DECISÃO DA CPI É VOTADA NA CÂMARA – Vereador Jair Junior sofre sanção

DECISÃO DA CPI É VOTADA NA CÂMARA – Vereador Jair Junior sofre sanção

Após um longo processo de investigação, várias reuniões, diversos depoimentos e o relatório final elaborado pela vereadora Aidamar Seminotti, foi votado na sessão desta terça, dia 05 de junho, o projeto de resolução 004/2018, que tratou do caso do vereador Jair Junior.

Ele era acusado de falta de decoro parlamentar, por várias faltas, entre elas, a gravações de conversas sem autorização e sem a pessoa ter conhecimento desse fato.

A relatora prometeu disponibilizar à imprensa, o quanto antes, o teor do seu relatório contendo todos os dados, inclusive as narrativa das testemunhas.

De autoria dos vereadores: Luiz Marin, Mauricio Batalha Manchado e Thiago Oliveira, o projeto de resolução resultou no seguinte:

Aplicar a sanção de advertência pública, conforme o inciso II do artigo 6º da Resolução nº 005/2000, como medida disciplinar ao vereador Jair da Costa Teixeira Junior e dá outras providências.

A votação foi nominal e a sanção foi aprovada por 9 votos a 5.

ANEXO

Projeto de Resolução

Aprovado na Câmara de Lages o projeto de resolução 004/2018, que aplica sanção de advertência pública como medida disciplinar ao vereador Jair Júnior (PSD). O denunciado também fica destituído de cargo parlamentar e administrativo junto à Mesa Diretora ou nas Comissões Permanentes no Poder Legislativo Lageano. Foram nove votos favoráveis à advertência contra cinco.

Sobre o caso

Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou supostas irregularidades na decoração natalina da Prefeitura de Lages, Jair Junior foi acusado de gravar escutas clandestinas de um depoente sem o prévio consentimento do mesmo.