REPRESENTANTES DO 5º BATALHÃO DO BOMBEIRO MILITAR APRESENTAM DADOS SOBRE OS ATENDIMENTOS REALIZADOS EM 2017

REPRESENTANTES DO 5º BATALHÃO DO BOMBEIRO MILITAR APRESENTAM DADOS SOBRE OS ATENDIMENTOS REALIZADOS EM 2017

A diretoria da Associação Empresarial de Lages (ACIL), recebeu em sua reunião do dia 02 de abril, o comandante do 5º Batalhão de Bombeiro Militar (BBM), Tenente Coronel Ariovaldo da Silva Pacheco, o comandante da 1ª Companhia do 5º BBM, Tenente Ivonilson Varela Duarte e o chefe do Serviço de Atividades Técnicas, Tenente Thiago da Silva, que passaram um panorama geral sobre as atividades do batalhão em Lages.

Prestes a completar 53 anos de atuação, o 5º BBM atende a maior região de Santa Catarina e conta com um efetivo bastante reduzido, são cerca de 180 bombeiros para atender os 48 municípios que estão sob a responsabilidade do batalhão. Destes municípios apenas 14 tem unidade do Corpo de Bombeiros Militar e estão divididos em três Companhias, sendo a primeira localizada em Lages, a segunda em São Joaquim e a terceira em Rio do Sul. E, recentemente, o 5º BBM passou a abrigar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Devido a extensa área atendida pelo batalhão, muitas vezes há a necessidade de acionar o resgate aéreo. O Ten. Cel. Ariovaldo explicou que fez uma parceria com o helicóptero Águia da Policia Militar para realizar alguns atendimentos. “Antes esse atendimento era feito pelo helicóptero Arcanjo dos bombeiros, que tem como sede Blumenau. Quando assumi o comando procurei fazer essa parceria com o Águia para agilizar os atendimentos”, destacou o comandante.

Em seguida, o Tenente Varela repassou que em 2017 foram atendidas 3.218 ocorrências somente em Lages, entre elas destacou que 95 ocorrências foram incêndios em edificações, 2.217 atendimentos pré-hospitalares e 275 salvamentos e resgates. Um dado repassado por ele e que chamou a atenção é o alto índice de trotes telefônicos e chamadas para resgatar animais que estão perigo, como por exemplo gatos no alto de árvores e cachorros em bueiros. “Aquilo que não tem um número para ligar, eles ligam para os bombeiros”, concluiu.

Para finalizar, o Tenente Thiago repassou números referentes ao Serviço de Atividade Técnica (SAT) e serviço de prevenção. Em Lages no ano de 2017, houve 620 análise de projetos, 284 vistoria de habite-se e 8.262 vistorias de funcionamento. O SAT de Lages atende também os municípios de São José do Cerrito, Capão Alto, Urupema, Bocaina e Painel e contam com apenas 6 vistoriadores. “Toda alta complexidade precisa que a vistoria ocorre até 30 dias antes de vencer o alvará. As edificações de baixa complexidade, os empresários podem emitir o alvará de funcionamento, através do site, por meio da autodeclaração”, explicou ele.