Criador de Capão Alto é prefeito pela 3ª vez

Criador de Capão Alto é prefeito pela 3ª vez

ERON Portal, Lages/SC – O novo prefeito de Capão Alto, Tito Pereira Freitas, foi o vice-presidente da comissão de emancipação do então distrito e quem liderou todo o processo. Comandou inúmeras comitivas até a Assembleia Legislativa para conseguir a aprovação.

No dia 29 de setembro de 1994 o então governador, Antônio Carlos Konder Reis, promulgou a Lei de criação do município. A cidade nem tinha um local adequado para abrigar a solenidade. Foi no então salão da igreja. O Tito foi o primeiro prefeito, em 96, e se e reelegeu. No último dia 1º de janeiro assumiu seu 3º mandato. O vice-prefeito é José Ivonir Branco da Silva (o Zezo/PMDB).

A composição que levou Tito mais uma vez à prefeitura reuniu as maiores forças políticas locais, inclusive o PMDB, adversário histórico.

Como a coligação foi ampla, a nova equipe também é expressiva. Mas, o prefeito observa que as 10 secretarias são conseqüência do crescimento do município, que agora tem estrutura em todas as áreas. A novidade é a secretaria de urbanismo, porque nesta administração pretende melhorar a área urbana.

Suas administrações anteriores se preocuparam mais com o interior, já que o forte da economia está no campo. Capão Alto é um dos maiores municípios em extensão territorial do Estado.

Como primeiro prefeito, teve o privilégio de construir praticamente toda a estrutura básica. Inicialmente a Prefeitura funcionou nas precárias instalações da Intendência. Construiu o atual prédio, a garagem na parte de trás, o primeiro parque municipal, várias escolas no interior, o primeiro posto de saúde da sede, a praça central e investiu em equipamentos para a agricultura e conservação das estradas.

Nas outras administrações (do Bota e do Prego) o destaque foi a ampliação do parque municipal, o centro de eventos, a cancha de laço, a de remate, a estação de tratamento de água e saneamento, a nova sede da Câmara, a creche modelo, a nova unidade de saúde da sede e um conjunto habitacional, entre outros.

Tudo o que já existe no município, justifica, até certo ponto, a existência de 10 secretarias. Na verdade, são tantas as atribuições que o Estado e a União repassam às prefeituras, mediante convênio, que acabam exigindo a contratação excessiva de comissionados para tocar.

Agora, eu sempre tenho dito que se Capão Alto, Painel, Bocaina, Correia Pinto e Otacílio Costa não tivessem virado município o que seriam? Lages o maior município do Estado em território, mas no interior só existiriam meras intendências e sem toda essa estrutura que existe hoje.

 

Movo colegiado

Administração – Luis Fernando Lisboa Reis (foi vereador, presidente da Câmara e secretário);

Agricultura – Marino Madruga dos Santos (foi vereador, presidente da Câmara e vice-prefeito);

Assistência Social – Antônio Mattos Vieira (foi o fundador do PMDB local, suplente de vereador, candidato a prefeito e diretor do Colégio Estadual);

Obras – Edson Lima de Sousa (foi vereador e presidente da Câmara);

Chefe de Gabinete – Rosane de Feitas Madruga (já ocupou esse cargo);

Educação – Rita de Cássia Campos (já foi secretária da área e vereadora);

Finanças – Rodrigo Pereira;

Saúde – Gislaine de Freitas Jesus Antunes Pereira (foi vereadora);

Urbanismo – Anderson Luiz dos Santos; Procuradoria – André Pereira Arruda.


A emoção da posse.
A emoção da posse.
A experiência e liderança: Professor João Edeir (foi vereador quatro vezes).

 

A novidade: Sadiana Arruda Mello Coelho Lopes (foi primeira dama e secretária).
Maior público das posses
Maior público das posses