O BRASIL SE ORGULHA DE PRODUTOS TRADICIONAIS “TIPO EXPORTAÇÃO” – Mas a partir de 2015 maus políticos e más empreiteiras mancharam a marca Brasil

O BRASIL SE ORGULHA DE PRODUTOS TRADICIONAIS “TIPO EXPORTAÇÃO” – Mas a partir de 2015 maus políticos e más empreiteiras mancharam a marca Brasil

LANÇARAM A PROPINA PARA CAPTAR OBRAS PÚBLICAS E ATÉ FORAM LÁ FORA ENSINAR OS GOVERNOS

 

Esse novo produto lançado por algumas empreiteiras e alguns políticos brasileiros virou logo um sucesso: a corrupção através da propina para captar obras públicas.

A Lava Jato foi quem descobriu essa nova mania de fazer política, ganhar dinheiro fácil, além de formar fortes bases parlamentares, sucesso também no exterior – a propina.

A Odebrecht, por exemplo, foi a vários países ensinar como operacionalizar o projeto pagando propina a gentes públicos e políticos.

Foi assim na África, no Panamá, nos Estados Unidos, no Peru… Neste último País, a ação da empreiteira foi na construção da rodovia transoceânica, ligando a Amazônia Brasileira ao Pacífico.

Foi no Governo Lula e tinha objetivo de ganhar tempo e economizar no transpores de grãos para a Ásia, especialmente para a China.

A estrada foi mal feita e até logo estaria cheia de buracos e não transporta quase nada de grãos. Liga o nada a coisa nenhuma, portanto.

PRODUTOS TRADICIONAIS 

O Brasil sempre fez sucesso no marcado internacional com sua pauta de exportações. Sempre ofereceu produtos tradicionais: café, soja, suco de laranja, madeira, minério de ferro, carros, calçados, entre outros. Ainda nos enchem de orgulho!

Mas, há alguns anos, empreiteiras lançaram a corrupção como novo produto e mancharam a “Marca Brasil”. Inventaram uma jabuticaba – fruta que só dá no Brasil – por isso damos esse nome a produtos que só existem no Brasil.

Foi um modelo inaugurado no Governo FHC e depois nos Governos do PT, especialmente o de Lula. Primeiro mal feito foi o Mensalão. Depois ocorreu a transformação do Congresso, do Governo Federal, dos estados e de algumas estatais em balcões de negócios. Objetivo original: formar bases parlamentares no Congresso.

Depois a propina se alastrou na vida pública e virou a nossa jabuticaba também no mercado internacional.

Dizem que se dá o apelido jabuticaba a tudo aquilo típico do Brasil, que só dá no Brasil. É que essa fruta só existe aqui.

Então, a propina para comprar bases eleitorais ficou conhecida como uma jabuticaba.

 

Post original: em 13 agosto de 2020, às 20:11

 

 



Politica de Privacidade!