FÚRIA DA NATUREZA NA SERRA DO RIO DO RASTRO – Drenagem, galerias e canais da estrada não suportaram volume da água pluvial.

FÚRIA DA NATUREZA NA SERRA DO RIO DO RASTRO – Drenagem, galerias e canais da estrada não suportaram volume da água pluvial.

No começo da noite desta quinta, 10, os motoristas que se encontravam na estrada da Serra do Rio do Rastro, entre Lauro Müller e Bom Jardim, na Serra Catarinense viveram uma situação muito perigo.

Ao mesmo tempo que a aventura foi perigosa, também foi única para quem estava no trecho: assistiu-se à fúria da natureza, devido ao alto índice pluviométrico durante cerca de uma hora.

A pista virou um rio com fortes correntezas, formaram-se várias cachoeiras enter as várias curvas da rodovia e houve queda de pedras em diversos pontos e momentos diferentes. Felizmente não houve nada de greve às pessoas e poucos danos materiais em veículos.

Entre 18 e 21 h, estima-se que mais de 200 veículos estavam descendo ou subindo a serra, denominada popularmente de “Serra do Doze”, por ter uma extensão aproximada de 12 KM.