A SÍNDROME DO TREINADOR QUEIMADO E DEMITIDO- Clubes candidatos a campeões em arremesso de técnicos/AS BEM HUMORADAS DO FUTEBOL NO ERON PORTAL

A SÍNDROME DO TREINADOR QUEIMADO E DEMITIDO- Clubes candidatos a campeões em arremesso de técnicos/AS BEM HUMORADAS DO FUTEBOL NO ERON PORTAL

TORCIDAS E DIRETORIAS MAIS ATRAPALHAM QUE AJUDAM. SÃO DA MANIA DE MANDAR O TÉCNICO EMBORA APÓS 3 DERROTAS

 

Alguns exemplos

No Internacional, Abel Braga foi contratado para comandar o time até o fim da Séria “A”. Sem mais Nem menos a nova diretoria,  diante das cornetadas da torcida, contratou Miguel Angel Ramírez ( ex-Independiente Del Valle). Invicto, Abelão pediu respeito e teve o apoio da mídia esportiva. Ficou e hoje o Inter virou líder isolado, com uma invencibilidade de 8 jogos.

No São Paulo, Fernando Diniz tirou o time de um ostracismo e devolve a esperança de títulos. Além disso, promoveu uma garotada da base que representa um ativo de mais de meio bilhão em novos jogadores. Só que basta o time do cara sofrer alguns tropeços que já vira dispensável. Até a crônica esportiva demite o Diniz pelo menos duas vezes ao ano. Outros campeões de técnicos queimados e demitidos: Cruzeiro, Coritiba, Vasco, Botafogo, Flamengo, Bahia e Palmeiras. No entanto, exceto o Palmeiras, vivem só andando em círculo.

 

MANIA DE CULPAR O TÉCNICO

NO futebol brasileiro, geralmente a proposta indecente é: “vamos te contratar pra te demitir em 3 derrotas”. Pior foi o caso do técnico demitido antes mesmo de assumir?…

DEU A VOLTA

ABEL BRAGA, DO INTER, DEU A VOLTA POR CIMA: DE TAMPÃO VIROU SOLUÇÃO. INVICTO A 8 JOGOS, ESTÁ BRIGANDO PELO TÍTULO DO BRASILEIRO COM 4 PONTOS DE VANTAGEM. A NOVA DIRETORIA O ESTÁ ENGOLINDO…

 

Na marca do pênalti

       Casos em que culpar o técnico de futebol vira neura. É a tal síndrome do técnico queimado e demitido. E que também é vítima de torcedores violentos e de diretorias só com a função de fazer dívidas, contratando jogadores e técnicos para ter quem demitir. Histórias como a de Coritiba, Cruzeiro, Bahia, Vasco, Botafogo, Flamengo e Palmeiras são exemplos que podem se repetir. Agora o bicho começa a rondar no Flamengo e no São Paulo, as bolas da vez.

No caso do Inter, mesmo com o Abel invicto, a nova diretoria foi atrás do Espanhol Miguel Angel Ramírez, que deve chegar em fevereiro. Abelão está brigando pelo título, mas tem prazo de validade: fim do Brasileirão. Outros casos à vista: no São Paulo até emboscadas torcedores baderneiros fizeram e no Flamengo Rogério Ceni já está na marca do pênalti pela torcida.

 

Chegará o dia que função de diretoria de clube será contratar pra poder demitir

BOTAFOGO JÁ CONQUISTOU UM TÍTULO NA TEMPORADA: O CAMPEÃO EM DEMISSÃO DE TÉCNICOS.

argentino-ramon-diaz-foi-anunciado-recentemente-como-novo-tecnico-do-botafogo-1604699942169_v2_450x337

Foto Uol.com

 

Por incrível que pareça, o Botafogo contratou um técnico e o demitiu antes que assumisse.

Foi o que aconteceu com argentino Ramón Díaz, contratado e demitido antes mesmo de estrear…

Com o Palmeiras aconteceu quase o mesmo, no caso do espanhol Miguel Angel Ramírez que dirigia o Independiente Del Valle/Equador. Acertou com o homem e depois o dispensou. Esqueceu de dizer que queria que assumisse já.

Daqui um pouco a função das diretorias dos clubes do futebol brasileiro será apenas a de contratar jogadores e técnicos só pra poder demiti-los em seguida.

 

MANIAS DOS PRESIDENTES DE CLUBES

Na escala de atrapalho do futebol, aparecem:

1- Os cartolas (cuja função é demitir o técnico);

2- Algumas torcidas organizadas (último exemplo no Flamengo);

3 – Os jogadores mercenários (agora mesmo ocorre no Cruzeiro)

4 – Os treinadores chamados autores (inventam esquemas ineficazes e com isso dão munição para torcidas).

 

HISTÓRIA ILUSTRATIVA

Esses dois casos aí acima nos remetem aos anos 80, no Carnaval do Rio.

Um poderoso diretor de uma rede de televisão, realmente o melhor que já pintou no Brasil, protagonizou uma cena antológica.

Sua rede participava da promoção do Carnaval do Rio. Na primeira noite, ele chegou com sua comitiva ao camarote da sua empresa no Sambódromo da Sapucaí.

O guarda na portaria estava orientado para não deixar entrar nem o presidente da República sem credencias.

Ao barrar esse diretor, recebeu a maior bronca de sua vida!

Depois de muita diplomacia, correia e jeitinhos, disseram quem era o sujeito. Com muito jeito o guarda deixou-o entrar. Mas foi logo reclamar com a Rio Tur sobre sua função que não tinha respaldo algum.

Ao virar as constas, em direção do camarote, o tal diretor, recomendou ao pessoal da emissora: – “Demitam esse cara que me barrou… Vai aprender que o carnaval mudou…”

Alguém alertou: “- mas como vamos demitir se o cara não é nosso funcionário? É da RioTur!!!

Ele: ” – Pois então o contratem e depois o demitam…”

Texto: Eron J Silva