CORRETA OCUPAÇÃO DO SOLO URBANO E MEIO AMBIENTE – Temas que precisam estar no topo da agenda e dos planos de governo nestas eleições

CORRETA OCUPAÇÃO DO SOLO URBANO E MEIO AMBIENTE – Temas que precisam estar no topo da agenda e dos planos de governo nestas eleições

FILOSOFIA DO MAU POLÍTICO:

Obras que ficam enterradas ou de interesse coletivo não aparecem e nem têm placa inaugural; mas atender flagelado rende voto em toda eleição.

 

PRIORIDADE DA CORRETA OCUPAÇÃO DO SOLO URBANO E MEIO AMBIENTE PRECISAM SER DESTAQUES NA AGENDA E NOS PLANOS EM DEBATE DURANTE AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES.

Hoje faltam políticas públicas sérias e adequados investimentos para o planejamento urbano.

O problema é que muito administrador ganha projeção e nome porque faz o marketing do atendimento a atingidos por desastres naturais; é um ‘flagelado de pé enxuto’.

Mas logo o eleitor perceberá que ao invés de reeleger, precisa é mandar pra casa o político que gosta de combater os efeitos, não as causas dos problemas que afetam sua população.

 

MAIS CEDO

 

CATÁSTROFES:

 

SOBRAM ÀS CLASSES MAIS POPULARES OS ESPAÇOS QUE SÃO DAS ÁGUAS

Por falta de planejamento no setor público, senso de prioridade, vontade política e o subdesenvolvimento, os menos favorecidos acabam sendo os que mais sofrem com os desastres naturais.

Também, até por questões culturais e históricas, quase toda cidade é fundada na beira de um rio.

E geralmente para os mais pobres sobram os lugares que são das águas e os recortes da natureza, isto é, os morros e as encostas.

 

A SEGUIR

 

REFLEXÕES SOBRE A INDEVIDA OCUPAÇÃO DE PARTES DO SOLO URBANO PELA POPULAÇÃO E NO MEIO RURAL PELAS ATIVIDADES NO CAMPO

 

A pobreza – sem culpa – também acaba impactando o meio-ambiente e potencializam os efeitos dos desastres naturais.

 

QUANDO O POBRE PODE PASSAR DE VÍTIMA A UM ADICIONAL AOS PROBLEMAS AMBIENTAIS

Como falta geração de riqueza o suficiente para investimento na alteração do modelo de ocupação do solo urbano e de produção rural, eventos naturais viram desastres e potencializam seu impacto na vida das pessoas.

Quem mais sofre com a falta de riquezas para corrigir a inadequada ocupação do solo são as camadas mais pobres da população. Elas precisam de espaço para viver e de comida para sobreviver. Mas no fim quem também é agredido é próprio meio ambiente.

 

Tragédia anunciada

 

Só quando percebemos os efeitos dos extremos – de fortes chuvas e de prolongadas secas – é que podemos sentir a tragédia anunciada para um futuro próximo com a histórica ocupação do solo no Brasil.

Como dissemos antes, é só ver que sobram aos pobres os espaços que são das águas, tanto na cidade como no campo, atos de ocupação que são cobrados pela natureza em períodos de fortes chuvas e durante estiagens e crises hídricas.

Os menos favorecidos dentro da estrutura social são os que mais sofrem, sofrimento este que acaba potencializando os efeitos dos desastres naturais.

Os desastres naturais estão acontecendo periodicamente e com mais intensidade. A comunidade científica atribui a maior ocorrência desses fenômenos como efeitos das atividades humanas, especialmente da indústria e da produção de alimentos, que aumentam o efeito estufa.

Só que não dá para se esquecer da má ocupação do solo urbano e o rural, onde as pessoas da base da pirâmide demográfica vivem e é de onde tiram o sustento.

 

 

INVESTIMENTOS E MODERNIDADE AMENIZARIAM O PROBLEMA

É bom citar que já há técnicas sofisticadas para se produzir e se viver sem agredir a natureza. Mas para isso é preciso de recursos.

O aumento demográfico e as necessidades humanas é que justificam maiores atividades econômicas e de geração de alimentos no campo e moradias populares nas cidades.

No campo se ocupam reservas e áreas impróprias. Nas cidades os melhores espaços vão para classes mais abastadas. Então. restam os piores lugares para os pobres, com mais pavimentações, mais edificações e ocupação irregular de espaços que são das águas. A POBREZA TAMBÉM É AGRESSIVA AO MEIO AMBIENTE

 

MODERNIDADE É QUE VAI AJUDAR

No Primeiro Mundo já se criam gado em perfeita harmina com florestas e se produzem grãos quase sem agressão ao meio ambiente. É uma atitude sustentável mas que precisa de recursos.

No Brasil, agropecuária e ocupação urbana são do século passado. Em cidades, moradias das faixas populares estão mais em lugares que são da natureza. Mas no campo aqui já começa a perfeita convivência entre pecuária e florestas.

Parece-nos que há mesmo falta de riqueza para mais investimentos em nosso modelo produtivo rural e de ocupação do solo nas cidades.

Produção do campo: por falta de recursos para tecnologia, ainda desmatamos para produzir grãos e para a pecuária.

RESUMO DE EXEMPLOS

Resumindo, tanto no campo como nas cidades sobram os piores lugares para os pobres; produção rural é mais em áreas impróprias e se derruba e se queima floresta; nas áreas urbanas, moradias e pavimentações estão em lugares das águas; e muitas construções são irregulares e estão em reservas.

Novidade: já há no Brasil tecnologia que permite produzir grãos com menos agressão ao meio ambiente e a produção de pecuária com a convivência pacífica entre animais com florestas.

 

O Brasil já disse em Davos que a pobreza é uma das maiores inimigas do meio ambiente.

Realmente falta capacidade para se investir em nosso modelo de produção e de espaço do solo urbano. É arcaico e perverso, pois penaliza os mais pobres.

Nas áreas urbanas, massas pobres tem que morar, produzir e sobreviver em lugares que são da natureza. E nas rurais também acontecem os fatos acima.

A pobreza não tem culpa disso! É o que lhes sobra. E e claro que os problemas não são só esses, há muitos. Mas a pobreza é fator grave e um compromisso de todos nós.

Veja onde vivem, produzem e sofrem as massas mais desprotegidas. E o que é mais grave, naqueles lugares que são da natureza.

Só pela via do desenvolvimento é que o Brasil vai melhorar a situação. A história vai comprovar isso.

Senão vejamos:

Nós aqui podemos afirmar que tudo o que acontece agora em relação à pobreza é devido à falta de planejamento no passado, por omissão de muitos e por falta de decisão política para enfrentar de frente o problema.

 

A VISÃO DE PAULO GUEDES/ECONOMIA

 

SOBRE A FALA DO MINISTRO

 

 

O Eron Portal também entende que tudo indica que cada vez será maior esse problema se não houver desenvolvimento, assim como disse o ministro Paulo Guedes.

É que mesmo com índices demográficos declinantes, o aumento da população vulnerável será um fato progressivo, especialmente no Brasil.

A situação acima na ocupação do solo é que faz potencializar os efeitos das catástrofes naturais. Elas sempre existiram. Desde os  tempos bíblicos.

Hoje tem mais visibilidade por questões óbvias – a tecnologia – e porque atingem cada vez mais gente sofrida.

É claro que há vastas áreas usadas para produção de alimentos, ocupação de matas para a pecuária e extração de elementos minerais do subsolo.

Mas isso acontece em todo o Planeta, até porque os fatores básicos de produção nas economias são: natureza, capital e trabalho.

Quer dizer:

O caminho para a redução das agressões ao meio ambiente será pela via do investimento em modernos projetos de produção para a geração de riquezas e de alimentos.

Quanto à polêmica em Davos, é muito fácil pinçar uma frase do contesto de uma declaração, distorcer e fazê-la um cavalo de batalha, conforme nos convém.

É comum se querer encontrar uma unha encravada no dedinho mínimo do pé da garota símbolo do carnaval. Isso repercute e mexe com as emoções da plateia.

 

~~~~~

 

ANEXO

A RESPONSABILIDADE É DE TODOS NÓS

As novas gerações vão nos odiar pelo tratamento que damos às boas intenções e ao Planeta. Maltratamos do meio ambiente e junto com ele as pessoas mais pobres.

Como em economia se tira da terra ou de alguém, resta à maioria os piores lugares para viver. Quer dizer, por questões econômicas e produção equivocada das riquezas, apenas para serem acumuladas, maltratamos a natureza e as massas de trabalho.

Só para se ter uma ideia, desperdiçamos mais de 40% dos alimentos, da água tratada e da energia. Coisa que a natureza tem de repor depois.

 

AGORA O OUTRO LADO DA MOEDA:

 

A MÁ OCUPAÇÃO DO PLANETA É O QUE MAIS POTENCIALIZA OS EFEITOS DAS CATÁSTROFES NATURAIS.

Como já dissemos em relação aos maus líderes que envergonharam o País, também o diremos em relação a nós. Assim que as novas gerações forem se entendendo por gente irão ficando perplexas e nos odiando pela maneira com que usamos este planeta.

Para retirar recursos naturais, alimento, água e energia e suprir o conforto da civilização, destruímos aquilo que é de todos. E a maioria das pessoas tem de ir para o ralo do meio ambiente.

A começar já na ocupação do solo pela maioria vulnerável cometemos barbaridades. Com o aumento natural da população e a má gestão da coisa pública, cometemos absurdos por falta de planejamento e previsão.

Sempre deixamos para amanhã a solução dos problemas previsíveis. Fechamos os olhos para amontoados de gente em áreas que são das águas: lagos, banhados, riachos e locais mais baixos. Tudo porque os mais influentes precisam lucrar e viver no conforto.

Resultado: assim que chove a água vai buscar seu espaço, até dentro das nossas casas.

E é bom que se diga que as catástrofes sempre existiram, o que existe, hoje, são seus efeitos atingindo diretamente as populações. Pois como invadimos o lugar da natureza, potencializam-se os estragos e sempre há muito mais repercussão.

Também é óbvio que há o efeito estufa, que vem da queima de petróleo, florestas, materiais e do desmatamento. Outra falta de consciência e de competência do homem.

E isso não é “privilégio” só do Brasil. Agora mesmo a Austrália deixou arder em chamas as maiores áreas de florestas já queimadas. Que o diga o urso koala.

 

~~~~~~~~

 

REFLEXÃO

ESPAÇO PARA REFLEXÕES SOBRE AS COISAS DE DEUS

Nunca percebemos o tamanho do zelo do Criador por nossos passos.

 

PODEMOS VER SUA PRESENÇA EM TUDO, MAS NOS FALTA CAPACIDADE PARA O ALCANCE.

Até a perfeição do andar do Universo já é um exemplo.

 

A PERFEIÇÃO

Não há como se falar em Deus sem lembrar da perfeição.

Como nem poderia ser diferente, o que é Divino sempre é perfeito. A começar pelo funcionamento do Universo e da vida.

 

A MAIOR MANIFESTAÇÃO DE PERFEIÇÃO É A MENSAGEM DO FILHO DE DEUS.

 

Jesus pregou apenas três anos. Mas sua mensagem é um sucesso até hoje. Em tudo ela foi perfeita!

VEJA:

Ele foi o maior comunicador que pisou na Terra;

Foi o maior educador de que tivemos notícia;

Foi o maior promotor social. Ele transformou humildes, simples pescadores, sábios e até incrédulos em fenômenos de sabedoria;

Cristo foi o precursor do marketing.

Ensinou a todos como fazer a mensagem atingir seus objetivos rapidamente. No seu tempo já foi usada uma perfeita estratégia de comunicação.

Tanto que sua pregação pode ser apontada como fundamento para a comunicação moderna para divulgar um produto.

Ele foi o primeiro comunicador de alguma coisa ou de uma ideia a usar as três peças básica na divulgação de um produto: um nome (Jesus), um slogan (a salvação através do bem e do amor ao próximo) e um simbolo (a cruz).

Foi o melhor médico que os enfermos conheceram. Ele ensino todos que o procuraram para alguma cura a ser um médico: “TUA FÉ É O TEU REMÉDIO! E TAMBÉM O REMÉDIO DO TEU SEMELHANTE COM ALGUMA DOR…).

Foi o mais perfeito divulgador da segunda boa nova: sua ressurreição.

Escolheu o mais sensível dos seres humanos para aparecer, ao terceiro dia: a mulher.

Um homem, provavelmente iria querer ver as chagas deixadas pelos pregos e as marcas das chicotadas…

 

~~~~~~~~~~~

 

REFLEXÃO – II

 

VAMOS APRENDER A DIVIDIR O QUE TEMOS POUCO?

 

Deus divide conosco o que Ele tem de melhor. Nós dividimos com o semelhante só o que nos está sobrando.

Quando alguém nos pede comida, vamos à dispensa ver se há pão seco. Deus nos deu o que tinha de melhor: Seu Filho.

O ideal seria que tivéssemos a capacidade e o desprendimento para dividir a última gota de amor, mesmo em nossas horas de maior abandono e desprezo.

Já o Filho de Deus usou até seu último sopro de vida para o exercício do perdão a quem era sacrificado ao seu lado e demonstrara arrependimento.

Um belo exemplo de que o mais valioso é o pouco que ainda nos resta.

Pois é tudo o que ainda temos!

 

REFLEXÃO – III

 

A LEI DO RETORNO

No ano passado um episódio comprovou que nem aquilo que ainda nos resta nos fará falta.

Bateu à porta da redação deste Portal um casal cuja a esposa recém saíra do hospital. Eram por volta das 13 horas. O marido resumiu a história de forma convincente e pediu alguma comida.

No momento só tínhamos o almoço pronto para uma pessoa. Reforçamos com pão, um copo de leite e um café e servimos.

Conversando com eles enquanto comiam, descobrimos que estavam em viagem de Lages para Canoinhas/SC. Contaram que só dispunham da passagem da mulher. Ele iria à BR batalhar ama carona porque faltavam uns 10 reais para ir de ônibus.

Ainda tínhamos no bolso uns 10 reais que que entregamos ao rapaz.

Não é preciso dizer que fizemos almoço em seguida e este Portal não precisou sair do ar por falta daquele dinheiro que doamos.

Seguimos nossa caminhada e estamos aí, cumprindo com nossa missão.

Pode ser porque isso foi natural.

Mas o que temos certeza é de que naquele momento demos a eles o máximo possível: tudo o aquilo que eles precisavam e só o que tínhamos naquela hora.

 

NÃO COMPARANDO A GRANDEZA DA HISTÓRIA E DOS PROTAGONISTAS, MAS VEJA:

 

Jesus Cristo e alguns apóstolos passavam diante de um mendigo e aleijado.

Um cobrador de impostos jogou na cestinha uma das maiores moedas da época.

A mulher pobre pôs duas das moedinhas DE de menor valor.

Jesus observou:

A esmola da mulher pobre e viúva foi a de maior valor: era tudo o que ela tinha.

 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

 

ANEXOS

 

SEMANA SANTA, PÁSCOA E NATAL

 

TEMPO DE REFORMA DE ATITUDES E DE RENASCIMENTO.

Bom tempo de a gente ir ao divã espiritual!

Nunca o mundo precisou tanto de reflexão e de reformulação de atitudes. E não podemos apontar o dedo só para o outro. Até porque a repaginação deve ser nas diversas direções: para trás, para os lados, para cima, para baixo e para a frente.

Veja que atualmente as SEMANA SANTA E NATAL SÃO APENAS MAIS UNS FERIADÕES E MOTIVOS PARA FESTAS E PRESENTES. Apenas é pausa nos projetos materiais para reflexão sobre nossa conduta, nas más condutas da base da pirâmide, não do seu ápice.

De outra parte, no lado espiritual e de convivência, dá para dizer que grande parte da Humanidade não se entende mais. Está mergulhada no ódio, na intolerância e no egoísmo.

Felizmente a tradição bíblicas nos traz momentos como o da Páscoa para reflexão. Coisa que deveríamos exercitar dodos os dias.

Cremos que a gente deva é cultivar cada vez mais na plenitude a essência da palavra de Jesus: o amor ao próximo.

Os acontecimentos dos últimos anos, tanto perto de nós como no mundo, até em relação ao terror, mostra a decadência de valores no ser humano. Bons temas – auto análise e conjuntura do  mundo – para refletirmos nestes dias.

É bom lembrar: quando você reconhece que Deus é a sua Platéia e Juiz isso transforma tudo o que você faz, tornando você melhor, mais humano, mais fraterno e agente do bem.

 

O QUE DIZ A BÍBLIA?

Vamos refletir em torno do que disse Érico Veríssimo, em sua obra “Olhai os Lírios do Campo”:

“De que serve construir arranha céus se já não há almas humanas para morar neles? Quando o amor ao dinheiro nos estiver deixando cegos, saibamos fazer pausas para olhar as aves do céu e os lírios do campo”.

Diz o sermão da montanha: “Não andeis preocupados com o que comer. Veja as aves do céu, como elas não plantam nem juntam em celeiros. No entanto, o Pai as alimenta; nem se preocupe com o que vestir, {hoje, com o carrão para andar e com a mansão para morar; daqui um pouco tudo isso de nada valerá} as coisas materiais a traça come, a ferrugem corrói e o ladrão leva. Mas o homem só vive na fogueira das vaidade”.

Olhai como crescem os lírios do campo. Não trabalham nem fiam! Pois eu vos digo: nem mesmo Salomão, em toda sua glória, vestiu-se como um deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo que hoje existe e amanhã pode ser lançada ao fogo, não fará muito mais por vós, homens {egoístas} de pouca fé?”

~~~~~~

A REFLEXÃO PUBLICADA DURANTE A SEMANA SANTA PASSADA

O primeiro fundamento da mensagem de Jesus Cristo foi o amor ao próximo. Ele sempre exercitou os sentimentos do carinho, da piedade, da compaixão, da gratidão e do reconhecimento. Colocou sempre a Justiça acima de tudo. E só fez o bem!

Ele sempre mostrou o caminho do amor, da humildade, da bondade, do perdão e da misericórdia.

Cristo perdoou pecadores, avarentos, exploradores e fez cegos enxergar. Também deu olhos a quem não queria ver.

Curou os doentes e amou as crianças. Ressuscitou os mortos de alma, corpo e poucos retornaram para agradecer. Multiplicou pães e peixes para dar de comer os pobres e aos sedentos por esperança. Transformou água em vinho para mostrar que era preciso mudar.

Na tradição da época os casamentos tinham prazo de validade. O milagre da água transformada em vinho foi um simbolismo, como se ampliada alegria da festa, isto significasse, também, ampliar a duração do casamento.

Neste episódio, seu primeiro milagre, Ele atendeu a um pedido de sua mãe: Maria.

Mesmo diante de tantos exemplos, muitos ainda nem lhe dão ouvidos. Estão surdos e cegos – na escuridão – em busca de dinheiro, prazer e poder.

Bem igual aos dias de hoje, quando muitos parecem não terem entendido nada!

Mesmo com a vida toda no caminho do bem, Jesus foi o mais perseguido dos homens. Foi preso, humilhado e morto. Mas cumpriu sua missão! Morreu numa cruz para salvar quem decidir segui-lo! Ressuscitou dos mortos e subiu ao Céu.

O Apóstolo Pedro disse: ”Vã seria nossa Fé se Ele não ressuscitasse!

 

A REFLEXÃO FEITA DURANTE A QUARESMA PASSADA

Há quem diga que Jesus Cristo veio ao mundo para salvar toda a Humanidade. A intenção deve ter sido ESSA. Mas é bom lembrar que para a salvação há que haver arrependimento, aceitação de ensinamentos e de uma vida nova. Isto sobre a visão da religião, que se embasa na Fé. Vamos ficar mais em torno do homem Jesus.

Talvez não tenha sido à toa, penso eu, que Jesus escolheu, até como homem, viver mais entre os do caminho errado e menos entre os justos. Afinal, era preciso mostrar o caminho do arrependimento e da renovação para a salvação.

Há 2017 anos o mundo era muito parecido com o de hoje, onde a maioria pensa em se locupletar, em privilégios, na zona de conforto e ajeitar seu lado. Era um mundo em que também poucos ouviam o clamor das ruas.

A tradição bíblica diz que Deus Pai enviou o Filho para dar jeito no homem. Que Ele se preparou durante 30 anos e pregou apenas durante três, o suficiente para revolucionar e virar ameaça, porque ousou desafiar o Poder Constituído da época.

No Clero (como hoje em nosso Congresso), estavam os verdadeiros vendilhões do Templo. [Ainda bem que o Clero já mudou muito]. Naquele tempo também só pensavam em dinheiro, poder, prazer e conforto.

Revelam estudos mais recentes que no tempo de Cristo a grande fonte de lucros da Igreja e do Governo era a cobrança pela purificação para entrar no Templo. Hoje é igual, alguns agentes públicos cobram para autorizar obras públicas e para “fazer o bem”, como o caso dos políticos.

A passagem bíblica da ira de Jesus com os camelôs vendilhões da época foi simbólica. O alvo do Cristo eram as piscinas de purificação, antes da entrada no Templo. [Escavações arqueológicas teriam descoberto isso.] Portanto, parece que o mundo já era um mar de corrupção e de propina!

Se você pensa que vai continuar errando (pecando) que basta se arrepender para se salvar, pode estar enganado. Só se salva quem se arrepende, não peca mais e adota vida nova. E isso também vale em relação à Lei dos homens.

Mas a mudança de atitude anda cada vez mais difícil. Não só entre os que parecem pensar que vivem noutro Planeta ou noutro Plano, mas, também entre os mortais. Muita gente ora muito e se esquece do semelhante. Nem percebe o mundo em volta. O TER está acima do SER. Há gente que vive na igreja, mas não a leva para casa e para a prática.

Até é possível que quando o Filho do Pai voltar se encorajem a fazer pior do que matá-lo numa Cruz!

 

~~~~~~~~~~~~

 

O Editorial do Eron Portal – Gestos de amor ao próximo no Natal

Três fatos divulgados pela mídia merecem notoriedade pois até emocionam. São elementos transformadores neste mundo cruel e de egoísmo. São atitudes que as pessoas conseguem mais facilmente, quando motivadas pelo espírito do Natal.

A “Mamãe Noel do Lixo”, é uma caminhoneira da coleta do lixo de Porto Alegre. Ela iniciou seu “Natal da Criança Pobre”, restaurando brinquedos que as pessoas descartam no lixo. Recuperava as peças em casa com participação de familiares e amigos. A iniciativa logo motivou a população a doar brinquedos novos. Hoje, esse é um dos projetos mais lindos, fazendo milhares de crianças muito felizes.

Outro exemplo foi nos Correios,onde este ano chegaram mais de 750 mil cartas endereçadas ao Papai Noel por crianças que não teriam presente neste Natal. Na semana passada, a expectativa era a de que todas as cartinhas seriam atendidas graças aos padrinhos que aparecem.

E a terceira história é daqui de Lages. Um senhor perdeu todo o dinheiro do pagamento, logo após sair da Casa Lotérica. A família recorreu ao Facebook e logo apareceu um Papai Noel para para impedir que ele ficasse sem dinheiro neste Natal.

Exemplos como estes mostram que nem tudo está perdido. Que o mundo tem jeito. Que ainda existem pessoas que exercitam o amor ao próximo ensinado por Jesus. E que um dia o espírito de Natal ainda vai permanecer pelo ano inteiro. Até porque o mundo, hoje, é uma aldeia global. Tanto os maus como os bons exemplos ganham repercussão.

A festa natalina é a maior de todas, seguida do dia das mães, páscoa, dia da criança, dos pais e dos namorados. Em todas estas datas a gente vem percebendo mudanças de comportamento da população. Provavelmente seja também porque há pessoas interessadas em dar a devida repercussão às boas atitudes.

Ainda bem que o Natal não é mais apenas uma data para troca de presentes, festas com produtos que nem tem muito a ver conosco;e enfeites relacionados ao inverno quando estamos no verão. Enfim,era uma data, até bem pouco,mais para extravagância e materialismo, em que o Papai Noel vinha se transformando num personagem até mais famoso que o aniversariante do próximo dia 25.

O Natal deve ser uma das inúmeras pausas ao longo do ano para deixarmos um pouco de lado a corrida atrás dos bens materiais e do prazer. Jesus disse: coisas materiais a traça come, a ferrugem corrói e o ladrão leva. Que o Pai veste os lírios do campo e alimenta as aves do céu melhor que muito rei. Então, faça o bem que tudo virá naturalmente.

~~~~~~~~~~~~

ESTE POST NÃO TEM A PRETENSÃO DE DOUTRINAR, É APENAS NOSSA ANÁLISE DIANTE DA NATUREZA – Veja algumas evidências de que algo supremo existe.

FENÔMENOS, EVENTOS E TAMBÉM RESPOSTAS SEVERAS A QUEM OUSA DESAFIÁ-LO OU DESPREZÁ-LO.

REFLEXÕES DO SITE

Há fenômenos e eventos que regem sua vida e você nem percebe que são provas da existência de Deus. Também há fatos contra quem ousa desprezar ou desafiar o poder de Deus que não aconteceram por acaso.

E olha que não deveremos estarmos sós nesse Universo.

Quanto aos fenômenos, observe que há no Universo essa alternância de dia e noite e a perfeição do seu funcionamento. Isto sugere que alguém está no comando; a natureza tem sua exuberância e equilíbrio; o ser humano com sua capacidade intelectual, sensibilidade e um mapa genético.

Aí algumas das provas da origem divina de tudo.

Os fatos contra os que ousam desafiar ou desprezar o poder de Deus, não por acaso, vieram como castigo em seguida. E os que não acreditam ou que zombam de Deus, geralmente tem um fim surpreendente.

Por exemplo, o dono do Titanic disse que tinha um navio que nem Deus afundaria; John Lennon disse que os Beatles foram mais famosos que Jesus; Tancredo Neves disse que depois dos pouco mais de 300 votos do Congresso nem Deus o impediria de ser presidente, só para citar alguns casos.

Por fim, também não entenda isto como doutrinação, porém como reflexão e prova divina. Mas, como qualquer produto, o universo e o ser humano também são acompanhados do manual do fabricante: o Manual do Fabricante do Universo.

(Tancredo foi eleito pelo Colégio Eleitoral).

Cremos, portanto, que como somos parte do projeto de Deus, certamente que Ele sempre nos guia pelos caminhos da sabedoria e com certeza nada nos faltará.

VEJA O MANUAL DE INSTRUÇÃO DO CRIADOR DO UNIVERSO

Mas qual seria esse manual de orientação para uso dos produtos do projeto de Deus: o Universo e a Vida?

Com certeza as palavras que Ele nos ditou são as que regem tudo no Universo.

O MANUAL MAIS PERFEITO

Não que estejamos pregando qualquer messianismo. Nada a ver com isso e nem com ideologia.

A seguir é apenas uma análise da perfeição da Obra de Deus que por si só comprova que deve haver mesmo alguém ou uma força no  comando de tudo.

Então vamos para algumas reflexões

Já parou para pensar a perfeição que é o Universo?

Quando foi que não veio um dia após o outro?

Alguma época da existência do Planeta ficou sem essa alternância espetacular entre o dia e a noite?

O fato é que nunca foi quebrada essa lógica!

Também isso não se trata de estarmos defendendo sequência alguma, nem no comando de nossa vida, além de Deus.

Mas essa regra também ocorre entre as gerações. Uma vem após a outra. Nunca foi quebrada a ordem das coisas.

Certamente seja porque deve haver mesmo um Arquiteto que traçou tudo, que fez o projeto, que o executou e que agora comanda essa nave.

Muitos e muitos o chamam de Deus. Outros de Força Suprema. Alguém pode até nem acreditar que Ele existe, como os ateus.

Mas, o fato é que nada é tão perfeito como a obra do Universo e da vida. Por isso acreditamos que sempre tudo é direcionado para o melhor.

EXEMPLO EM NOSSO COTIDIANO

Observe que todo produto é acompanhado pelo manual do fabricante para a orientação de como usá-lo. A começar pelos eletrodomésticos.

Não há diferença na orientação do Universo e do homem. Então devem ser criações divinas mesmo!

Com certeza o Criador de tudo deve ter inspirado ensinamentos a serem observados como regras padrão a serem seguidas para que tudo funcione tão perfeito assim também em nossas vidas.

Logo, Ele deve ter psicografado alguma coisa para servir de manual de uso de suas criações que são o mundo e os seres vivos.

Se analisarmos bem, existe um manual, uma tábua de condutas – uma espécia de código – para orientar esse tão perfeito funcionamento: o do Universo e o da vida.

Veja

O Gênesis, que é a essência da história da criação, pode ser considerado o primeiro capítulo do manual de utilização do Universo.

Em Êxodo, é explicada a liberação do povo hebreu. Em Números, estão as crônicas, dinastias e a genealogia do Povo das 12 Tribos. Em Levítico, estão as Leis Divinas, a fonte do direito, as especificações de conduta no mundo, a decodificação das Leis. Em Deuteronômio são explicados os benefícios pelo cumprimento das leis e os malefícios da desobediência.

Dificilmente quem segue uma linha de conduta correta e sadia, em sintonia com isso tudo, não vive uma vida bela e não vai ser um sucesso, um vencedor!

Nos manuais dos produtos que compramos, os fabricantes orientam, por exemplo, que o chuveiro não deve ser ligado logo. Deve se esperar a água o ir aquecendo aos poucos. Primeiro é aconselhado acionar uma ducha fria para depois usá-lo em busca da água quente. Aí ele chega o perfeito e duradouro funcionamento.

Portanto, quem não segue o manual de orientação do fabricante do Universo pode experimentar malefícios. Há gente que não segue o caminho natural e correto. Esse tem colhido mais tempestades que dias ensolarados.

ENTÃO

Precisamos observar e seguir melhor as orientações do maior best seller de todos os tempos: a Bíblia.

CONSTRUA SUA VIDA SEM PRATICAR MALDADES E RECEBER PUNIÇÃO PORQUE PRODUZIU DESAFETOS.

Aprenda a conquistar corações e mentes para atrair melhores fluidos, coisas boas, sucesso e felicidade!

No manual de instruções do Construtor do Universo você encontrar respostas e instrumentos para pavimentar o caminho e viver melhor e feliz.



Politica de Privacidade!