COLUNA ERON J SILVA – Destaques: aniversário de Capão Alto e campanha eleitoral/dia 13/09/18

COLUNA ERON J SILVA – Destaques: aniversário de Capão Alto e campanha eleitoral/dia 13/09/18

CAPÃO ALTO COMEMORA ANIVERSÁRIO COM PROGRAMAÇÃO CÍVICA, INAUGURAÇÕES E CONFRATERNIZAÇÃO

COBERTURA DA CAMPANHA AO LEGISLATIVO: CANDIDATO SERRANO PARTICIPA DE DEBATE NO OESTE.

……….

Comemorando aniversário de forma cívica

Neste 7 de Setembro a Administração Municipal de Capão Alto comemorou os 24 anos de emancipação junto com as Comemorações da Semana da Pátria. A programação incluiu a inauguração da primeira etapa da revitalização da área urbana central, um almoço, o corte de um bolo de 24 metros e a inauguração da praça, da reforma do banheiro e do asfalto em dois pátios e quatro ruas. Tudo começou pela manhã com o Desfile Cívico incluindo: execução do Hino Nacional, desfile dos colégios, desfiles temáticos, dos tradicionalistas e de todas as máquinas e viaturas da prefeitura.

 

Foto 2

Vereador se licencia para cuidar da campanha

O vereador Thiago Oliveira/MDB, licenciou-se assim que formalizou o registro de candidato a deputado estadual. Está se dedicando integralmente à campanha e deu oportunidade ao companheiro Felício Martins. Thiago já montou sua equipe e percorre a região e o Litoral. O vereador é filho do desembargador Altamiro de Oliveira que atuou como juiz em Lages, na região e no Estado. O suplente Feliciano Martins, ocupará o posto por 60 dias. Ele já foi vereador na legislatura passada.

 

Foto 3

Candidato participa de debate no Oeste

O candidato a deputado federal Juiz Cordioli participou, no sábado, 08/09, de um debate entre 09 concorrentes na rádio Peperi, líder de uma rede de AM e FM do Extremo Oeste. O candidato serrano debateu com tradicionais políticos como Pedro Uczai/PT, Hugo Bihel/PP, Celso Maldaner/MDB e Murilo Flores/PSB. Cordioli vem sendo convidado para debates e entrevistas nas emissoras do interior e revela desenvoltura em conhecimento e cultura geral, devido à atuação como advogado e juiz. A estratégia é estadualizar o nome, renegando a ideia de voto distrital às avessas.