RESPIRADOR CRIADO PELA USP É APROVADO EM 100% EM TESTES COM PACIENTES – Saiba os próximos passos para sua fabricação.

RESPIRADOR CRIADO PELA USP É APROVADO EM 100% EM TESTES COM PACIENTES – Saiba os próximos passos para sua fabricação.

VEJA, TAMBÉM, EM QUANTO TEMPO SERÁ FABRICADO E QUANTAS VAZES É MAIS BARATO. SAIBA, AINDA, SOBRE, A ADAPTAÇÃO DAS INDÚSTRIAS PARA FABRICÁ-LO.

Esse foi o primeiro grande passo concreto da Ciência e da Pesquisa, no mundo, para se enfrentar o coronavírus no.

Esse modelo de ventilador pulmonar de emergência pode ser fabricado em apenas duas horas e custará 15 vezes menos que um convencional que vem sendo importado e que é disputado no  mercado internacional.

No mundo, há casos de se pagar mais de R$ 50 mil por cada unidade normal. O ventilador simplificado brasileiro, com a mesma eficiência, custará menos de R$ 4 mil.

O equipamento foi aprovado pelos médicos e cientistas no suo em pacientes graves com síndrome respiratória devido ao Coronavírus.

Agora será analisado e aprovado oficialmente pela Agência Nacional e Vigilância Sanitária – Anvisa.

 

COMEMORAÇÃO PELA SALVAÇÃO DE VIDAS

 

A maior comemoração deve ser pela importância do ventilador pulmonar que irá salvar vidas nesta hora em que a rede hospitalar já começa a entrar em colapso por falta de leitos com EPIs e respiradores, tendo em vista a pandemia.

Por outro lado, há que se comemorar a projeção do Brasil e da nossa pesquisa no mundo e o retorno com as exportações do ventilador. O Planeta inteiro está com dificuldade para acesso a esse equipamento.

unnamed (2)

Quem criou o projeto do Ventilador Pulmonar de Emergência mais simples e eficaz foi o Grupo de Engenheiros da Escola Politécnica (poli) da USP – Universidade de São Paulo.

Fonte: G1

LINHAS DE CRÉDITO

O ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação acaba de anunciar mais investimentos em pesquisas de EPIs, medicamentos e vacinas.

O ministro Marcos Pontes anunciou que seu ministério já destinou R$ 5 milhões em linhas de crédito e financiamento a empresas que precisem adaptar seu parque fabril para a produção em massa dos equipamentos que o Brasil precisa.

Também anunciou a criação de mais 4 canais em cada rede de TV aberta para a recuperação da carga horária da criançada nas escolas públicas e privada, tendo em vista a quarentena.

Fonte: G1