Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter email

Anunciar Empresa
ACELERADAS OBRAS DO MERCADO PÚBLICO DE LAGES/SC – Espaço deve começar a funcionar em agosto.

ACELERADAS OBRAS DO MERCADO PÚBLICO DE LAGES/SC – Espaço deve começar a funcionar em agosto.

É MAIS UM ELEMENTO ARQUITETÔNICO HISTÓRICO A AGREGAR VALOR AO TURISMO DA SERRA. SERÁ UMA ESPÉCIE DE SHOPPING TÍPICO. Após a
OS CAUSOS DO ERON PORTAL – O Meteorologista e o Burro; o Engenheiro e o burro – HISTÓRIAS TÃO INCRÍVEIS QUE ATÉ PARECEM MENTIRAS.

OS CAUSOS DO ERON PORTAL – O Meteorologista e o Burro; o Engenheiro e o burro – HISTÓRIAS TÃO INCRÍVEIS QUE ATÉ PARECEM MENTIRAS.

HISTÓRIAS QUE FARÃO VOCÊ DAR GAITADAS DE TANTO RIR: O METEOROLOGISTA E O BOI E DE BOTAS, O BOI DE
EL`DIVINO HAMBURGUERIA – Está chegando o fim de semana, a sugestão é conviver lá com a família e os amigos.

EL`DIVINO HAMBURGUERIA – Está chegando o fim de semana, a sugestão é conviver lá com a família e os amigos.

HÁ CADA MÊS HÁ UMA NOVIDADE PARA A GALERA CURTIR A FOLGA DA SEMANA. ............ Que tal saborear um Xisão que vale
DEFINIDOS PONTOS CHAVES DA REFORMARA DA PREVIDÊNCIA – Aqui, nossas reflexões sobre a reforma que está indo ao Congresso.

DEFINIDOS PONTOS CHAVES DA REFORMARA DA PREVIDÊNCIA – Aqui, nossas reflexões sobre a reforma que está indo ao Congresso.

SAIBA QUAIS AS NOVAS IDADES MÍNIMAS E QUANDO CHEGA AO LEGISLATIVO O TEXTO DESSA REFORMA. Ministro Paulo Guedes convenceu o presidente Em
ÚLTIMOS GOVERNOS QUASE QUEBRARAM O BRASIL E ESTABELECERAM A DESORDEM – País virou uma fábrica de tragédias, mais por descumprimento de normas que por catástrofes ou acidentes.

ÚLTIMOS GOVERNOS QUASE QUEBRARAM O BRASIL E ESTABELECERAM A DESORDEM – País virou uma fábrica de tragédias, mais por descumprimento de normas que por catástrofes ou acidentes.

VEJA QUE EM TODAS AS ÚLTIMAS TRAGÉDIAS LÁ ESTAVA A FALTA DE CUMPRIMENTO DA LEI E A DE  FISCALIZAÇÃO. Opinião do
MAIS UM PASSO NA PREPARAÇÃO DO MAIOR EVENTO NACIONAL DA FRUTICULTURA – DIVULGADO O PRÉ-FLYER DA XXI FESTA NACIONAL DA MAÇÃ.

MAIS UM PASSO NA PREPARAÇÃO DO MAIOR EVENTO NACIONAL DA FRUTICULTURA – DIVULGADO O PRÉ-FLYER DA XXI FESTA NACIONAL DA MAÇÃ.

EVENTO SERÁ EM SÃO JOAQUIM/SC, DE 2 A 5 DE MAIO E COM INOVAÇÕES E RESGATE DE SUA HISTÓRIA. Após o
A MÍSTICA DO NOME DAS CIDADES COMO FATOR ECONÔMICO – Produtos turísticos e serviços da Indústria da Criatividade serão vanguarda para o sonho de consumo do visitante.

A MÍSTICA DO NOME DAS CIDADES COMO FATOR ECONÔMICO – Produtos turísticos e serviços da Indústria da Criatividade serão vanguarda para o sonho de consumo do visitante.

LUGARES PRECISARÃO DE ATRATIVOS, A COMEÇAR PELO NOME PARA ENCANTAR E ATRAIR PESSOAS. Bem logo as pessoas empregadas trabalharão menos tempo,
ÍNDIO NÃO PEDE AJUDA NEM ESMOLA, PRODUZ ARTESANATO – Lages/SC é ponto estratégico dos índios das reservas do Sul do Brasil.

ÍNDIO NÃO PEDE AJUDA NEM ESMOLA, PRODUZ ARTESANATO – Lages/SC é ponto estratégico dos índios das reservas do Sul do Brasil.

ELES PRODUZEM ARTESANATO, ESPECIALMENTE DE TAQUARA E CIPÓ E DE LAGES VENDEM EM TODA A SERRA. O acampamento preferido deles é

PRODUÇÃO DE VINHOS SOFRE COM IMPOSTOS – Chega a 58,29% a pesada carga tributária


vinhos
Esta postagem foi publicada em 31 de julho de 2018 Notícias, Notícias em Destaques Slide Topo.

EM SÃO JOAQUIM, NA SERRA CATARINENSE, MINISTRO SE COMPROMETE A LUTAR POR REDUÇÃO

O ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, participou do rodeio e da abertura de mais uma edição da cavalgada da  Nevasca que aconteceu no último final de semana, dentro do Festival de Turismo de Inverno.

Empresários do setor reclamaram, reivindicaram e detalharam a pesada carga tributária que incide sobre as vinícolas: ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS; Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI; Contribuição para Financiamento da Seguridade Social –Cofins e o Programa Integração Caixa Social – PIS, fazem com que a tributação sobre o vinho nacional chegue a 58,29% do custo de produção.

O ministro foi recepcionado com um almoço regado a vinhos finos, mas ele e a comitiva ouviram muitas queixa e reivindicações. Na frete de convidados e autoridades locais, o empresário Saul Bianco, dono da vinícola Leone di Venezia, falou de sua origem, sobre o empreendimento em enologia e lamentou que a carga tributária seja tão pesada no Brasil.

AS REIVINDICAÇÕES

“Precisamos reduzir a carga tributária para que nossos vinhos sejam mais competitivo, porque os vinhos importados do Chile e Argentina são produzidos praticamente sem impostos. Por isso chegam tão baratos no mercado nacional”, declarou.

O prefeito de São Joaquim Giovani Nunes falou da importância da integração dos municípios para implantar os roteiros do enoturismo e reforçou pedido para que o ministro que é catarinense, ajude a Serra Catarinense. O prefeito protocolou dois ofícios com o ministro. Por mais de 30 minutos, o ministro falou de assuntos como a integração regional de negócios, a importância de obras de arte e cênicas, das belezas da Serra Catarinense.

“A nossa percepção em Santa Catarina, ainda é que o turismo é um polo passivo da economia. Mas o turismo é uma parte ativa, geradora de riquezas, não gera acumulação de capital e por isso temos de intensificar a atividade”, defendeu. Ele observou que ano passado, um em cada cinco empregos no mundo foram gerados pelo turismo.

Presenteado com vinhos premiados, o ministro visitou também a vinícola Villa Francioni e foi recebido por uma das proprietárias, Adriana Borges de Freitas. Depois conheceu a vinícola D’Alture, do empresário Don Roberto Chaves e foi até o Parque de Exposições de São Joaquim, onde prestigiou um rodeio e a abertura da 11ª Cavalgada da Nevasca.


66 Visualizações

Nenhum banner para exibir

Coluna Eron J. Silva



-