÉCNICO

Pela última pesquisa do Ibope, com um terço do eleitorado indeciso, há um empate técnico triplo na corrida pelo Centro Administrativo. A disputa é acirrada entre o deputado federal Mauro Mariani (MDB), o deputado estadual Gelson Merisio (PSD) e o deputado federal Décio Lima (PT).

A segunda pesquisa Ibope para o governo de Santa Catarina foi encomendada pela NSC Comunicação, divulgada também pelo DC. O levantamento foi realizado entre 18 e 20 de setembro. A margem de erro máxima é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

VEJA OS NÚMEROS

Mauro Mariani foi citado por 21% dos entrevistados, seguido por Merisio com 18% e Décio com 17%. O resultado é considerado empate técnico pelo Ibope porque o emedebista pode oscilar entre 24% e 18%, o pessedista entre 21% e 15% e o petista, entre 20% e 14%.

O 4º colocado é o Comandante Moisés (PSL), com 4%. Na sequência aparecem Ângelo Castro (PCO), com 2%. Ingrid Assis (PSTU), Portanova (Rede), Jessé Pereira (Patriota) e Camasão (PSOL) aparecem com 1% cada. Brancos e nulos somam 16% e outros 19% estão indecisos.

Pela análise do Diário Catarinense, em relação à pesquisa anterior, de agosto, apenas Mariani e Merisio tiveram crescimento, com o emedebista passando de 11% para 21% e o pessedista de 6% para 18%. Décio oscilou dentro da margem de erro, de 16% para 17%. Além destes três candidatos, Comandante Moisés e Camasão oscilaram positivamente, enquanto Ingrid e Portanova oscilaram para baixo e Jessé manteve o mesmo índice.

CENÁRIOS DE 2º TURNO

O Ibope também pesquisou três cenários de segundo turno. Num confronto entre Gelson Merisio e Mauro Mariani, o emedebista aparece numericamente à frente, com 31% contra 28% do pessedista. Na simulação com Décio Lima contra Merisio, o pessedista tem 31% contra 28% do petista. No cenário com Décio e Mariani, o emedebista soma 34% das intenções de votos e o petista, 28%. Em todas as simulações, portanto, há empate técnico considerando a margem de erro máxima de três pontos percentuais para mais ou para menos.

REJEIÇÃO

O Ibope apurou também os índices de rejeição dos candidatos. Nesse quesito, Décio está isolado na frente com 22%. Depois, aparecem todos os candidatos empatados dentro da margem de erro: Camasão com 12%; Mariani, Ingrid e Portanova com 11%; Merisio, Jessé e Comandante Moisés com 10%; e Ângelo Castro com 9%. Entre os entrevistados, 10% afirmaram que poderiam votar em todos os candidatos e 40% não souberam ou não quiseram opinar. Nesta questão, era possível citar mais de um candidato, portanto os resultados somam mais de 100%.