Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Nenhum banner para exibir

Anunciar Empresa
AGORA À NOITE SAÍRAM AS VENCEDORAS DO FESTIVAL “UMA CANÇÃO PARA CRICIÚMA”/SC – Aqui as 3 campeãs, a melhor letra, o melhor intérprete e a melhor torcida.

AGORA À NOITE SAÍRAM AS VENCEDORAS DO FESTIVAL “UMA CANÇÃO PARA CRICIÚMA”/SC – Aqui as 3 campeãs, a melhor letra, o melhor intérprete e a melhor torcida.

JÁ FOI ANUNCIADA A PREPARAÇÃO DA EDIÇÃO DO ANO QUE VEM DESSE ESPETÁCULO QUE MEXEU COM O POVO E MOBILIZOU
DEPUTADO OBTÉM COMPROMISSO DO GOVERNADOR PARA CONCLUSÃO DE OBRAS – Hospital em Lages e Serra do Corvo Branco serão concluídos com recursos próprios.

DEPUTADO OBTÉM COMPROMISSO DO GOVERNADOR PARA CONCLUSÃO DE OBRAS – Hospital em Lages e Serra do Corvo Branco serão concluídos com recursos próprios.

DEMAIS OBRAS DEPENDERÃO DE FINANCIAMENTOS A SEREM BUSCADOS NO ANO QUE VEM, MAS EQUIPAMENTOS DO HOSPITAL TERÃO LICITAÇÃO ANA QUE VEM. Último
NOVA FRENTE PARLAMENTAR VAI CONTRIBUIR COM O MODELO PRODUTIVO CATARINENSE – A Frente do Agronegócio, Turismo Rural e Tradicionalismo é ideia inteligente.

NOVA FRENTE PARLAMENTAR VAI CONTRIBUIR COM O MODELO PRODUTIVO CATARINENSE – A Frente do Agronegócio, Turismo Rural e Tradicionalismo é ideia inteligente.

SANTA CATARINA É MODELO AO BRASIL EM AGROINDÚSTRIAS, COOPERATIVISMO E EQUILÍBRIO SÓCIO ECONÔMICO. O sucesso do setor produtivo catarinense é consequência
NOVO PARTIDO DE BOLSONARO ESTÁ EM ALTA EM SC – Meta é de 1.000 novos membros/dia e diretórios municipais já.

NOVO PARTIDO DE BOLSONARO ESTÁ EM ALTA EM SC – Meta é de 1.000 novos membros/dia e diretórios municipais já.

  "ALIANÇA PELO BRASIL" VIRA O FATO POLÍTICO DA SEMANA E BOMBA NAS REDES SOCIAIS E MÍDIA IMPRESSA DO INTERIOR. Perfil oficial
LANÇADA NOVA FRENTE PARLAMENTAR – A do Agronegócio, Turismo Rural e Cultura Tradicionalista.

LANÇADA NOVA FRENTE PARLAMENTAR – A do Agronegócio, Turismo Rural e Cultura Tradicionalista.

Foi nesta quarta, 13, na ALESC, reunindo representantes destes importantes setores do bem sucedido modelo produtivo catarinense. Na mesa dos trabalhos
OPINIÃO – MINISTRO PAULO GUEDES TEM RAZÃO – A Lei de Responsabilidade Fiscal é inócua sem a cultura da responsabilidade nos gastos.

OPINIÃO – MINISTRO PAULO GUEDES TEM RAZÃO – A Lei de Responsabilidade Fiscal é inócua sem a cultura da responsabilidade nos gastos.

PARA NÓS AQUI DO PORTAL O PODER PÚBLICO JÁ NASCEU COBRADOR DE IMPOSTOS E EXPLORADOR DAS RIQUEZAS NATURAIS E DAS
MUNICÍPIOS SÃO UM FARDO A MAIS PARA O CIDADÃO – Mas só enxugando a folha da Prefeitura e da Câmara já não é preciso incorporação.

MUNICÍPIOS SÃO UM FARDO A MAIS PARA O CIDADÃO – Mas só enxugando a folha da Prefeitura e da Câmara já não é preciso incorporação.

BASTA SUBSTITUIR O LEGISLATIVO POR UM CONSELHO SEM SALÁRIO QUE REDUZ O QUADRO E MELHORA O RESULTADO. OPINIÃO Quando as câmaras de
BEM HUMORADAS DO FUTEBOL NO PORTAL – Técnicos param em pé enquanto os jogadores querem. Dos que derrubaram o chefe só as raposas velhas perderam.

BEM HUMORADAS DO FUTEBOL NO PORTAL – Técnicos param em pé enquanto os jogadores querem. Dos que derrubaram o chefe só as raposas velhas perderam.

TÉCNICO DE FUTEBOL ATÉ PARECE MINISTRO DA EDUCAÇÃO: SE O APARELHAMENTO IDEOLÓGICO, OS MANISFESTANTES E OS GREVISTAS RESOLVEREM, DERRUBAM. Como é

Secretário de Desenvolvimento Econômico de Lages é sabatinado por empresários na ACIL


Esta postagem foi publicada em 1 de dezembro de 2017 Notícias em Destaques Slide Topo.

O ofício protocolado recentemente pelo Grupo Koch junto a Prefeitura de Lages, através do qual o grupo pleiteia a concessão da Escritura Pública de Doação do terreno para implantação do Lages Business Park, trouxe preocupação aos diretores da ACIL, que defendem a criação de áreas industriais com infraestrutura completa para ampliação de empreendimentos locais e vinda de novas empresas.

Os empresários estranharam o fato do Procurador geral do Município se negar a oferecer parecer positivo quanto à concessão da doação alegando não ter recebido o projeto executivo do empreendimento, uma vez que o projeto foi aprovado pelo Conselho Administrativo, formado exclusivamente para aprovação deste projeto, e do qual o procurador é membro e estava presente na reunião em que o mesmo foi aprovado. Como membro do Conselho Administrativo e para entender o porquê desta situação, os diretores receberam nesta segunda feira, 27/11, o Secretário de Desenvolvimento Econômico de Lages, Mario Hoeller de Souza.

O secretário explicou que o Procurador por estar lidando com um patrimônio público está sendo cauteloso, se cercando de todos os cuidados para que futuramente não seja aberto um processo contra esta gestão. “Talvez seja excesso de zelo. Mas é preciso ter cuidado com a coisa pública”, ressaltou.

Com relação a garantia contratual, Souza falou que consta na lei da licitação a necessidade da empresa fazer um depósito caução como garantia, o que deveria ter sido feito na época da licitação e ainda está pendente. No mesmo ofício o grupo Koch explica que em seu entendimento não se aplica mais, pois o negócio foi oficializado na modalidade de permuta e no termo de Doação não consta nenhuma exigência acerca da garantia. Ainda com relação a esta questão, o diretor da ACIL, Carlos Eduardo de Liz, relatou que consta no edital de chamada que se a liquidez da empresa tivesse abaixo de 1% teriam que dar garantia.

Outro fato que está pendente, segundo o secretário, é que existem nascentes de água que não foram observadas no projeto executivo e precisa um reestudo destas áreas. “São pelo menos 6 nascentes apontadas pelo Governo do Estado”, destacou ele.

O projeto do Lages Business Park tem servido de modelo para diversas cidades catarinenses que desejam implantar um condomínio industrial e com a morosidade nesse processo, corremos o risco dessas cidades terem seus condomínios inaugurados antes do nosso. De modelo passaríamos a ser apenas mais um e concorrendo com empreendimentos localizados próximos a portos e rodovias como a BR 101. O empresário Antonio Wiggers compartilhou seu receio de que a morosidade neste processo atrase ainda mais o desenvolvimento de Lages. “Precisamos formar uma comissão externa para auxiliar na análise destas questões e agilizar o processo. Estamos atrasados em tudo. Isso é muito ruim para a cidade”, ressaltou ele.


91 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-