MISTÉRIO DA BATATA E DA MORANGA GIGANTES – No local há uma série acontecimentos únicos na região. Saiba as causas dos mega produtos

MISTÉRIO DA BATATA E DA MORANGA GIGANTES – No local há uma série acontecimentos únicos na região. Saiba as causas dos mega produtos

PRECISOU TRÊS PESSOAS PARA CARREGAR A SUPER BATATA. EM CASO DE ROUBO, UM LADRÃO SÓ NÃO CARREGA

 

Postagem original 03/01/2019 (13:51)

Conclusões: tamanho em consequência de fenômenos naturais relacionados ao lugar, ao lado de mais de 80 variedades de essências e animais silvestres que vivem livres por lá.

DSC01654 (Copy)

O quati é o sentinela da propriedade

 

Acredita se quiser! Mas numa propriedade no lado esquerdo de quem vai de Lages/Serra Catarinense, ao RS, em Capão Alto, foi colhida uma batata pesando 33 quilos (idade de Cristo). E também uma moranga de 23 quilos.

Acompanhamos a “operação colheita” das duas estrelas da natureza. Foram pesadas na hora e com auditoria do então prefeito Prego. Na propriedade até quatis e macacos andavam por cima das casas. Deve ser coisa da energia do lugar.

Não houve, na oportunidade, uma explicação mais detalhada e técnica para o fenômeno dessas gigantes. Mas, periga verdade! Para criar mais mistério ainda, nessa mesma propriedade há também uma experiência com plantas de essências medicinais, hortaliças e frutas. São mais de 83 variedades de ervas aromáticas, mais as das hortaliças e frutas.

 

DSC01647 (Copy)

São mais de 80 espécies de essências medicinais produzidas no local

 

Partimos para uma análise e buscas, visando encontrar algumas explicações no conhecimento ordinário para essa produção diferenciada e registros de exemplares que parecem únicos.

O curioso é que a mesma semente já não deu tal resultado na mesma quantidade e tamanho, em outras propriedades.

Então vamos às possíveis causas:

O lugar é protegido ambientalmente; há farta matéria orgânica no solo; a flora mantem-se como quebra vento; no caso das morangas e das frutas abundantes e expressivas, há a florada das essências medicinais que atraem mais os insetos, fundamentais para a polenização; e no caso da batata, deve ter relação, também, com a idade da planta que originou a raiz (tubérculo). Tradicionais agricultores observam que cada ano que a rama da batata ou da mandioca rebrota, carrega a raiz de mais energia e talvez por isso essa cresceu tanto.

Mas a explicação maior deve estar no solo, na variedade e na adubação orgânica e natural.

A supervisão técnica desse experimento foi da EPAGRI/SC.

Veja as fotos.  Matamos a cobra e mostramos o porrete…

GALERIA