ASSISTÊNCIA SOCIAL PROMOVE A V CONFERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO DOS DIREITOS ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS

ASSISTÊNCIA SOCIAL PROMOVE A V CONFERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO DOS DIREITOS ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS

Serão dois dias de palestras, debates e reflexões, tendo como tema principal a “Garantia de Direitos no Fortalecimento do SUAS
— “ Sistema Único de Assistência Social


Com a proposta de construir um novo olhar para as políticas públicas voltadas aos mais vulneráveis, principalmente os usuários dos diversos serviços sociais oferecidos pela administração municipal, a Secretaria da Assistência Social e Habitação, em parceria com os Conselhos Municipais, promovem a V Conferência de Integração dos Direitos às Políticas Públicas. O evento está sendo realizado nesta segunda e terça-feira (3 e 4), no Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) da Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac).

A abertura oficial foi prestigiada por autoridades, convidados, presidentes de Associações de Moradores, usuários dos Centros de Referência Assistência Social (CRASs), servidores municipais e representantes dos conselhos municipais de Assistência Social, dos Direitos da Criança e do Adolescente, da Promoção Igualdade Racial, dos Direitos das Pessoas com Deficiência e do Idoso, lotando o auditório do CCJ. O evento também contou com grande participação de portadores de deficiências, sendo realizado em um local acessível e com intérprete em libras.

Serão dois dias de palestras, debates e reflexões, tendo como tema principal a “Garantia de Direitos no Fortalecimento do SUAS – Sistema Único de Assistência Social”. O vice-prefeito Juliano Polese enfatizou a importância das Conferências em âmbito municipal, como forma de melhorar os serviços prestados à população. “Que possamos, a partir do debate, encontrar alternativas e soluções para as necessidades do povo. O poder público tem esse compromisso de ouvir a comunidade para que juntos possamos construir um futuro melhor para nosso município”, diz.

Para o secretário de Assistência Social e Habitação, Samuel Ramos, Conferências são espaços abertos para o exercício do controle social. Em Lages existem aproximadamente sete mil famílias que vivem em situação de extrema pobreza. “Daqui lançaremos diretrizes de fortalecimento do SUAS e da política pública aos mais necessitados”, destaca.

Outro objetivo importante do evento é trazer para o debate os usuários dos serviços do município para que o desempenho dos instrumentos sociais seja avaliado. “Precisamos ouvir da população no que as políticas públicas podem melhorar. Outro problema é que muitos usuários desconhecem seus direitos, o que precisam ser garantidos pelo poder público”, comenta a Secretária Executiva dos Conselhos Municipais, Ana Paula Tein.

A abertura contou com a apresentação do grupo Percoral, que se trata de um projeto social de musicalização das crianças e adolescentes que usufruem dos serviços oferecidos pelos CRAS. Eles utilizam instrumentos de percussão alternativos, como latas e galões velhos para fazer os ritmos brasileiros que deram origem ao samba.

Fotos: Marcelo Pakinha