A UTOPIA DO PÃO E CIRCO AINDA VIVE – Isso dura até acabar o dinheiro alheio e as servas do um País.

A UTOPIA DO PÃO E CIRCO AINDA VIVE – Isso dura até acabar o dinheiro alheio e as servas do um País.

 

É IMPOSSÍVEL DISTRIBUIR O QUE NÃO EXISTE NOSSA

Imagens: cecgp.com, campal.com e correiobraziliense.com

 

Essa mania de querer distribuir a renda sem tê-la, acaba sempre nisto: déficit público, desorganização total nos indicadores econômicos, aumento dos privilégios e do toma lá da cá.

E o pior que o resultado é a acomodação do capital humano que se vicia com o paternalismo e, sem aspiração para chegar a protagonista, não cresce.

Esse, geralmente é uma cenário legado pelos projetos socialistas de poder. Eles esbarram sempre na questão econômica.

Certa vez Margaret Thatcher disse: “O socialismo só dura até acabar o dinheiro dos outros e as reservas do País”. E no Brasil, Delfim Netto disse: “Não há como dividir um bolo sem tê-lo”.

20200329102545215202o

Nós aqui do Portal também concordamos que distribuir o que não se tem não é sustentável. Para distribuir renda é preciso ter a fonte para a sustentabilidade nos programas sociais, senão vira tiro no pé.

Pior é que o discurso demagogo, muito próprio da esquerda, ainda vive, ecoando por aí. Pode até ter tempo de fazer com que o Real vire um Bolívar Soberano da Venezuela.

Deus nos livre da hiperinflação de mais de 80% ao mês dos tempos de Sarney!

Deus nos livre, também, da volta desses projetos malucos do paternalismo! Eles podem voltar a iludir os pobres, pois ainda não foi jogada uma pá de cal sobre a utopia do pão e circo!

ERON PORTAL

(Nossa opinião já em 05.10.19)

Texto: Eron J Silva.