PESQUISAS CAUSAM EUFORIA NO MERCADO – Na terça Dólar cai, bolsa sobe e Petrobrás volta a ser a maior.

PESQUISAS CAUSAM EUFORIA NO MERCADO – Na terça Dólar cai, bolsa sobe e Petrobrás volta a ser a maior.

NESTA QUARTA, 03-10, O MERCADO VOLTOU A REAGIR POSITIVAMENTE.

NA TERÇA-FERA, APOS O ANÚNCIO DAS DOS NÚMEROS DAS PESQUISAS IBOPE E DATAFOLHA PARA PRESIDENTE DA REPÚBLICA O MERCADO FINANCEIRO APRESENTOU RESULTADO POSITIVOS. A PETROBRAS ALAVANCOU OS ÍNDICES DA BOLSA, INFLUENCIOU NA COTAÇÃO DO DÓLAR E VOLTOU A SER A MAIOR EMPRESA DO PAÍS.

Após a divulgação das pequisas da corrida pela sucessão presidencial desta semana, o mercado financeiro embarcou numa onda de euforia, como revelaram os analistas. Acreditam que o pico da terça-feira foi impulsionado pelas movimentações da disputa eleitoral.

A interpretação foi que tudo decorreu de que Jair Bolsonaro (PSL) ampliou a vantagem em relação a Fernando Haddad (PT), segundo as pesquisas Ibope e Datafolha, “mesmo após os protestos contra sua candidatura no fim de semana”.

A ideia de uma definição em primeiro turno, mesmo considerada a mesmo considerada ainda improvável por analistas políticos, chegou a ser discutida entre profissionais de mercado.

Essa nova visão do cenário eleitoral gerou a reação mais intensa a uma pesquisa de intenção de votos desde o início das campanhas. E o rali ainda continuou ontem, com a confirmação do quadro pela pesquisa Datafolha, divulgada no início da noite de terça.

Veja os dados publicados na grande mídia:

Na terça-feira o dólar fechou em queda de 2,09%, a R$ 3,933, o menor nível desde 17 de agosto. Há três meses a moeda americana não registrava uma variação tão intensa de fechamento. No caso do Ibovespa, que avançou 3,80%, aos 81.612 pontos, trata-se da maior variação numa única sessão desde novembro de 2016. Com o fortalecimento do real, o ganho do Ibovespa contabilizado em dólar no dia foi ainda mais expressivo: 5,82%. O movimento aconteceu numa sessão de forte giro financeiro – R$ 13 bilhões -, demonstrando o aumento do apetite do investidor. Isso num dia negativo para ativos de risco no mercado externo, o que confirma que, desta vez, o investidor se movimentou olhando apenas para o noticiário político.

Nesta quarta, 03/10, novamente o desempenos da bolsa foi positivo e o dólar caiu.