“Estamos planejando para três anos”

“Estamos planejando para três anos”

ERON Portal, Lages/SC – O Secretário Claiton Bortoluzzi é o 4º entrevistado da série “Novos Secretários”, para minha coluna no Jornal O Momento e aqui para o Portal. É outro que acumula duas pastas: Infraestrutura (Obras) e Planejamento.

Na primeira missão, o início da pavimentação da Rua Nossa Senhora da Penha, já deu mostras de agilidade. Em um mês adequou o projeto, providenciou o saneamento, fez parceria com a SEMASA e correu atrás dos detalhes da licitação.

Mesmo tendo feito um estudo sobre a situação das obras e da estrutura, durante a transição, ao longo do tempo foi deparando com muitas surpresas.

O que mais tem lhe tirado o sono e esquentado a cabeça são os projetos incompletos. No projeto Ponte Grande, por exemplo, não está prevista a pavimentação do trecho BR-282/Bairro Guarujá. Sem ele, a obra não cumpre sua função na plenitude. Vai correr atrás de recursos para isso e complementar o projeto.

Na revitalização do Centro, já com os recursos na mão, vem encontrando muita dificuldade, pois nem foi feita a discussão com o Comércio. Não debateram com a CDL e os Sindicatos.

Mas, o pior está nas operações de emergência, como tapa buraco, conserto de calçamento e construção de pontes. Os equipamentos estavam sem manutenção e faltava capacidade endividamento até para aquisição de materiais. A nova administração recebeu a Prefeitura devendo para cada santo uma vela.

A prioridade será tocar as obras já iniciadas ou anunciadas. Exemplo: as revitalizações do Mercado Público e a do Centro; retomar a obra do Complexo da Avenida Ponte Grande; e prosseguir com a pavimentação da Rua Nossa Senhora da Penha.

Como sua pasta engloba o Planejamento, está sendo preparada uma programação para três anos.

Na obra da Ponte Grande, o desafio será a alteração do projeto, desembaraçar a licitação, incluir o trecho entre a BR-282 e o Guarujá e encaminhar as pessoas que foram desalojadas. Este assunto está sob a responsabilidade da Secretaria de Habitação, que está nos detalhes do conjunto habitacional que vai receber as famílias atingidas.

O custo inicial da obra de pavimentação foi orçado em cerca de R$ 80 milhões, já programados na CEF. Será licitada novamente e tomar o mesmo cuidado da Rua Nossa Senhora da Penha, de só entregar a ordem de serviço com as máquinas roncando, que é a filosofia da Administração Antônio Ceron e Juliano Polese.

 

Claiton entre Francisco Pereira, da CCL, à direita; Á esquerda, o prefeito Antônio Ceron e Jurandi Agostini, da Semasa.
Claiton entre Francisco Pereira, da CCL, à direita; Á esquerda, o prefeito Antônio Ceron e Jurandi Agostini, da Semasa.
O principal desafio da prefeitura era a falta de manutenção dos equipamentos.
O principal desafio da prefeitura era a falta de manutenção dos equipamentos.