BRASIL: Semana começa com números de óbitos em queda, porém, com número de mortes acima de 100 mil. Início da normalização é esperado para setembro. Mundo: preocupação é com a África.

BRASIL: Semana começa com números de óbitos em queda, porém, com número de mortes acima de 100 mil. Início da normalização é esperado para setembro. Mundo: preocupação é com a África.

MESMO COM AUMENTO DE CASOS E MORTES SÓ EM 7 ESTADOS, SITUAÇÃO É CRÍTICA NO RS, SC E MG. CENTRO OESTE ENTRA EM NORMALIZAÇÃO.

Santa Catarina ainda é o Estado onde mais crescem os números de casos de infectados e de mortes e situação nas emergências é crítica. O que mais preocupa é a capacidade de internamento de urgência que está com sua capacidade no limite.

Segundo o Consórcio de Veículos de Comunicação e o G1 os números de mortes e casos ainda sobem em 07 estados brasileiros. Demais registram estabilidade (10) ou queda (10). Veja logo adiante. Obs. Paraná não enviou dados, considerado os de domingo, em estabilidade.

As próximas  duas semanas serão muito difíceis em alguns pontos, conforme os infectologistas. Atualmente a média de óbitos se mantém em torno de mil/dia.

Mapa dos números nos estados, segundo o G 1 e o consórcio de veículos de comunicação:

Estados

  • Subindo: SC, MG, MS, AM, AP, TO e BA.
  • Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente: PR, RS, ES, SP, DF, GO, MT, PA, PE e PI.
  • Em queda: RJ, AC, RO, RR, AL, CE, MA, PB, RN e SE.

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias em relação aos 7 dias anteriores.

 Domingo
  • Subindo: RS, SC e MG.
  • Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente: PR, ES, SP, DF, GO, MS, MT, AC, AM, TO, BA, CE, PE e PI.
  • Em queda: RJ, AP, PA, RO, RR, AL, MA, PB, RN e SE
Quadro que atualizamos no sábado
  • Subindo: PR, RS, SC, MG, MS, TO e RN.
  • Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente: SP, DF, GO, MT, AC, AM, RR, BA, CE e PI.
  • Em queda: ES, RJ, AP, PA, RO, AL, MA, PB, PE e SE.
 Quandro anterior que atualizamos:
  • Subindo: PR, RS, SC, MG, MS, AC, TO, BA e RN.
  • Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente: RJ, SP, DF, GO, MT, RR, PI e SE.
  • Em queda: ES, AM, AP, PA, RO, AL, CE, MA, PB e PE.

Atualização que fizemos às 13 h de hoje, 11/08.

Fonte: G1 e Consórcio de veículos e comunicação.

~~~~~~~

VACINAS:

Veja universos onde chegarão as primeiras deses da vacina da Universidade de Oxford/Inglaterra.

SAIBA ABAIXO O CUSTO E O QUE O MINISTÉRIO DA SAÚDE ESTÁ ADQUIRINDO COM ESSE CONTRATO DE INTENÇÕES DA VACINA DA UNIVERSIDADE DE OXFORD/INGLATERRA.

Mortes chegam a mais de meio milhão e casos e a mais de 13,3 milhões no mudo. Mais de 700 mil mortos corresponde a uma das 10 capitais de estados médios brasileiros.

Brasil: interior supera números das capitais e Centro Oeste e região Sul são os novos focos de Covid-19 com até 100% de incidência em certos pontos.

Segundo foco em alta: estados do Sul

~~~~~~~~

VACINAS E CONVÊNIOS.

O Brasil acaba de assinar convênio de intenções com a Universidade de Oxford (Inglaterra) para compra das primeiras doses, insumos e transferência de tecnologia de uma vacina  eficaz contra o Coronavírus.

O custo inicial do contrato será da ordem de U$ 121 milhões. A primeira remeça da vacina deverá começar a ser aplicada em dezembro próximo e depois em janeiro.

MORTES NO MUNDO:

Diretor-geral-da-OMS-Tedros-Adhanom

1º lugar – EUA que superou o número de 4,5 milhões de casos (4.407.043).

2º lugar – Brasil que superou 3 milhões de infectados;

3º lugar – Índia, que superou 1,5 milhão;

4º lugar – México;

5º lugar – África do Sul

6º lugar – Itália.

7º lugar – Reino Unido;

8º lugar – Espanha.

~~~~~~

COVID-19 NO MUNDO

Recordes diários de altas de casos e óbitos:

Estados Unidos, Brasil, Índia, México, África do Sul.

No mundo já são mais de 13,5 milhões de casos.

E mais de 750 mil mortos.

~~~~~~~

VACINAS

2020-06-16t191636z_1_lynxmpeg5f1th_rtroptp_4_saude-coronavirus-curevac-alemanha

China, Estados Unidos e Reino Unidos estão adiantados na vacila contra o coronavírus.

A mais adiantada é dos Estados Unidos, que pode ser usada já no ano que vem.

No Brasil uma parceria com a Universidade de Oxford, no Reno Unido.

Mais uma da China, em parceria com o Brasil/SP, também está adiantada.

A eficácia da vacina ainda não está totalmente comprovada, mas é altamente viável sua comprovação. Daí o convênio ainda ser uma espécie de contrato de risco.

Inicialmente serão 30 milhões de doses, sendo 15 milhões em dezembro e 15 em janeiro. A Fiocruz irá fabricar mais 70 milhões de doses no começo do ano que vem.

O público alvo das primeiras doses será a população de risco, ou seja: os profissionais de saúde, idosos e pessoas de qualquer idade, porém, com alto risco devido a seu quadro de saúde.

 

VEJA A SEGUIR O BALANÇO MESES DE JUNHO E JULHO.

 

VEM SE CONFIRMANDO O QUE CIENTISTAS TEMIAM: FLEXIBILIZAÇÃO INDISCRIMINADA LEVE À CONTAMINAÇÃO GENERALIZADA. E VEM SE CONFIRMANDO AUMENTO NO INTERIOR. EM SP, PELA PRIMEIRA VEZ, CASOS E MORTES DO INTERIOR SUPERAM OS DA CAPITAL.

HISTÓRICO DOS NÚMEROS DIÁRIOS A PARTIR DE JUNHO:

Hoje, 12/08, 20  h (Cons. Imprensa), óbitos em 24 h: 1.164; óbitos até aqui: mais de 104 mil; casos de infectados até às 13 h de hoje: 3.123.109.

Ontem, 11/08, 20 h, (Cons. da Imprensa), óbitos em 24 h: 1.242; óbitos até aqui: 103.096; casos confirmados em 24 h: 56.081; casos totais até aqui: 3.112.393; média de casos em 7 dias: 43.474.

Dia 10/08, 20 h (Cons. Imprensa), óbitos em 24 h: 721; óbitos totais até aqui: 101.857; casos de infectados: 3.056.312.

Dia 09/08, 20 h (C. da Imprensa), óbitos em 24 h: 593; óbitos totais: 101.136: média em 7 dias: 1.001; casos de contaminados em 24 h: 22.213; média de contaminados em 7 dias: 43.137; casos totais de contaminados: 3.035.582.

Dia 08/08, 20 h (Cons. Imprensa), óbitos em 24 h: 841; óbitos totais: 100.543; casos de contaminados em 24 h: 46.805; casos totais de contaminados: 2.013.369.

Dia 07/08, 20 h, (Cons. Imprensa), óbitos em 24 h: 1.058; óbitos até aqui: 99.702; casso acumulados de infectados: 2.967.064.

Dia 06/08, 20 h, (C. Imprensa): óbitos em 24 h: 1.226; óbitos totais: 98.644: média de óbitos em 7 dias: 1.038; casos de infectados em 24 h: 54.801; média de casos em 7 dias: 43.396; casos totais de infectados: 2.917.562.

Dia 05/08, 08 h ( C.I.), óbitos em 24 h: 1.322; óbitos totais até aqui: 97.418; casos de infectados em 24  h: 54.685; casos totais de  infectados: 2.862.771.

Dia 04/08 (C.I.), 20 h: óbitos em 24 h: 1.394; óbitos totais: 96.096; média de óbitos em 7 dias: 1.066; casso de infectados em 24 h: 56.411; casos totais de infectados: 2.808.076; média de casos em 7 dias: 46.204. Neste balanço foram computados os números dos estados que não haviam fornecidos os dados no final de semana.

Dia 03/08, 20 h (C.I.): óbitos em 24 h: 572; óbitos totais: 94.702; casos de infectados em 24 h: 18.043; casso totais de infectados: 2.751,665; média de casos em 7 dias: 43.610.

Dia 02/08, 20  h (C.I.), óbitos em 24 h: 514; óbitos totais: 94.130; casos de infectados em 24 h: 24.746; casos totais de diagnosticados: 2.733.622; média de mortes em 7 dias: 1.011; média de casos em 7 dias: 44.817.

Dia 01/08, 20 h (C.I), óbitos em 24 h: 1.048; óbitos totais: 93.616; casos totais de diagnosticados: 2.708.876; m.m em 7 dias 1.017.

Hoje, 31/07 (C.I. 20 h), óbitos em 24 h: 1.191; óbitos totais até 20 h: 92.568; casos de diagnosticados em 24 h: 52.509; casos totais de diagnosticados: 2.666.29 (20 h).

Ontem, 30/07 (C.I.20 h), óbitos em 24 h: 1.189; óbitos totais: 91.377; casos de infectados em 24 h: 58.271; casos totais de infectados: 2.613.789; m.m. em 7 dias: 1.024; m.m. de casos 46.263.

Dia 29/07 (C.I. 20 h), óbitos em 24 h: 1.554; óbitos totais: 90.188; casos de infectados em 24 h: 70.879; casos totais de infectados: 2.555.518.

Dia 28/07 (C.I. 20 h), óbitos em 24 h: 897; óbitos totais: 88.634; casso de infectados em 24 h: 38.252; casos totais de infectados: 2.484.649; m.m. de óbitos em 7 dias: 1005; m.m. de casos em 7 dias: 45.445 (20 h).

Dia 27/07 (C.I 20 h), óbitos em 24 h: 685; óbitos totais: 87.679; casos de contaminados sem 24 h: 26.496; casos totais de infectados: 2.443.480 (20 h); m.m de 7 dias: 1.069.

Dia 26/07 (C.I. 20 h, óbitos em 24 h: 556: óbitos  totais: 87.052; casos de infectados em 24 h: 23.467; casos totais de infectados: 2.419.901; m.m. : 1.074; m.m.acumulada em 7 dias: 45.715.

Dia 25/07 (C.I. 20 h), óbitos em 24 h: 1.111; óbitos totais: 86.493; casos de infectados em 24 h: 48.234; casos totais de infectados: 2.396.434; m.m. de 7 dias: 1.197.

Dia 24/07 (C.I. às 20 h); óbitos em 24 h: 1.178; óbitos totais: 85.875; casos de infectados em 24 h: 58.249; casos totais de infectados: 2.348.200.

Dia 23/07 (C.I. 20 h), óbitos em 24 h: 1.317; óbitos totais: 84.207; casos de infectados em 24 h: 58.080; casos totais de infectados: 2.289.951; m.m. de 7 dias: 1.055.

dia 22/07 (C.I. 20 h), óbitos em 24 h: 1.293; óbitos totais: 82.890; casos de infectados em 24 h: 65.339; casos totais de infectados: 2.231.871; mm em 07 dias: 1.052.

Dia 21/07 (C.I.13 h), óbitos em 24 h: 1.346; óbitos totais: 81.597; casos de infectados em 24 h: 44.887; casos totais de infectados: 2.176.539; m.m. de 07 dias: 1.048.

Dia 21/07 (MS, 20 h), óbitos em 24 h: 1,3 mil; óbitos totais: 81.487; casos em 24 h: 41 mil; casos totais: mais de 2,1  milhões.

Dia 20/07 (C.I, 20 h), óbitos em 24 h: 718; óbitos totais: 80.251; casos de contaminados em 24 h: 21.749; casos totais de contaminados: 2.121.645; m.m. de 07 dias: 1.047.

Dia 20/07 (MS, 20 h), óbitos em 24 h: 632; óbitos totais: 79.890; casos em 24 h: 20.257; casos totais: 2.118.346.

Dia 19/07 (MS): óbitos em 24 h: 716; óbitos totais: 79.488; casso de infectados sem 24 h: 23.529; casos totais: 2.098.389; m.m de 07 dias: 1.055.

Dia 18/07 – (C.I/20 h), óbitos em 24 h: 885; óbitos totais: 78.817; casos de infectados em 24 h: 26.540; casos totais de infectados: 2.065.246.

Dia 17/07, (C.I.) – 20 h – óbitos  em 24 h: 1.110; óbitos totais: 77.932; casos de infectados em 24 h : 33.959; casos totais: 2.048.697; m.m em 7 dais: 1.058.

Dia 17/07 – (M.S.) -19 h),  óbitos em 24 h: 1.165; óbitos totais: 77.851; casos de contaminados em 24 h: 34.177; casos totais: 2.046.328.

Dia 16/07, óbitos em 24h: 1.299; óbitos totais : 76.698; casos de infectados em 24h: 443.829; casos totais: 2.014.738.

Dia 15/07, segundo o MS, óbitos em 24h: 1.233; óbitos totais: 75.376: casos em 24h: 39.924: casso totais: 1.976.748.

Dia 14/07, óbitos em 24h: 1.341; óbitos totais 74.262; média de óbitos em 7 dias: 1.056; casos de contaminados em 24h: 43.245; Casos totais: 1.931.204.

Dia 13/07, óbitos em 24h: 770; óbitos totais: 72.921; casos de contaminados em 24h: 21.783; casso totais: 1.877.959;média de mortes em 7 dias; 1.057.

Dia 12/07, óbitos em 24h: 659; óbitos totais: 72.151; casos totais: 1.866.176 (20h de hoje).

Dia 11/07, óbitos em 24h: 968; óbitos totais: 71.492; casos em 24h: 36.474; Casos totais: 1.840.812.

Dia 10/07, óbitos em 24h: 1.270; óbitos totais: 70.524; casos em 24h: 45.234; casso totais: . 804.338.

Dia 09/07, óbitos em 24h: 1.220; óbitos totais: 69.184; casos em 24h: 42.619; casos totais: 1.755..779

Dia 08/07, óbitos em 24h: 1.187; óbitos totais: 68.055; casos: mais de 1,7 milhão.

Dia 07/07, óbitos em 24 h: 1.312; óbitos totais: 66.878; casos em 24 h : 48.584; casos totais: 1.664.655.

Dia 06/07, óbitos em 24 h: 656; óbitos totais: 65.556; casos 24 h: 21.486, casos totais: 1.626.071.

Dia 05/07, óbitos em 24 h: 535; óbitos totais: 64.909; casos totais: 1.579.394.

Dia 04/07, óbitos em 24 h: 1.111; óbitos totais 64.009; casos: 1.550.176/balanço do C0ns. da Imprensa (13 h).

Dia 03/07, óbitos em 24 h: 1.264 óbitos totais 63.254; casos em 24 h: 41.988; e um total de 1.508.991 de casos confirmados.

Dia 02/07, pelo Consórcio da Imprensa, óbitos em 24 h: 1.277; óbitos totais: 61.990; casos em 24 h: 47.984; casos totais: 1.501.353.  Pelo MS, hoje, 02/07: óbitos: 61,884; 1.252 em 24 h; casos totais: 1.496.858; casos 24 h: 48.105 (MS).

Ontem, 01/07, óbitos em 24 h: 1.057; óbitos totais: 60.713; casos em 24 h: 44.884; casos totais; 1.473.319.

Dia 30/06, óbitos: 59.656; óbitos em 24 h: 1.271; casos em 24 h: 37.897; casos de infectados: 1.400.011 confirmados.

Dia 29/06, óbitos em 24 h: 727; óbitos totais: 58.385; casos totais de contaminados: 1,370.019 (20 h/Cons. Imprensa).

Dia 28 /06, óbitos: mais de 57.658 mil; óbitos em 24 h: 1.109; casos confirmados: 1.345.254 (20 h.

Dia 27/06, óbitos: 57.174 (20 h); casos; perto de 1,3 milhão .

Dia 26/06, mortos em 24 h: 1.055; mortos totais: 55,307; Casos em 24 h 46.906; casos totais: 1.274.972.

Dia 25/06, mortos 24 h: 1.261; óbitos totais: 55.054; casos totais: 1.214.114.

Dia 24/06, mortos: 53.830; mortos em 24 h: 1.185; casos em 24 h, mais de 42.725; casos totais: 1.188.021 (atualização das 20 h).

Dia 23/06, mortos: 52. 771; mortos em 24 h: 1.364;  casos totais: 1.151.479; casos em 24 h: 40.179.

Dia 22/06, óbitos em 24 h: 748: óbitos totais: 51.407; casos 24 h: 24.358; casos totais: 1.111.348 (20 h, consórcio da imprensa).

Dia 21/06, mortos: 50.659 (20 h); óbitos em 24 h: 641; Casos em 24 h: 17.059; casos totais: 1.086.990.

Dia 20/06, Casos: 1.070.139; mortos: 50.058: e casos em 24 h: 968.

Dia 19/06, casos chegam a 1,o58 milhão; Casos sem 24 h – 55.209; mortos – 1.221 em 24 h; mortos totais – 49.090;

Dia 18/06 – Mais de 900 mil casos; mortos em 24 h – 1.204; moratos acumulados- 37.879.

Dia 17, às 13 h – 45.500 óbitos; 934 mil casos

Dia 16/06, Brasil 45.456 mortos;  casos 928.8340; e 37.278 casos em 24 h. Consórcio da imprensa apura que morreram 1.338 vítimas em 24 h.

Dia 15/06 (13 h), vítimas: 43.485; acasos: 873.963.

Dia 14/06 – Óbitos: 43.389; Casos: 867.882.

Dia 13/06 – Óbitos: 42.791; óbitos 24 h ,- 890; casos 24 h – 20.894; e casos totais – 850.796.

Dia 12;06, conforma Consórcio da Imprensa, casos 24 h: 24.247; casos totais: 804.902.

Óbitos totais: 41.901;

Óbitos 24 h: 843.

 

Dia 11/06, atualização do Consórcio da Imprensa – 41.058 mortos. Em 24 h 1.261 mortos Casos: mais de 805 mil.

Dia 10/06 casos – 747.561; Óbitos – 38.701.

Dia 09/06 – Casos 719.449;

Mortes – 37.840 (divulgados às 13 h).

Dia 08/06, Casos, em torno de 800 mil, mortos, 37.359.

Dia 07/06, casos 685.427, mortos 36,5 mil, mortos 24 h, 525.

Dia 06/06, 904 óbitos em 24 h, mais de 35 mil óbitos totais e 651.506 infectados.

Dia 05/06, 1.005 mil óbitos em 24 h, mais de 35.026 óbitos totais, 645.771 infectados e 30.830 casos em 24 h.

Dia 04/06 – recorde de 1.473 óbitos em 24 h; mortos totais, 34.021  e 614.941 casos de infectados.

Dia 03/06, mais de mil mortes, mais de 32 mil mortes totais e mais de 550 mil casos.

Dia 02/06, 1.262 mortos, 31.409 totais e mais de 540 mil casos.

Dia 01/06, mais de 530 mil casos de Covid-19 confirmados; mortes 24 h – 623; mortes totais – 29.937.

Dia 31/05, 29,3 mil mortos e 514.849 casos de Covid-19 confirmados.

Dia 30/05: 28.83343 e mais de 470 mil casos.

 

Frio castiga o cento do País e é apropriado para contaminação pelo vírus. Ministério da saúde se preocupa, agora, com impacto do vírus no interior do País, estados mais populosos. O alerta é do Ministério da Saúde.

Mundo chega a mais de 353 mil mortos e a mais de 5,5 milhões de infectados que desenvolveram a doença. Cerca de 2,5 milhões foram curados.

HISTÓRICO DE 45 DIAS NO PAÍS: CIDADES SUJEITAS A NOVAS MEDIDAS E ONDE JÁ OCORREM MEDIDAS DRÁSTICA.

OMS diz que América do Sul é o novo epicentro atual da pandemia e o Brasil é o mais afetado.

Pontos críticos no Brasil: São Paulo,. Rio de Janeiro, Manaus, Fortaleza, Belém e São Luiz.

 

AVANÇO DA CONTAMINAÇÃO

O avanço da contaminação, agora, é rumo às cidades menores do Centro do País e da Região Sul. Mais de 70% das cidades já tem casos de Covid-19. Algumas pequenas cidades nem possuem UTI e recorrem às cidades polo.

Veja os casos preocupantes: Fortaleza, São Luiz, Belém e Manaus. Essas capitais estavam com ameaça de lockdown mas já começa a ser afastada essa hipótese.

Em melhor situação: algumas cidades do interior do Centro Oeste, do Norte, do Sudeste, de São Paulo, do Paraná e há municípios que tem número zero de mortes. Leitos sobram em cidades do Centro Oeste, onde poderão ocorrer as primeiras flexibilização em setores não essenciais, são suficiente

 

SEPULTAMENTOS COLETIVOS

Só quem ainda não viu um enterro coletivo não tem ideia da dor e

da tristeza que isso provoca…

 

8499527_x720

Manaus bate recorde de enterros

SP - CEMITERIO DA VILA FORMOSA COVID 19 - GERAL - - - - CEMITERIO DA VILA FORMOSA COVID 19 - Vista das covas do cemitério da Vila Formosa na zona leste de . 02/04/2020 - Foto: MARCELLO ZAMBRANA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

download (88)

 

Muita gente que pensa que está livre do vírus que fique sabendo: quase

30% dos mortos têm menos de 49 anos.

 

SITUAÇÃO DO ATENDIMENTO HOSPITALAR NO PAÍS, HOJE, 04/06.

Situação é cada vez mais crítica no Norte/Nordeste. Há Estado, como RN, que dobra o número de casos e mortos toda semana. Hospitais estão perto do colapso.

Mais hospitais de capitais já estão no limite de 100% de lotação e já recorrem a estádios de futebol com hospitais de campanha e leitos privados. Faltam EPIS, respiradores, UTIS e até os testes rápidos.

Ministério promete programa de testagem em massa e estudos para conhecer melhor a doença. Mas o grande problema é que não haverá testes para toda a população e nem no mundo rico.

Mesmo assim, a filosofia atual é defender a vida e a economia (emprego).

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

BALANÇOS ANTERIORES:

BALANÇO DO DIA 06/06

Brasil

Casos – 651.004;

Óbitos em 24 h – 904;

Óbitos totais – 35.901;

Levantamento G1 junto às Secretarias Estaduais sobre mortes  – 36.044.

BALANÇO DE ONTEM, 05/06

Brasil

Casos de infectados – 645.771;

Casos 24 h – 30.830;

Óbitos 24 h -1.005;

Óbitos totais – 35.026.

BALANÇO DE ONTEM, 04/06

Brasil

Óbitos 24 h – 1.473;

Óbitos totais – 34.021;

Infectados – 614.941.;

Curdos: 254 mil.

 

BALANÇO DE ONTEM, 03/06

Mais de 1.000 mortes;

Mais de 32 mil mortos totais;

Mais de 560  mil casos de contaminados

 

BALANÇO DE ONTEM, 02/06

Mortos – 1.262;

Mortes totais – 31.409;

Mais de 540  mil infectados.

 

BALANÇO DE ONTEM, 01/06 (MS)

Brasil

Casos – mais de 530 mil;

Mortes 24 h – 623;

Mortes totais – 29.937,

 

BALANÇO DE ONTEM, 31/05 (MS)

Brasil

Casos – 514.849;

Mortos – 29,31 mil.

 

BALANÇO DE ONTEM, 30/05

Mais de 470 mil casos;

Mortos – 28.834.

 

BALANÇO DE ONTEM, 29/05 (MS).

Brasil

Casos – 465 mil

Caos 24 h – 26 mil;

Mortos 24 h em torno de mil;

Mortos totais – 27.878.

 

BALANÇO DE ONTEM, 28/05 (MS)

Brasil

Casos chegamos a 438.238;

Em 24 h, mais de 26 mil casos;

Mortos 24 h – 1.156;

Mortos totais – 26.754.

 

BALANÇO DE ONTEM, 27/05 (MS)

Brasil

Casos – 391.222;

em 24 h – 16.324;

Mortos – 1.086 em 24 h;

Mortos totais – mais de 25 mil.

 

BALANÇO DE ONTEM, 26;05 (MS)

Brasil

Casos – 377 mil;

Mortes 24h – 807;

Mortes totais – 23,606;

Estamos entre os primeiros do mundo em mortes por dia, exemplo: Brasil, 807; EUA, 620; México, 215.

 

BALANÇO DE  ONTEM, 25/05 (MS)

Brasil

Casos – mais de 368 mil (14 h);

Mortes – mais de 23 mil.

 

BALANÇO DE ONTEM, 24/05 (MS)

Brasil

Casos – mais de 353.211;

Casos 24 h – 15.813;

Mortos 24 h – 653;

Mortos – de 22.666.

 

BALANÇO DE ONTEM, 23/05 (MS)

Brasil

Casos – 347.398;

Mortes 24 h – 965;

Mortes totais – 22.013.

 

BALANÇO DE ONTEM, 22/05 (MS)

Brasil

Somos o 2º no mundo em casos, atrás só dos Estados Unidos;

Casos totais – mais de 314 mil;

Mortos em 24 h – 1001;

Mortos – mais de 21.048.

 

BALANÇO DE ONTEM, 21/05 (MS)

Brasil

Casos em 24 h -18.508;

Casos totais – 310.087;

Mortes em 24 h – 1.188;

Mortos totais – 20.047.

 

BALANÇO DE ONTEM, 20/05 (MS)

Brasil

Casos – 291.579;

Mortos em 24 h – 888;

Mortos totais – 18.859.

 

BALANÇO DE ONTEM, 19/05 (MS)

Brasil

Casos totais – 271.628;

Mortos em 24 h – 1.179;

Mortos totais – 17.971.

 

BALANÇO DE ONTEM, 18/05 (MS)

Brasil

Novos casos – 13.140;

Casos totais – 254.220;

Mortes 24 h – 674;

Mortes totais – 16.792.

 

BALANÇO DE HOJE, 17/05 (MS)

Brasil

Casos confirmados em 24 h – 7.498;

Casos totais confirmados – 241.080;

Mortos em 24 h – 485;

Mortos totais – 16.118.

 

BALANÇO DE ONTEM, 16/05 (MS)

Brasil

Casos – 233.157;

Mortos em 24 h – 816;

Mortos totais – 15.600;

País já é o 4º em em casos e em uma semana aumenta 50% de mortos.

 

BALANÇO DE ONTEM, 15/05 (MS)

Brasil

Recorde de casos diários – 15.305;

Total de casos – 218.203 (MS);

Mortas nas últimas 24 h – 824;

Mortes totais – 14.817.

 

BALANÇO DE ONTEM, 14/05

Brasil

Casos – 202.918;

Mortes em 24 h – 844;

Mortes totais – 13.993.

 

BALANÇO DE ONTEM, 13/05

Brasil

Casos – 188.974;

Óbitos – 13. 235.

Em 24 h -749 mortes.

~~~~~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 12/05

Brasil

Casso totais – mais de 170 mil;

Óbitos totais – 12.400 mortos;

Em 24 horas – 881 mortos;

~~~~~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 11/05

Brasil

Casos – passamos de 165 mil;

Óbitos – 11.519.

~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 10/05

Brasil

Casos – 157.695;

Óbitos – 10.757.

 

BALANÇO DE HOJE, 09/05

Brasil

Casos – 156.897;

Óbito em 24 h – 730;

Óbitos totais: 10.670.

~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 08/05

Brasil

Casos – 145.143;

Mortes – 9,897.

Tendência é o caos total, caso seja rompido o isolamento, diz estudo.

 

~~~~~~

 

BALANÇO DE ONTEM, 07/05

Brasil

Mortes em 24 h – 610

Casos em 24 h, Mais de 9 mil

Casos totais – 135.106.

Total de mortes – 9.146.

~~~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 06/05

Brasil

Casos – 125.218

Óbito – 8.536;

Recorde diário,  hoje, com 615 mortes.

 

BALANÇO DE ONTEM, 05/05

Brasil

Casos – 114.715;

Óbitos – 7.921.

 

BALANÇO DE ONTEM, 04/05

Brasil

Casos – 105 mil;

Mortos – 7,2 mil;

SP já tem a metade do casos e mortos.

~~~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 03/05

Brasil

Casos – 101.147;

Óbitos – 7.025;

Curados – mais de 80 mil.

~~~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 02/05

Brasil

Casos, 92,6 mil;

Mortes – 6.570;

Em 24 h – 421 óbitos.

 

~~~~~~

 

BALANÇO ADE ONTEM, 01/05

Brasil

Óbitos em 24 h – 428

Total de mortos – mais de 6,3 mil;

Casos – aproximam-se dos 100 mil.

 

~~~~~

 

BALANÇO DE ONTEM, 30/04

Brasil

Casos de hoje 7.218;

Casos totais – 85.380;

Mortos de hoje – 435;

Mortos totais – 5.541.

 

BALANÇO DE ONTEM, 29/04

Brasil

Casos hoje – 5,4 mil;

Mortes hoje – 449

Mais de 76 mil casos acumulados.

 

~~~~~~

 

BALANÇO DE ONTEM, 28/04

Brasil

Casos – 71.886;

Óbitos – 5.017

Média de amento diário é de 11%.

~~~~~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 27/04

Brasil

Infectados: 66.501;

Mortos: 4.543.

~~~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 26/04

Brasil

Casos – dos 62 mil;

Mortes – 4.207.

 

~~~~

 

 

BALANÇO DE Ontem, 25/04

Brasil

Contaminados – 57.382;

Óbitos – 3.918.

São Paulo não poderá mais permitir velórios. Corpos chegarão em caixão lacrado e irão diretamente ao túmulo.

 

~~~~~~~~

 

BALANÇO DE ONTEM, 24/03

Brasil

Casos 52.995;

Mortes – 3.670-

~~~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 23/04

Brasil

Infectados – 49,492;

Mortes – 3.313.

 

~~~~~~

 

BALANÇO DE ONTEM, 22/04

Brasil

Casos – 45.757;

Mortes – 2.906.

 

BALANÇO DE ONTEM, 21/04

Infectados – 43.368;

Mortos – 2.761;

Casos entre mais jovens – Já passou longe dos 25% (1/4) o índice de infectados e mortos abaixo de 60 anos.

Na faixa de 30 a 49 anos é onde mais crescem os infectados.

 

~~~~~~~~

BALANÇO DE ONTEM, 20

Infectados – perto dos 40 mil;

Mortes 2.600.

~~~~~~

 

BALANÇO DE ONTEM, 19/04

Casos – mais de 38.654;

Mortes – 2.482.

 

~~~~~~~~~~

 

BALANÇO DE ONTEM, 18/04

Casos – 36.599;

Mortes – 2.347.

 

BALANÇO DE HOJE, 17/04

Casos – mais de 31 mil;

Mortes – 2.141.

Foram 217 mortes contra 209 no dia anterior.

~~~~~~~~

BALANÇO DE Ontem, 16/04

Casos – passam de 30 mil;

Mortes – 1.924.

~~~~~~

BALANÇO DE HOJE, 15/04

Casos – 28.320;

Mortes – 1.736.

~~~~~~

DADOS DE ONTEM

BALANÇO DE HOJE, 14/04

Casos: 25.262;

Mortes: 1.532.

~~~~

BALANÇO DE HOJE, 13/04

Casos: 23,5 mil;

Mortes: 1.331.

 

COMPARE COM OS NÚMEROS DE ONTEM:

Balanço do dia 12/04.

Casos: 22.169 casos confirmados;

Mortos: 1.223.

 

……………………

 

BALANÇO DE ONTEM, 11/04

Casos: 20.727

Mortos: 1.124.

 

Faixa Abaixo dos 60 anos:

Passou de 11% para 15$% e agora está em 23%.

 

A pandemia, em 45 dias, já teve três vezes mais casos e mortes que as epidemias de gripes, dengue e sarampo em todo o ano.

 

~~~~~~~~~~

 

Ontem, 10/04

SP ESTUDA USO DA PM PARA ESPALHAR AGLOMERAÇÕES – Já passam de mil os mortos e chegam a 20 mil os casos/10/04.

BALANÇO DE HOJE, 10/04:

Mortos: 1057;

Casos: 19.947

Covid-19 já matou 3 vezes mais do que as outras gripes e o sarampo, este ano.

Perigo: já passam de 23% as mortes de pessoas abaixo dos 60 anos.

Alerta: ninguém está livre do vírus.

 

NO MUNDO:

Mais de 100 mil mortos:

Mais de 1,6 milhão (1.691.719 mortes);

Estados Unidos: mais de meio milhão de casos e chegando a 20 mil  motos;

Epicentro: Nova Iorque – mais de 5.000 mortos.

 

OUTRAS NOTÍCIAS DA PANDEMIA NO BRASIL:

 

MINISTÉRIO DA SAÚDE CONFIRMA: PICO DA CURVA DE CASOS E MORTES SERÁ NAS PRÓXIMAS DUAS SEMANAS E VEJA A SEGUIR  O BALANÇO DE CASOS E MORTES DE HOJE/10-04.

Compras de insumos e equipamentos para a campanha contra o Covid-19 agora serão concentradas aqui no Brasil. Chegarão máscaras do exterior e Exército fará estocagem.

O que é a Cloroquina?

É um medicamento usado no tratamento da malária e outras doenças e que já vem sendo usado no tratamento dos casos graves dessa pandemia.

Recomendações:

Esse medicamento tem tantos efeitos colaterais que só é usado neste caso, mediante acordo do médico com o paciente e familiares.

POLITIZAÇÃO DA PANDEMIA:

Mandetta: nada pelo retrovisor!

Pelo tom do Ministro após conversas com o presidente, atribuindo ao presidente da República o comando de tudo, o foco deve continuar a ser olhando pelo para brisa no combate ao vírus.

Próximo encontro de ambos será durante inauguração de Hospital de Campanha.

Vários nomes da linha de frente do Palácio do Planalto estão em campo negociando com o Congresso, o qual reclamava da falta de diálogo por parte do Governo.

A tendência é o Governo costurar a formação de uma base parlamentar, porém, dentro da filosofia da  nova política.

Ministro Mandetta sinaliza com a possibilidade de flexibilização do isolamento em cidades sem mortes e onde sobram leitos.

Mais de 85% dos municípios do interior ainda não tem casos nem mortes.

 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

 

BALANÇO DE ONTEM, 09/04: (compare).

 

Com atualização à noite com base em notificações do MS e das secretarias estaduais:

Mortos: 941;

Casos: mais de 17.857;

No mundo: mais de 1,5 milhão de casos e mais de 88 mil mortos.

Estados Unidos já tem mais casos e mortes do que qualquer um dos países.

Conclusão é de que está localizada a pandemia em grandes centros urbanos do Hemisfério Norte.

Aqui no Brasil mais de 80% dos municípios do interior não tem casos registrados.

 

TÉCNICOS ESTÃO CONSERTANDO APARELHOS E UTIs E EMPRESAS FABRICAM RESPIRADORES E OUTROS.

Compras no exterior a caminho. Plano para pico também prevê aviões para buscar recursos técnicos através de compras fechadas na China e outros fornecedores. Providenciar lá fora mais testes, insumos e equipamentos já pensando em abril e maio.

Mas, a curva do gráfico mostra que nosso quadro é um pouco melhor que em outros países.

A partir de amanhã começam a chegar a diversos estados testes rápidos, máscaras e outros.

Previsão é de mais de 23 milhões testes rápidos a serem distribuídas em duas semanas.

 

GUERRA DAS MÁSCARAS E APARELHOS

CONTRA NÓS É A FALTA DE OFERTA E O VERDADEIRO LEILÃO NA COMPRA DE TESTES, EQUIPAMENTOS E INSUMOS. RICOS REMATAM TUDO ANTES.

~~~~~~~~~~~~~~~~

A SEGUIR OS NÚMEROS DE ONTEM PARA COMPARAÇÃO.

BRASIL, HOJE/05-04

OS NÚMEROS DE HOJE/05/04 NO BRASIL: MAIS DE 11 MIL E 100 CASOS E 486 MORTOS. E AINDA HÁ OS CASOS DE MORTES EM EXAME.

Casos no mundo: 1 milhão e 113 mil. Mortos: 62.784.

Casos e mortos no Brasil:

Em 24 horas, mas de 1.000 casos e 50 mortes.

Hoje avanço de casos e mortes preocupa em SP, RJ, CE, AM e DF.

No mundo,  se encaminha para 1 milhão e 200 mil casos e perto de 63 mil mortos.

 

DADOS ATÉ ONTEM

NO MUNDO

No mundo, passa de 1 milhão e 730 casos e mais de 62 mil e 800 mortos. Foram curados mais de 250 mil, dados de hoje/4/04. Começam a crescer os casso na Rússia: mais de 3 mil. Governo anuncia isolamento horizontal.

Na Espanha a curva começa a se achatar, mas o governo prorroga em duas semanas a quarentena.

Na Itália começa a surgir esperança de reversão.

 

NO BRASIL, MEDIDAS DE SOCORRO À RENDA E À ECONOMIA COMEÇAM A ENTRAR EM VIGÊNCIA.

Rombo nas contas do Governo Brasileiro será de mais de R$ 419 bilhões.

E há mais os estragos da pandemia na economia para serem contabilizados.

Unidade entre poderes, executivos e políticos começa a animar.

Congresso garante continuar parceiro nessa campanha e tem aprovado medias em tempo recorde e por vídeo conferência.

 

NOS VIZINHOS

Começa a subir rapidamente a contaminação nos países vizinhos, aqui da América do Sul.

No Peru e no Equador a situação é dramática. Com pobreza e Falta de estrutura, leitos, atendimento e até assistência funerária.

Na maior cidade do Equador, Guayaquil, com mais de 80 mortos, corpos já estão sendo queimados na rua, por falta de condições para enterro ou cremação digna.

Com as medidas de isolamento, as funerárias estão fechadas e não atendem. Por outro lado, os agentes tem medo de se contaminar ao atender vitimas do coronavírus.

 

 

~~~~~~~~

ABAIXO, EVOLUÇÃO DOS DADOS ATÉ ONTEM, 01/04.

RITMO DA PANDEMIA NO BRASIL E O AVANÇO DO VÍRUS NO MUNDO/EUA – No Brasil, pico da curva é no Sudeste e EUA assume a ponta em casos e passa mortes da China e da Itália.

LUTO E MINUTO DE SILÊNCIO NA ITÁLIA: 12.400 MORTOS E 105 MIL CASOS. COMEÇA PANDEMIA NA ÁFRICA: MAIS DE 1.200 CASOS  E 27 MORTOS. MAIS CASOS NA ÁFRICA DO SUL.

Situação já é crítica no Brasil mas no Hemisfério Norte situação é desesperadora. É mais grave a situação devido ao frio, maiores concentrações demográficas e maior globalização.

 

Números de hoje, 01,  às 17 h, revelam que situação no Brasil está entrando na fase aguda e que no Planeta, Estados Unidos já é o epicentro da crise do vírus e com mais mortos que a China (3.900). Casos já chegam perto dos 200 mil.

Na Espanha, França e Grã Bretanha é onde mais cresceram os casos. atualmente.

Se observarmos bem, o eixo da pandemia ainda continua da China à Europa e aos Estados Unidos. E o epicentro mundial da crise é nos Estados Unidos, cujo epicentro do epicentro é em Nova Iorque.

No Hemisfério Norte há quatro agravantes: é onde está a maioria da população mundial (incluindo a Ásia), as maiores concentrações demográficas, os locais mais globalizados e ainda é inverno, estação típica para a ocorrência de gripes.

 

Fontes de dados e imagens: OMS e MS/BRA.

 

DADOS DAS 17 H DE HOJE/01

 

Casos no mundo, em números redondos:

Está perto de 1 milhão casos no planeta; perto de 40 mil mortos;

Estados Unidos – os casos estão perto dos 200 mil e 4 mil mortos; Trump já admite perto de 240 mil mortos até o fim da pandemia.

 

MAIORES NÚMEROS DE CASOS NO MUNDO ATÉ 12 H DO DIA 01:

EUA – 190 mil;

Itália –  92 mil;

China – 87 mil;

Espanha – 72 mil; passou a França em mortes;

França – 52 mil; ( dia 31, chegou a 3.553 mortos;

Alemanha – 50 mil.

 

DADOS DE  HOJE, 01

Na China está em declínio; 45 novos casos, apenas poucos casos de transmissão um interna.

Cuidados da China, agora, vem sedo com perigo de nova onda.

Na Coréia foi onde houve a maior recuperação.

Na Itália houve o maior número de óbitos (passou de 12 mil). Atualmente está em torno de 800 por dia. De luto, Itália faz minuto de silêncio por mais de 12. 428 mortos.

No Irã também vem aumentando o número de óbitos, perto de 3 mil.

 

NO BRASIL, EM 33 DIAS

Dados de hoje, 01, às 17h.

Mortes: hoje, 01, 240;

Casos: 5. 812, hoje, 6.836/01.

Maiores ocorrências: SP, RJ, CE, MG, DF, PE e PI, RS;

Demais regiões e estados, os casos são crescentes, porém, com apenas um ou nenhum óbito.

Só que técnicos observam que mal completamos um mês de ocorrência de óbitos.

Hoje, 01, notava-se um progressivo aumento na curva de óbitos e hoje o crescimentos foi alto: passou a 240 mortos mortos e quase 7 mil casos, quadro considerado grave, porém dentro das previsões.

Continua a previsão do pico da curva de casos e de óbitos para entre 10 e 15 de abril.

Porém, ainda não se tem certeza. E é cedo para afirmar o início da queda. Os dados se alteram muito todos os dias e para cima.